Por Filipe Garrett, para o TechTudo


A faixa de 5 GHz pode fazer a diferença em alguns tipos de uso. Durante a quarentena por conta do novo coronavírus, por exemplo, mais gente acessa o mesmo Wi-Fi, o que deixa as redes de 2,4 GHz ainda mais congestionadas. A frequência de 5 GHz sofre menos interferência e não é tão utilizada, sendo indicada para quem precisa de maior velocidade na conexão. Em alguns roteadores dual-band, a faixa é oferecida de forma automática, mas há casos em que o usuário precisa configurar o acesso à frequência. Confira a seguir cinco cenários em que o WI-Fi 5 GHz deve funcionar melhor no dia a dia.

Como bloquear pessoas conectadas na sua rede Wi-Fi

Como bloquear pessoas conectadas na sua rede Wi-Fi

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Muita gente em casa

As redes de 5 GHz tendem a ser menos obstruídas em relação às de 2,4 GHz. Isso acontece porque a frequência mais baixa é também mais comum, especialmente em regiões populosas e com muitas redes Wi-Fi. Diversas tecnologias sem fio e eletrodomésticos também utilizam essa faixa, como Bluetooth, microondas, entre outros. Dessa forma, a faixa de 2,4 GHz pode apresentar uma conexão instável quando muita gente estiver conectada na mesma rede.

Redes de 5 GHz tendem a ser menos obstruídas e oferece conectividade superior em redes com muitos usuários — Foto: Elson de Souza/TechTudo

Ao usar a frequência de 5 GHz, mais alta, a tendência é ter menos interferência por parte de outros dispositivos wireless que estejam por perto. Além disso, por conta do menor alcance, há menos chance de interferência entre duas redes diferentes.

Filmes e séries via streaming

As redes de 5 GHz oferecem maiores velocidades de transferência e, por conta disso, são mais indicadas em situações que exigem muitos dados. Um exemplo típico é o consumo de streaming, já que uma conexão rápida e com maior capacidade vai garantir uma boa exibição de som e imagem. Dessa forma, o conteúdo deve carregar com mais facilidade, mantendo uma boa definição e evitando engasgos durante a reprodução. Mas, vale lembrar: não basta que o roteador ofereça a faixa em 5 GHz. Para usufruir da rede, os dispositivos conectados também devem ser compatíveis com a frequência.

5 GHz garante maior velocidade e pode deixar o streaming mais estável — Foto: Nicolly Vimercate/TechTudo

Jogar online

Assim como no exemplo anterior, games multiplayer pela Internet dependem de uma conexão estável e taxas elevadas de troca de dados entre roteador e PC. Vale lembrar que, no caso de consoles, é importante verificar se o modelo tem suporte à rede – o PS4, por exemplo, é limitado ao Wi-Fi de 2,4 GHz. A faixa de 5 GHz seu equipamento permite velocidades maiores, o que é fundamental para evitar lags na hora de jogar online.

Lembre-se, no entanto, que ainda assim o Wi-Fi não é a solução ideal. A melhor forma de jogar online, seja no computador ou no console, é por meio de conexão direta via cabo Ethernert, já que a medida garante maior estabilidade.

Rede de 5 GHz também pode melhorar a experiência no multiplayer — Foto: Barbara Mannara/TechTudo

Chamada de vídeo

Com a demanda por um fluxo constante de dados, como ocorre no streaming, o uso da faixa de 5 GHz do seu roteador pode ser mais interessante para chamadas por vídeo. A maior frequência deve garantir uma boa qualidade à ligação, mantendo a estabilidade para uma melhor transmissão de imagem e som. Em chamadas feitas via celular ou notebook, vale lembrar que redes 5 GHz têm maior dificuldade em atravessar obstáculos, além da menor área de cobertura. Portanto, a dica é ficar próximo ao roteador durante a videoconferência.

Chamadas com vídeo também se beneficiam de Wi-Fi mais rápido — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

Baixar ou enviar arquivos pesados

Para fazer download ou upload de arquivos pesados, também é interessante ter uma taxa de transferência maior na conexão. Dessa forma, utilizar o 5 GHz é o mais indicado, já que vai melhorar a velocidade nos dois sentidos. Portanto, caso seu roteador trabalhe com duas redes separadas, vale conferir em qual delas o dispositivo está conectado.

Google recomenda a usuários do Nest (foto) a opção pelas redes de 5 GHz para atividades mais intensas, como downloads — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Como corrigir problemas no Wi-Fi? Tire suas dúvidas no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo