Jogos de ação

Por Carlos Palmeira, para o TechTudo


The Last of Us 2, Celeste, Sea of Thieves e Minecraft são alguns jogos que possuem opções de acessibilidade como audiodescrição, legendas, alto contraste, sistema diferente de cores (para daltônicos), mapeamento de botões e muito mais. Cada vez mais a indústria de videogames tem se preocupado em adaptar seus jogos, para que Pessoas com Deficiência (PCDs) também possam aproveitar o mundo dos games.

O TechTudo montou uma lista com oito títulos que são acessíveis para pessoas portadoras de deficiência motora, auditiva, visual ou cognitiva, disponíveis em consoles como PlayStation 4 (PS4), Xbox One, Nintendo Switch e PC.

The Last of Us Part 2 oferece diversas opções de acessibilidade para pessoas com baixa visão, baixa audição ou dificuldades motoras — Foto: Reprodução/PlayStation Game Store

Quer comprar jogos, consoles e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

1. The Last of Us Part 2

Lançado em junho de 2020 para PlayStation 4 (PS4), The Last Us Part 2 mexeu com jogadores por causa da narrativa comovente e jogabilidade violenta. Além disso, o game foi elogiado por possuir mais de 60 configurações de acessibilidade. O título possui recursos como controles alternativos, ajuste de elementos de tela (cor, contraste e HUD), assistência de navegação, sinais de áudio, legendas e vários níveis de dificuldade.

A comprovação de que o jogo está acessível para PCDs veio da própria mídia especializada. O site Dager System, que realiza uma cobertura jornalística do mundo dos games voltada para o público deficiente, deu nota máxima em todos os quesitos para a acessibilidade do jogo. O título foi classificado como sem barreiras para pessoas que possuem deficiência visual, motora e auditiva.

The Last of Us Part 2 oferece opções como alto contraste para pessoas com baixa visão — Foto: Divulgação/PlayStation

2. Uncharted 4

Antes da continuação de The Last of Us, a produtora Naughty Dog já havia trabalhado em um grande produto com recursos de acessibilidade. Lançado em 2016 para PS4, Uncharted 4 possui assistência de câmera, legendas, ajuda com repetição de botões, assistência na mira, cores para daltônicos e mais.

As opções foram incluídas justamente depois de uma conversa entre Josh Straub e os produtores do game. Josh é editor do Dager System e possui paralisia cerebral. Ele considerou o capítulo final da história de Nathan Drake “um padrão de acessibilidade a ser espalhado pela indústria de jogos”.

Uncharted 4 oferece diversas opções de acessibilidade — Foto: Reprodução/YouTube

3. Untitled Goose Game

Chamado popularmente de “jogo do ganso”, Untitled Goose Game foi um dos games que mais chamou a atenção no ano de 2019. Com a inusitada proposta de colocar o jogador na pele de um ganso, o título chegou a levar prêmios e vários elogios da indústria.

Disponível para PC, Nintendo Switch, PS4 e Xbox One, o game também se caracteriza pelos recursos de acessibilidade. No site oficial da produção é explicado que o game tem controles reconfiguráveis, opções diferentes para comandos e legendas.

Untitled Goose Game é um jogo simples, porém com opções de acessibilidade — Foto: Divulgação/Can I Play That

4. Sea of Thieves

Sea of Thieves é um exclusivo da Microsoft para PC e Xbox One. O game, que foi desenvolvido pela Rare e lançado em 2018, possui uma gama de opções de acessibilidade. Elas permitem que jogadores com deficiência visual, auditiva e motoras possam se aventurar pelos mares no mundo dos piratas.

Entre os recursos disponíveis estão menus radiais, trocas no comando de tocar para interagir, suporte para daltonismo, transcrição das conversas de áudio para texto e vice-versa, suporte para interação com itens do jogo e mais. Um dos pontos mais interesses desse quesito é que ele possui uma página com artigos ensinando a habilitar os recursos dentro do jogo. Quase todos os tutoriais de acessibilidade possuem uma versão em português.

