Áudio e vídeo

Por Paulo Alves, para o TechTudo


A Netflix é uma das plataformas de streaming de filmes mais famosas do mundo, mas existem pelo menos dez opções brasileiras que valem a pena conhecer. São opções variadas que trazem catálogos de filmes e séries nacionais e internacionais, além de conteúdo especializado. Alguns deles, por exemplo, são focados em produções latinas ou de cineastas negros, enquanto outros são feitos especificamente para gosta do gênero de terror. Há ainda serviços que se diferenciam pelo modo de pagamento, seja por assinatura mensal ou compra avulsa para assistir dentro de determinado período. Conheça abaixo as alternativas do Brasil para assistir filmes online.

Veja 10 alternativas brasileiras para assistir filmes e séries por streaming — Foto: Paulo Alves/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Veja também: Netflix: como usar uma personagem de série na foto de perfil

Netflix: como usar uma personagem de série na foto de perfil

Netflix: como usar uma personagem de série na foto de perfil

1. Kinopop

O Kinopop é um serviço da famosa empresa de dublagens BKS (Bodhan Kostiw Studios) que cobra cerca da metade da mensalidade da Netflix: R$ 15. Por esse valor, o usuário tem acesso a um catálogo com mais de 400 filmes e 700 séries nacionais e estrangeiros. É possível assistir em até quatro telas simultaneamente com resolução até Full HD por meio de aplicativo para Android e iPhone (iOS), além de media centers como Apple TV e em smart TVs Android TV. É possível ainda cancelar quando quiser e testar o serviço por 30 dias gratuitamente, algo que a rival mais famosa já deixou de oferecer no Brasil.

Kinopop oferece centenas de filmes e séries por R$ 15 mensais — Foto: Reprodução/Paulo Alves

2. Globoplay

O Globoplay oferece uma combinação de streaming tradicional com programação ao vivo da TV Globo via Internet. O assinante também pode navegar por programas já exibidos, como telejornais, novelas, edições passadas do BBB e demais programas da grade. O serviço também começou a adicionar mais novelas de sucesso, em uma lista que levará “Tieta”, “Vale Tudo”, “Laços de Família”, “Vamp” e “O Clone”, entre outras, para o streaming. O acervo de filmes e séries traz mais de mil títulos do Brasil e de fora, incluindo indicados ao Oscar. Há novas adições todos os meses.

Alguns conteúdos são de graça, como trechos de novelas e de programas de entretenimento, assim como clipes de telejornais e grade ao vivo. A assinatura que dá acesso à biblioteca completa tem o preço de R$ 22,90 mensais ou R$ 238,80 anuais. O valor permite a assistir em até cinco telas com resolução máxima 4K e download para ver offline.

Globoplay mescla programação ao vivo com novelas nacionais e filmes e séries internacionais — Foto: Reprodução/Paulo Alves

3. Looke

O Looke é um serviço que mescla assinatura mensal com aluguel avulso. No catálogo disponível para alugar, há filmes recentes de sucesso, como “Parasita”, “Aves de Rapina” e “O Homem Invisível”. O serviço também é o meio de acesso ao Festival Varilux de Cinema Francês, que em 2020 é realizado de graça via streaming.

Assinantes devem pagar mensalidade de R$ 16,90 a R$ 25,90 dependendo da quantidade de telas, e têm acesso a um acervo de centenas de filmes e séries, além de 15% e desconto na compra ou aluguel, que têm preço normal a partir de R$ 14,90 e R$ 1,89, respectivamente. Os usuários e assinantes do Looke podem assistir no aplicativo para Android, iPad, smart TV (Philips, LG, Samsung e Sony), além de computador Windows e macOS e no console Xbox One.

Looke tem modalidades de assinatura, aluguel e compra de títulos — Foto: Reprodução/Paulo Alves

4. Spcine Play

O Spcine Play é uma plataforma especializada em cinema nacional da Spcine, Empresa de Cinema e Audiovisual ligada à Secretaria Municipal de Cultura, da Prefeitura de São Paulo. O serviço organiza títulos em categorias como “Literários”, “Clássicos Brasileiros” e “LGBTQIA+”, além de grandes cineastas, como Hector Babenco. O usuário também pode assistir uma série de longas e curtas selecionados por festivais nacionais, e conteúdo exclusivo de entrevistas e shows. Um dos seus diferenciais é, por exemplo, a interseção com a música: em uma das categorias, é possível assistir a videoclips selecionados pelo Music Video Festival.

O serviço está com todo catálogo liberado gratuitamente até o final de 2020, permitindo acesso a mais de 250 títulos. O usuário pode entrar diretamente no site oficial ou acessar o streaming por meio do Looke, na web ou no celular.

Spcine Play traz mostras audiovisuais, cinema independente e mais em parceria com o Governo de São Paulo — Foto: Reprodução/Paulo Alves

5. Darkflix

O Darkflix traz no acervo apenas filmes de terror, que vão desde clássicos do cinema até os títulos independentes, que são o foco da plataforma. Por conta da especialidade de gênero, o serviço é indicado apenas para jovens com 16 anos ou mais. O acervo pode ganhar ou perder filmes e séries de tempos em tempos, mas o streaming não informa o tamanho do catálogo.

