Programações

Por Caroline Doms, para o TechTudo


Hackathon é uma maratona de programação que ocorre em várias épocas do ano em diversos países. Em geral, essas maratonas são promovidas por grandes instituições e startups, como Nasa, Sebrae, Globo e Uber, e têm como objetivo desenvolver inovações tecnológicas. Os hackathons costumam ser realizados em finais de semana e duram, em média, de 24h a 48h. A programação conta com palestras, workshops e boa parte do tempo é destinada a momentos para desenvolver um novo projeto de software.

A maioria dos hackathons é realizada presencialmente, com longas horas de programação e poucas pausas para descansar. Entretanto, algumas dessas maratonas também são realizadas online, o que permite que mais pessoas participem da competição. Por causa da pandemia, boa parte dos eventos programados para 2020 serão online, como o da Fiocruz. A seguir, entenda mais sobre o que são e como funcionam os hackatons.

Hackathon: entenda como funcionam as maratonas de programação — Foto: Divulgação/Unsplash (by Headway)

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

O que é um hackathon?

O termo Hackathon é a junção das palavras em inglês “hack” e “marathon”, que é traduzido como maratona de programação. Nesse caso, o hack é uma coisa boa, pois os participantes desenvolvem ideias inovadoras para a área de tecnologia das empresas organizadoras dos eventos. São essas companhias que definem um tema para a competição.

Nos hackathons, os participantes inscritos são distribuídos em times, os quais são compostos por pessoas com conhecimentos variados, como programação, design gráfico, gestão empresarial e outros. Eles devem criar um projeto que encaixe o tema do evento, com soluções e inovação tecnológica. O objetivo da competição não é programar um app inteiro, mas planejar a ideia e desenvolver o básico dela.

Veja também: Como programar um computador Windows para desligar sozinho

Como programar um computador Windows para desligar sozinho

Como programar um computador Windows para desligar sozinho

No Brasil, a Campus Party promove hackathons com temas sociais, que envolvem saúde, educação, mobilidade, segurança pública, cultura e tecnologias assistivas. Além disso, a Uber também realiza sua própria maratona de programação, a Uber Hack. A competição conta com várias fases, que são sediadas em diversas cidades do país, como Rio de Janeiro, Recife, São Paulo e Porto Alegre.

Hackathon da Uber possui diversas fases, que são realizadas em várias cidades do Brasil — Foto: Reprodução/Uber

Como funciona um hackathon online?

Os hackathons online demandam menos trabalho aos organizadores, pois não é necessário alugar um local para sediar a competição. Todos os projetos são enviados remotamente, com um prazo delimitado. Além disso, a maratona de programação online costuma durar menos tempo do que as presenciais, que contam com workshops e palestras. Os participantes desenvolvem as ideias com seus times online, sem a necessidade de se deslocar para o evento.

Entretanto, a programação segue alguns padrões dos eventos presenciais. Nos hackathons online, a primeira atividade é a apresentação das organizações que participam do evento. Após isso, os problemas e necessidades buscados com a competição são apresentados e os participantes são divididos em times com o mesmo nível de conhecimento. Após a definição dos times, os participantes esboçam a ideia e começam a desenvolver o protótipo. Ao final do evento, o projeto vencedor é o que mais se encaixa nas necessidades das organizações.

Quem costuma participar?

Os principais participantes dos hackathons são engenheiros, programadores, desenvolvedores de software, estudantes de computação e estudantes do ensino médio. Por conta disso, algumas edições de hackathon são realizadas em grandes universidades. Nos Estados Unidos, por exemplo, o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT em inglês) promove o HackaMIT. Já no Brasil, universidades como USP e Unesp também sediaram edições do hackathon.

Embora atraia bastante os profissionais da área da tecnologia, designers, publicitários e analistas de negócios, costumam compor os times nos hackathons. Além disso, já são realizados hackathons específicos para algumas áreas, como a mecânica de bicicletas elétricas

Participantes do projeto vencedor ganham prêmios em dinheiro na Uber Hack — Foto: Reprodução/Uber

Quais são os benefícios para os desenvolvedores?

Os participantes dos hackathons saem com mais conhecimento sobre programação, além de trocarem experiências com outras pessoas que estão na indústria da tecnologia. O networking com grandes profissionais também pode ajudar nas carreiras dos participantes. Outro benefício para os desenvolvedores, é que os projetos vencedores por causa da inovação, ganham prêmios que geralmente são em dinheiro. Além disso, os programadores também têm a chance de trabalhar em conjunto com o time dos hackathons.

Quais são as vantagens para as empresas?

Ao promoverem hackathons, as empresas conseguem soluções rápidas para os problemas apontados para os participantes da maratona. Outro ponto positivo para as organizações, é o desenvolvimento de novas tecnologias, o que pode aprimorar seus serviços. Além disso, a empresa conquista mais visibilidade e ao promover uma maratona com diversos profissionais. Assim, elas crescem e conseguem atingir novos públicos.

Dicas para quem quer organizar um hackathon

  1. Antes de realizar um hackathon, o organizador deve definir qual será o tema do evento, qual é o desafio de inovação que ele pretende encontrar com a maratona;
  2. Depois de identificar o que se busca com o evento, é necessário definir se o hackathon será interno, destinado apenas aos funcionários da empresa, ou externo, para desenvolvedores e gestores de todo o país;
  3. Delimitar qual será o público que pode participar do hackathon é uma etapa fundamental. O evento será destinado apenas para desenvolvedores ou contará com profissionais do design, publicidade e gestão de negócios? Defina os participantes;
  4. Divulgar a competição é essencial para que diversas pessoas participem e para que o organizador encontre o melhor resultado para o seu problema;
  5. Como o hackathon é uma competição, é necessário definir qual será a premiação. O organizador pode escolher entre dinheiro ou presentes como recompensa aos vencedores do projeto.

Qual é a versão mais vantajosa do Windows? Descubra no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo