Atletas

Por Jaques Cavalcanti, Para o TechTudo


No competitivo de jogos como Free Fire, FIFA 20 e DotA 2, alguns jogadores profissionais acabaram ultrapassando os limites da educação e respeito e foram punidos por suas atitudes. O cenário competitivo de esports, assim como nas modalidades tradicionais, tem normas que devem ser respeitadas pelos players, e as regras valem para os amadores e os atletas que já foram campeões mundiais. Veja, a seguir, jogadores e times que venceram torneios internacionais e depois acabaram banidos de jogos, torneios ou plataformas de streams. A lista tem o brasileiro Everton "UBiTa" Lima, que venceu o Streamers Showdow de Free Fire em 2019 e atualmente está banido por tempo indeterminado.

Johan "N0tail" Sundstein

"N0tail" acabou banido da Twitch TV por suspeita de comentários homofóbicos. — Foto: Divulgação/DreamHack

Johan "N0tail" Sundstein, jogador profissional dinamarquês de DotA 2, foi banido por tempo indeterminado da Twitch TV em dezembro de 2019 enquanto realizava uma live de Natal. A plataforma não revelou a justificativa para a tomada da decisão oficial, no entanto, fãs acreditavam que o uso de palavras homofóbicas poderiam ter levado a suspensão do pro player. Johan foi campeão das edições de 2018 e 2019 do The International.

Quer comprar jogos, consoles e PC's com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Everton “UBiTa” Lima

O pro player brasileiro de Free Fire foi suspenso por tempo indeterminado dos torneios da Garena em março de 2020. Na época, em comunicado oficial publicado no Instagram, a paiN Gaming anunciou também o desligamento de "UBiTa" da organização. A infração cometida pelo atleta aconteceu durante uma transmissão ao vivo de Free Fire, após o mesmo disparar ofensas e ameaças contra outros jogadores. Everton ganhou visibilidade nos competitivos de Free Fire após sua vitória no Free Fire Pro League Season 2 pela New X em julho de 2019 e depois de vencer o torneio internacional Streamers Showdow, na Tailândia.

"UBiTa" foi desligado da paiN Gaming após ofender e ameaçar outros jogadores em uma transmissão ao vivo de Free Fire. — Foto: Divulgação/paiN Gaming

Newbee

A organização Newbee teve sua equipe de DotA 2 banida para sempre das ligas competitivas da Associação Profissional Chinesa, em maio de 2020. A medida justificou-se pela manipulação de resultados (match fixing). Os jogadores Xu "Moogy" Han, Yin "Aq" Rui, Wen "Wizard" Lipeng, Yan "Waixi" Chao e Zeng "Faith" Hongda, além de terem sido removidos da associação, também foram expulsos dos próximos campeonatos chineses. A Newbee ganhou destaque e reconhecimento no cenário de DotA 2 quando conquistou o título do The International de 2014.

Newbee foi banida das competições chinesas após descoberta de manipulação de resultados (match fixing) — Foto: Divulgação/Newbee

Ryan "FChamp" Ramirez

Em junho de 2020, o campeão estadunidense de Ultimate Marvel vs. Capcom 3 na Evolution Championship Series 2012 foi banido de todos os torneios oficias da Capcom. A decisão aconteceu após "FChamp" publicar em seu Twitter uma foto de uma melancia junto da hashtag #WatermelonLivesMatter, ou seja, "Vidas das Melancias Importam, em alusão ao movimento #BlackLivesMatter. A referência ao fruto tem conotação racista.

"FChamp" foi banido dos torneios oficiais da Capcom depois de publicar tweet racista — Foto: Cameron Baird/Red Bull Content Pool

Filipino Champ é mundialmente conhecido na comunidade jogos de luta e chegou ao auge em 2012 após conquistar o título da Evolution Champion Series (EVO) no torneio de Ultimate Marvel Vs Capcom 3. Agora, FChamp está banido por tempo indeterminado dos eventos produzidos pela Capcom por violar o código de conduta dos jogadores.

Kurt "Kurt0411" Fenech

"Kurt0411" foi banido em fevereiro de 2020 após ameaçar outros jogadores e funcionários da EA. — Foto: Divulgação/Eletronic Arts

Essa é uma excessão da lista, já que o jogador Kurt "Kurt0411" Fenech não chegou a ser campeão, e sim semifinalista da FIFA World Cup 2018 no Xbox One. Em fevereiro de 2020, o controverso jogador maltês foi banido definitivamente de todos os jogos da Eletronic Arts (EA). Kurt já havia sido suspenso dos competitivos do FIFA 20 e de outras versões do game de futebol por conta de seu comportamento. A situação se agravou ainda em novembro de 2019, quando Kurt violou diversas normas do Código de Conduta da EA Sports FIFA Global Series ao ameaçar funcionários e outros pro players. O jogador está proibido, inclusive, de utilizar sua conta pessoal em qualquer outro título da companhia americana de vídeo games.

Mais do TechTudo