Assim como a Netflix, o serviço funciona mediante mensalidade. No entanto, o valor é bem menor. Por R$ 9,90 mensais, o site oferece acesso ilimitado à biblioteca e a cinco perfis com históricos e preferências independentes, além de cinco telas simultâneas. Depois de assinar, é possível ainda usar por sete dias antes de iniciar o ciclo de cobrança.

Darkflix traz apenas filmes de terror — Foto: Reprodução/Paulo Alves

6. Telecine Play

O Telecine Play é o serviço dos canais por assinatura especializados em filmes. O catálogo traz mais de dois mil títulos, incluindo sucessos do cinema e longas premiados. Entre os lançamentos atuais, o acervo traz “Ad Astra”, “Dor e Gloria”, “Parasita” e “Bacurau”, entre muitos outros. É possível ainda buscar por franquias inteiras, como Marvel, Harry Potter e Star Wars, além de listas com filmes nacionais, focadas em cultura negra ou em temáticas LGBTQI+.

Para acessar, o usuário pode fazer login com os dados da empresa de TV a cabo ou pagar uma assinatura separadamente apenas para streaming. A mensalidade tem preço de R$ 37,90 e libera reprodução em até três telas ao mesmo tempo, cinco dispositivos registrados e cinco perfis, além de desconto na rede de cinemas Kinoplex. É possível testar o serviço por 30 dias antes de começar a pagar.

Telecine Play permite acesso com login da TV por assinatura ou pagando mensalidade à parte — Foto: Reprodução/Paulo Alves

7. PlayPlus

O PlayPlus é um serviço similar ao Globoplay, que mistura streaming com programação de TV aberta, mas da TV Record. A plataforma tem acervo composto principalmente por novelas bíblicas e programas de auditório, além de telejornais e reality shows como A Fazenda. A plataforma pode ser acessada na versão web e em aplicativo para celulares Android e iPhone (iOS).

Usuários do plano grátis do PlayPlus têm acesso à transmissão ao vivo da Record TV, algumas novelas e trechos dos programas da emissora e do Play Kids. Por uma assinatura de R$ 12,90 mensais, é possível ter acesso a novelas e séries na íntegra. Há ainda um plano superior de R$ 32,80 que libera a programação da Disney e três canais ESPN.

PlayPlus é o streaming da Record que pode ser combinado com assinatura da ESPN — Foto: Reprodução/Paulo Alves

8. Afroflix

A Afroflix (www.afroflix.com.br/) é uma plataforma que reúne conteúdo audiovisual que traz sempre pelo menos uma pessoa negra na produção, roteiro, direção ou como protagonista. O acervo é variado, não se limitando apenas a filmes e séries. É possível também encontrar documentários, videoclipes e materiais experimentais, todos com envolvimento ou que tematizam a cultura negra.

Todos os vídeos disponibilizados são gratuitos, portanto, não há assinatura, aluguel ou compra envolvida. Os títulos disponibilizados podem ser reproduzidos tanto em players no próprio site quanto no YouTube. O acervo traz principalmente conteúdo brasileiro, mas está aberto para títulos de outras nacionalidades desde que obedeçam aos mesmos critérios de seleção.

Afroflix tem filmes protagonizados, escritos ou dirigidos por pessoas negras — Foto: Reprodução/Paulo Alves

9. Cinema Virtual

O Cinema Virtual é uma plataforma de streaming que imita a lógica do cinema convencional. O serviço traz lançamentos a cada semana, sempre às quintas-feiras, e ficam “em cartaz” por 15 dias. A maioria dos filmes é exclusiva, já que não podem entrar no acervo de outros streamings por até 90 dias depois da estreia. Cada filme custa R$ 24,90 ou R$ 19,90 em preço promocional e pode ser reproduzido em até 72 horas após a compra do ingresso virtual.

Antes de comprar, o usuário pode escolher uma sala de cinema da sua cidade ou de sua preferência. Segundo os organizadores, a renda dos ingressos virtuais é revertida ao dono da sala escolhida pelo usuário. A proposta é ajudar a manter as salas com algum faturamento enquanto não podem ser reabertas por conta da pandemia.

Cinema Virtual traz estreias todas as quintas-feiras — Foto: Reprodução/Paulo Alves

10. Filme Filme

A Filme Filme (www.filmefilme.com.br) é uma opção para quem quer indicações de filmes por quem entende do assunto. O acervo é composto principalmente por filmes nacionais e provenientes de outros países da América Latina, como Argentina e Chile. Assim como no Cinema Virtual, o acesso aos títulos se dá por um único pagamento, que no caso parte de R$ 6. No entanto, o site funciona no esquema de aluguel. Depois de pagar, o usuário tem até sete dias para assistir quantas vezes quiser no celular, no tablet ou na smart TV. Por enquanto, ainda não é possível baixar o título para assistir offline.

Filme Filme traz títulos brasileiros e de demais países latinos por a partir de R$ 6 — Foto: Reprodução/Paulo Alves

Qual é o melhor serviço de streaming de filmes? Deixe a sua opinião no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo