Battle Royale

Por Mariela Cancelier, para o TechTudo


Free Fire é um jogo Battle Royale gratuito da Garena disponível para baixar em celulares Android e iPhone (iOS). O game virou um dos mais populares no Brasil e foi o título mobile mais baixado no mundo em 2019, com um número de downloads superior ao seu principal concorrente, PlayerUnknown's Battlegrounds para smartphones (PUBG Mobile). Alguns dados sobre a origem do Free Fire, no entanto, ainda são desconhecidos. Para entender como o game foi desenvolvido, o TechTudo conversou exclusivamente com a Garena. Veja, a seguir, alguns fatos sobre a origem do FF.

Free Fire é um jogo gratuito disponível para smartphones Android e iOS — Foto: Reprodução/Garena

Um pouco antes do Free Fire...

A Garena foi fundada em 2009, mas foi só em 2014 que ela montou seu próprio estúdio para começar a desenvolver seus títulos. Esse intervalo, no entanto, foi importante para empresa entender as demandas do mercado. "Quando montamos nosso próprio estúdio e entramos no desenvolvimento de jogos, pudemos aproveitar uma grande quantidade de informações sobre os hábitos e preferências dos jogadores", revelou a empresa.

Por isso a Garena sempre focou nos games mobile, que têm ganhado popularidade nos últimos anos. "Vimos como a crescente penetração de smartphones estava transformando como e quando nossos jogadores queriam jogar", comentou.

Quer comprar jogos, consoles e PC's com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Free Fire foi pensado exclusivamente para hardwares fracos

Free Fire é um jogo famoso por rodar até nos celulares mais básicos. E a Garena explica que tudo isso foi planejado com atenção. "Começamos a criar o Free Fire porque vimos que os jogadores queriam um jogo Battle Royale altamente imersivo e agradável, projetado especificamente para celulares. Isso apresentou um desafio significativo: como poderíamos incluir uma experiência premium do Battle Royale em um formato compatível com dispositivos móveis que todos pudessem desfrutar", detalhou a empresa.

"Sabíamos que, se consumisse muita memória, usasse muitos dados ou poder de processamento, muitas pessoas não o jogariam". A estratégia de acessibilidade aparentemente funcionou. O game atingiu recentemente um novo recorde de usuários ativos: 80 milhões de jogadores ao mesmo tempo.

Qual é o motor gráfico do Free Fire?

Free Fire foi desenvolvido com o motor gráfico Unity, uma plataforma de criação de jogos da Unity Technologies. De acordo com a Garena, a razão da escolha da plataforma foi porque a "equipe tinha o nível certo de experiência e recursos com o mecanismo". Outros jogos populares também utilizaram a plataforma, como Hollow Knight e Cuphead, por exemplo. Assim como Free Fire, esses games são leves.

Jogo de aventura 2D Hollow Knight também foi desenvolvido na Unity — Foto: Reprodução/Hollow Knight

Onde Free Fire é mais popular no mundo?

Segundo a desenvolvedora, a América Latina é a região do mundo onde o Battle Royale é mais popular, mas ele também tem muitos players na Ásia. Diversos mercados como a Índia e o Oriente Médio também começaram a aderir ao jogo mais recentemente.

Free Fire conta com mais de 300 desenvolvedores atualmente

A empresa revelou que conta com mais de 300 desenvolvedores em sua equipe. O número de funcionários trabalhando no escritório do Brasil, que fica em São Paulo, não foi revelado por questões de segurança. A empresa contou, no entanto, que têm sedes nas regiões do mundo onde o game é mais popular e que os profissionais são "jogadores apaixonados e que sabem o que o público local quer". O objetivo da estratégia é adaptar o jogo aos gostos e preferências locais. "Ainda estamos contratando e sempre atentos aos fãs de jogos".

O personagem Jota foi inspirado em Joe Taslim, uma das principais celebridades da Indonésia — Foto: Divulgação/Garena

Crossover no Brasil e no mundo

No Brasil, Free Fire recebeu em 2019 o DJ Alok como personagem. A parceria também ganhou uma canção que virou tema do Mundial de Free Fire do mesmo ano, o Free Fire World Series. Mas não foi só por aqui que o game fez crossover com celebridades. Na Indonésia, por exemplo, o game teve uma parceria com Joe Taslim, estrela de Mortal Kombat na região. O game recebeu o personagem jogável chamado Jota, inspirado no próprio Joe. "Para promover isso, também trabalhamos com um dos diretores mais populares da Indonésia para criar um curta-metragem com Joe mostrando suas famosas habilidades em artes marciais", revelou a Garena.

Mais do TechTudo