Entrega e Delivery

Por Emanuel Reis, para o TechTudo


Apps de entrega estão cada vez mais populares entre usuários de celulares Android e iPhone (iOS), mas algumas precauções são necessárias para garantir segurança e evitar golpes ao fazer pedidos de delivery. Em aplicativos como iFood, Uber Eats e Rappi, evitar salvar dados de cartão de crédito, não clicar em links suspeitos e higienizar as embalagens dos produtos são medidas importantes, principalmente durante a pandemia da Covid-19.

O TechTudo preparou uma lista com cinco coisas para evitar em apps de entrega e medidas importantes para não cair em golpes. Desde a compra até a entrega, a atenção precisa ser redobrada para que o usuário não tenha dados pessoais roubados, pague taxas adicionais ou mesmo se contamine por falta de higiene com os alimentos.

Cinco coisas que você deve evitar em apps de entrega para sua segurança — Foto: Marvin Costa/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

1. Salvar dados do cartão de crédito

Não é recomendável salvar dados do cartão de crédito em aplicativos ou sites, já que nem sempre é possível saber como é a segurança utilizada por cada plataforma. Por isso, armazenar os números no app após o pedido pode abrir brechas para cobranças indevidas no futuro, caso a conta e/ou o próprio app sejam invadidos. É importante, também, comprar apenas em locais de confiança.

Para garantir que os donos dos estabelecimentos estejam cumprindo com as vistorias necessárias de segurança de dados, é importante que os clientes criem o hábito de questioná-los. Vale, para isso, verificar se os apps contam com páginas de perguntas frequentes que esclareçam as medidas de segurança adotadas pelos comerciantes.

É importante evitar salvar dados do cartão de crédito em apps e sites — Foto: Pond5

Uma medida extra de segurança ao fazer compras em aplicativos e sites é utilizar um cartão de crédito virtual. A solução gera uma numeração única e temporária para que uma transação seja efetuada. Depois, os dados perdem o valor e se tornam inúteis para cibercriminosos.

2. Aceitar cobranças adicionais

É necessário ter atenção ao finalizar a compra e conferir se o delivery é ou não um serviço gratuito, para evitar cobranças adicionais indevidas. Apps populares como iFood, Uber Eats e Rappi oferecem opções de pagamento online e, neste caso, não é necessário que o entregador faça nenhum tipo de cobrança. Golpistas podem se aproveitar da situação e exigir algum tipo de pagamento indevido no ato da entrega.

Para evitar se tornar uma vítima, é preciso verificar no app se há informações sobre cobrança no ato da entrega. Caso o usuário opte pelo pagamento presencial, será necessário fazer a transação por dinheiro ou cartão na maquininha do entregador. Neste caso, é importante também conferir o valor exibido no visor da máquina.

É fundamental conferir o app de entrega para evitar cobranças adicionais — Foto: Marvin Costa/TechTudo

3. Clicar em links suspeitos de promoção

O phishing é um tipo de golpe em que a vítima acaba fornecendo dados pessoais por meio de sites ou formulários falsos, por exemplo. Os criminosos geralmente se passam por empresas, pessoas conhecidas, ou oferecem promoções que pedem informações como senhas e números de cartão de crédito. O golpe pode chegar por e-mail, SMS, WhatsApp ou outros sites e redes sociais.

Identificar um golpe de phishing requer um pouco de atenção. É importante ler letra por letra do domínio do site para verificar se ele realmente é verdadeiro, analisar a aparência e o assunto dos e-mails, verificar se há erros de ortografia e checar se as informações de contato são coerentes. No caso de promoções, é importante verificar se as ofertas são mencionadas no site oficial ou nas redes sociais da empresa em questão.

Uber Eats envia cupons para o e-mail cadastrado no aplicativo — Foto: Reprodução/Fernanda Lutfi

4. Deixar a conta propensa a invasão

Ao fazer o cadastro nos apps, clientes costumam disponibilizar dados sensíveis, como número do cartão de crédito, endereço residencial outras informações. Em certos casos, é obrigatório informar alguns dados de forma permanente, estratégia utilizada pela empresa para facilitar a compra. No entanto, as informações podem ser acessadas por hackers caso a conta e/ou o app sejam atingidos por vírus ou malwares, colocando a segurança de quem está cadastrado em risco.

Para evitar situações como essa, é importante usar uma senha forte e única que, se possível, seja composta por letras maiúsculas e minúsculas, números e caracteres especiais. É possível utilizar um gerenciador de senhas, como o 1Password. Também vale ativar a verificação em duas etapas sempre que estiver disponível.

Malware e vírus podem ser meios de roubar dados em apps — Foto: Reprodução/Pond5

5. Receber pedidos sem o devido cuidado

A segurança alimentar também está em questão desde que a refeição sai do estabelecimento até chegar à sua casa. Por isso, ao receber pedidos, é sempre importante tomar cuidado com a higiene das embalagens dos produtos, principalmente durante a pandemia da Covid-19. Além disso, a entrega sem contato físico está disponível em apps como Rappi, iFood, Uber Eats, James Delivery e Domino's Pizza, por exemplo.

O transporte de comida fora de recipientes próprios e de conservação de temperatura, embalagens violadas e falta de higiene por parte dos entregadores são possibilidades que merecem atenção. Antes de consumir o alimento, não se pode esquecer de higienizar as embalagens por fora e lavar as mãos após manuseá-las. Caso passe por algum problema, é importante comunicar o ocorrido ao estabelecimento.

Como cadastrar um código de desconto no iFood

Como cadastrar um código de desconto no iFood

Celular mostrando propaganda: o que fazer? Veja no Fórum do TechTudo.

Mais do TechTudo