Sea of Thieves possui menus radiais, facilitador da acessibilidade do jogo — Foto: Divulgação/Game Acess Blog

Saiba mais: confira tudo sobre o PS5, próximo console da Sony que promete gráficos de cinema

PS5: saiba tudo sobre o novo console

PS5: saiba tudo sobre o novo console

5. Celeste

Celeste é um jogo indie para PC, Switch, PS4 e Xbox One que ganhou bastante notoriedade recentemente. Aclamado pela crítica por causa de seu enredo que aborda questões delicadas como depressão e ansiedade, o título ganhou prêmios e chegou a ser indicado na categoria de “Jogo do Ano” no The Game Awards 2018.

Além da sensibilidade em sua história e excelentes mecânicas de um jogo plataforma, Celeste é lembrado por também possuir opções de acessibilidade. Apesar de poucas em quantidade, já que o jogo é bastante simples, os recursos podem melhorar a experiência do jogador. No game é possível diminuir a velocidade, aumentar a energia e até mesmo ativar um modo de invencibilidade. Esse último pode ser bastante útil, já que em sua configuração padrão o jogo é bem difícil.

Celeste é bastante amigável com quem quer ter uma grande experiência em uma história profunda — Foto: Divulgação/Matthew Rowland

6. Minecraft

Minecraft é um dos games mais populares do mundo atualmente. Dezenas de milhões de jogadores se reúnem diariamente online para construir mundos, monumentos e grandes sagas. Apesar de fazer bastante sucesso com crianças e adolescentes, o título também é jogado por adultos. E outro público que consegue ter acesso e se divertir com Minecraft são PCDs. O título possui diversos recursos de acessibilidade.

No menu do jogo estão as configurações. Elas incluem navegação e narração acessíveis de menus, bate-papo com conversão de texto em fala, modo de precisão, modo brilhante e mais. Na página sobre acessibilidade do game é pontuado que outros recursos estão em desenvolvimento atualmente.

Além de ser desenvolvido para todas as idades, Minecraft também possui recursos para PCDs — Foto: Divulgação/Ability Powered Gaming

7. Gears of War 5

Gears of War 5 foi lançado em 2019 e faz parte de um grande trabalho recente da Microsoft para trazer acessibilidade para os jogos. No ano anterior, a empresa já havia anunciado, por exemplo, o Xbox Adaptive Controller, um controle para o Xbox One e computadores. O joystick é voltado para pessoas que possuem limitações de movimento e amputados.

Com essa ideia em mente, Gears of War 5 chegou ao mercado com vários recursos de acessibilidade. O título possui modo para daltônicos, opção para desligar o tremor de câmera, controle do tamanho de legendas, leitura em voz alta de bate-papo, mira alternada, desativação de violência e linguagem inapropriada, modo narrador e muito mais. Tudo pode ser configurado no próprio menu de opções.

Gears of War 5 possui diversos recursos diferentes de acessibilidade — Foto: Divulgação/Gears of War 5

8. Super Smash Bros. Ultimate

Disponível para Nintendo Switch, Super Smash Bros. Ultimate foi lançado em 2018. O game, que tem um apelo bastante casual, possui opções simples de acessibilidade. As personalizações equilibram as limitações do próprio Switch, apontado como uma das plataformas menos acessíveis dos videogames atualmente.

Entre as configurações, o jogo de luta possui representação em imagem de diálogos e sons, pistas visuais, equalizadores de sons, legendas, gerenciamento de vibração do controle, gerenciamento de cores e mais. Apesar das poucas opções, na comparação com outros títulos do mercado, Super Smash Bros. Ultimate é apontado pelo site especializado Dager System como livre de barreiras para pessoas com deficiência visual, motora e auditiva.

Super Smash Bros. Ultimate também possui recursos para diminuir a dificuldade — Foto: Divulgação/Dager System

Quais jogos merecem uma continuação? Comente no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo