Por Rafael Monteiro, para o TechTudo


GTA, Dragon Ball e Duke Nukem são algumas das grandes franquias que já tiveram jogos censurados ou proibidos por mostrar conteúdo sexual. A preocupação com os games, em alguns países, levou à criação de órgãos de classificação etária para os jogos — como a ESRB (Entertainment Software Rating Board), nos Estados Unidos, em 1994, por causa dos lançamentos Mortal Kombat e Night Trap. Confira, a seguir, outros casos de jogos que causaram polêmica e sofreram "punições" por trazer cenas de nudez, sexo ou violência.

GTA: San Andreas tinha um minigame de sexo escondido — Foto: Reprodução/Brutal Gamer

Quer comprar consoles, jogos e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

GTA: San Andreas (2004 - PlayStation 2, Xbox, PC)

Um dos casos mais conhecidos foi o famoso escândalo "Hot Coffee", de Grand Theft Auto: San Andreas, nos Estados Unidos. O nome "Hot Coffee" refere-se a uma missão não finalizada do jogo na qual haveria cenas de sexo, sem nudez, acessada por meio de um minigame. O conteúdo não estava disponível de forma comum, apenas em versões modificadas do game no PC ou usando códigos em um software de trapaças, como o Game Shark, nos consoles. No entanto, a presença do conteúdo no disco foi o suficiente para a ESRB mudar a classificação do jogo e fazer com que a produtora Rockstar encerrasse a produção temporariamente. GTA: San Andreas voltou às lojas em uma versão com o conteúdo sexual removido.

Dragon Ball: Origins (2008 - Nintendo DS)

Dragon Ball: Origins reproduziu algumas clássicas cenas do mangá e desenho animado, mas teve problemas na Austrália — Foto: Reprodução/Did You Know Gaming

Baseado na popular série de animação de Goku e seus amigos, Dragon Ball: Origins teve alguns problemas ao ser lançado na Austrália. O game tem algumas cenas que passaram despercebidas pelo órgão de classificação etária australiano e fizeram o jogo ser recolhido posteriormente. Há momentos, por exemplo, em que o protagonista Goku aparece completamente pelado ou que a personagem Bulma levanta seu vestido sem roupas por baixo. Curiosamente, essas cenas são idênticas ao mangá original e à animação, os quais também foram censuradas em vários países. O game voltou a ser vendido após ajustes.

Duke Nukem 3D (1996 - PC)

Duke Nukem 3D foi censurado em vários países por um misto de conteúdos sexuais e violência — Foto: Reprodução/Moby Games

Em seu lançamento, Duke Nukem foi considerado um grande salto em relação aos jogos de tiro anteriores e seu conteúdo chamou bastante atenção. Além da violência, havia muitas referências sexuais, como pornografia e dançarinas de striptease que mostravam os seios quando o jogador interagia com elas. Isso levou o game a ser proibido e censurado em vários países. Versões modificadas do game foram lançadas para o Nintendo 64 e PlayStation One. No Brasil, Duke Nukem 3D chegou a ser proibido, mas por outro motivo: um tiroteio em um cinema que, supostamente, teria sido inspirado pela primeira fase do jogo.

Veja também: Cinco jogos que marcaram os anos 90

Cinco jogos que marcaram os anos 90

Cinco jogos que marcaram os anos 90

Super Smash Bros. Ultimate (2018 - Nintendo Switch)

No Japão, Estados Unidos e Europa há uma certa censura em Super Smash Bros. Ultimate para manter a classificação etária do game acessível. Algumas artes de personagens que aparecem como espíritos no jogo foram editadas para cobri-los com mais roupa. Quando Masahiro Sakurai, criador da série, comentou sobre a adição de Terry Bogard da SNK ao game, disse também que muitos fãs pediam por "Mai Shiranui". Como a conhecida lutadora da companhia utiliza um uniforme provocante, Sakurai explicou que não seria possível inclui-la pois o jogo era para: "bons meninos e meninas de muitas idades diferentes".

Criador de Super Smash Bros. Ultimate comentou que não era possível adicionar Mai ao game — Foto: Reprodução/Culture of Gaming

Cruis'n USA (1996 - Nintendo 64)

O game de corrida desenvolvido pela Midway Games para fliperamas teve algumas mudanças ao ser convertido para o Nintendo 64 nos Estados Unidos. Entre as pequenas alterações foram feitas nessa versão, a que chama mais atenção é a imagem da mulher que entrega o troféu ao jogador. Enquanto nos fliperamas ela veste um biquíni, no Nintendo 64, a personagem aparece mais coberta, de camiseta. A modelo em si não foi substituída, o que é curioso pois trata-se de uma atriz conhecida por participar de vídeos adultos.

Cruis'n USA é provavelmente o único jogo do Nintendo 64 com a presença de uma atriz de vídeos adultos — Foto: Reprodução/Did You Know Gaming

Super Real Mahjong PV (2019 - Nintendo Switch)

Em um exemplo mais recente, um game baseado no clássico jogo de pedras japonês Mahjong teve problemas com a loja da Nintendo no Japão. Super Real Mahjong PV era a versão atualizada de um título lançado para o Sega Saturn em 1995. O game original recompensava o jogador por suas vitórias ao tirar a roupa das adversárias. Ao despir as personagens, no entanto, uma luz branca cobria certas partes do corpo. Na versão do Switch, as luzes ficaram desalinhadas e revelaram mais do que a classificação etária permitia. O jogo foi removido temporariamente e depois retornou à loja.

Super Real Mahjong PV do Switch é um dos casos mais recentes de censura por conteúdos sexuais na indústria dos games — Foto: Reprodução/Niche Gamer

Earthbound (1995 - Super Nintendo)

O clássico RPG Earthbound, da Nintendo, ficou conhecido por trazer ideias incomuns para a época — o game era, inclusive, vendido em uma caixa maior, com guia para jogá-lo. Alguns desses conceitos, no entanto, acabaram censurados na versão do game para os Estados Unidos. Uma das modificações menos conhecidas é que, na versão japonesa, o protagonista Ness está totalmente nu ao visitar o reino de Magicant, um local que existe dentro da mente do personagem. Nos EUA, ele aparece vestido normalmente.

Em Earthbound, dentro da mente do protagonista Ness, o personagem estaria completamente pelado — Foto: Reprodução/Earthbound Central

Kane & Lynch 2: Dog Days (2010 - PlayStation 3, Xbox 360, PC)

O segundo capítulo da série Kane & Lynch desapontou os fãs e encerrou de vez a franquia, que parecia que se tornaria grande. Um dos pontos principais dos games estava em sua violência extrema e nudez, que eram censurados com efeitos quadriculados na imagem. Na versão para PC, usuários foram rápidos em remover o efeito para ter o game sem censura. No Japão, isso não foi possível pois o jogo foi lançado com menos violência e personagens vestidos em partes que estariam nuas.

Na versão japonesa de Kane & Lynch 2: Dog Days, cenas foram censuradas para exibir menos sangue e menos nudez — Foto: Reprodução/GameCola

GTA é a franquia de maior sucesso atualmente? Comente no Fórum do TechTudo.

Mais do TechTudo