Jogos casuais

Por Adriano Sarafim, para o TechTudo


Pokémon GO conta com um vasto número de monstrinhos para serem capturados, com opções que só crescem desde o seu lançamento, em junho de 2016 no Brasil. Se alguns nomes como Pikachu, Charizard e Mewtwo são queridos pelos fãs do jogo, outros Pokémon já não possuem tanto amor por parte dos jogadores do game da Niantic, disponível para dispositivos móveis iPhone (iOS) e Android. Alguns deles não são fortes o bastante, enquanto alguns irritam por aparecerem com muita frequência. O TechTudo separou algumas criaturas que são “odiadas” pelos usuários do título a seguir.

Pokémons com alta taxa de aparição não são tão queridos pelo público — Foto: Divulgação/Niantic

Quer comprar jogos, consoles e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Caterpie

Caterpie é um dos Pokémon do tipo inseto mais carismáticos da franquia. Infelizmente, em Pokémon GO, o monstrinho não é muito bem visto pelos jogadores por aparecer além da conta no mapa. Além disso, suas estatísticas básicas não são muito úteis para que ele seja utilizado em batalhas, fazendo com que sua única utilidade seja criar doces e evoluir para Metapod.

O inseto é um dos monstrinhos mais comuns do jogo — Foto: Reprodução/Adriano Sarafim

Zubat

Outro Pokémon que é um dos campeões de aparições na tela dos celulares dos fãs do jogo da Niantic. Zubat também não possui muitos recursos de batalha e evolui facilmente para Golbat. Talvez não valha o esforço capturá-lo tantas vezes apenas para transformá-lo em doces para atingir a sua evolução como objetivo.

Zubat em Pokémon Go — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

Ekans

Assim como os monstrinhos acima, Ekans também possui uma taxa de aparição muito alta e, por conta disso, faz qualquer jogador revirar os olhos. A cobra possui um CP máximo de 927 e precisa de 50 doces para poder evoluir para Arbok, o que dá um grande trabalho. Geralmente, sua versão evoluída também é facilmente encontrada no mapa.

Ekans em Pokémon GO — Foto: Reprodução/Adriano Sarafim

Weedle

Weedle possui praticamente os mesmos atributos de Caterpie. O bichinho do tipo inseto e venenoso atinge um CP máximo de 456 e precisa de 25 doces para evoluir para Kakuna. Sua última evolução é Beedrill, que já conta com um CP máximo de 1846. Para atingir a sua forma final, são necessários 100 doces de Kakuna.

Weedle em Pokémon GO — Foto: Reprodução/Adriano Sarafim

Saiba mais: confira como batalhar com seus amigos em Pokemón GO

Pokémon GO agora permite batalhas entre amigos; saiba como

Pokémon GO agora permite batalhas entre amigos; saiba como

Rattata

Mais um Pokémon muito fácil de ser encontrado por jogadores no Brasil. Rattata certamente já fez muita gente pensar “você aqui de novo, não acredito”. O seu CP máximo não é muito alto e sua única evolução é o Pokémon Raticate, que pode ser realizada com 50 doces do pequeno bichinho da região de Kanto.

Rattata em Pokémon GO — Foto: Reprodução/Adriano Sarafim

Pidgey

Imagine a frequência que você encontra pombos pelas ruas. Agora imagine a quantidade de vezes em que Pidgey aparecerá no radar de Pokémon GO. O monstrinho do tipo normal é um dos mais comuns de serem achados, tornando-se uma “persona non grata” no coração de muitos fãs do jogo. Sem muito poder de combate, o Pokémon é mais utilizado para sua evolução como Pidgeotto com 25 doces.

Pidgey em Pokémon GO — Foto: Reprodução/Adriano Sarafim

Magikarp

Certamente Magikarp é um dos Pokémon mais fracos de toda a Pokédex do jogo da Niantic. Sua grande função para os jogadores é ser transformado em 50 doces para ser evoluído para Gyarados, uma das criaturas mais poderosos da região de Kanto e que possui um CP de 3391.

Magikarp em Pokémon GO — Foto: Reprodução/Adriano Sarafim

Via The Gamer

Mais do TechTudo