Atletas

Por Victor de Abreu, para o TechTudo


O lançamento de Valorant, FPS da Riot Games, fez com que muitos jogadores profissionais mudassem os rumos de suas carreiras nos esports. Em especial pro players famosos de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO), que não tinham mais motivações para seguir no jogo da Valve ou estavam banidos, optaram por apostar no Valorant. Veja, a seguir, cinco atletas que ficaram conhecidos no Counter-Strike, mas que migraram recentemente para o novo jogo de tiro.

Confira alguns jogadores de Counter-Strike que estão se aventurando em VALORANT — Foto: Divulgação/Riot

Quer comprar jogos, consoles e PC's com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Braxton "brax" Pierce

Conhecido também como "Swag", o norte-americano Braxton "brax" Pierce, de 20 anos, tinha sua habilidade reconhecida no CS:GO, tendo passado por equipes como a Cloud9, e até atuado como substituto na MIBR em uma ocasião. No entanto, ele ficou famoso de verdade em 2014 com a polêmica de manipulação de resultados da iBuypower, um escândalo que rendeu a ele e aos envolvidos um banimento permanente em competições da Valve. Como Brax não teve sua punição revista, ele não tinha mais tantas motivações para seguir jogando CS:GO e viu um novo caminho para seguir sua carreira nos esports com Valorant.

Antes mesmo do lançamento de Valorant, Brax já havia sido anunciado como um dos membros da equipe da T1, onde está até hoje como streamer e jogador profissional, participando ativamente de competições. Ao lado dele na T1 está o canadense Keven "AZK" Larivière, um de seus companheiros na iBuypower que também foi banido permanentemente na época do escândalo.

Brax (centro) desistiu do CS:GO e focará sua carreira em Valorant — Foto: Divulgação/BLAST Pro Series

Tyler "Skadoodle" Latham

Tyler "Skadoodle" Latham, de 27 anos, teve uma vitoriosa passagem pela Cloud9 de 2015 até o final de 2018, quando optou em investir todo seu tempo em streams. Ele também fazia parte da equipe da iBuypower na época do escândalo, mas ficou comprovado que ele não teve envolvimento com o esquema e ele sua carreira normalmente. Skadoodle ainda esteve presente na line up da Cloud9 que fez história ao conquistar a ELEAGUE Major: Boston 2018 ao ser a primeira equipe norte-americana a vencer um mundial de CS:GO.

A ida de Skadoodle para o time de Valorant da T1 foi anunciada no mês de junho de 2020 pela própria organização. Desde então, ele participa do competitivo ativamente ao lado de seus antigos companheiros de iBuypower, Brax, AZK, e outros jogadores.

Skadoodle fez história no CS:GO e buscará novas conquistas em VALORANT — Foto: Divulgação/StarLadder

Oscar "mixwell" Cañellas

O espanhol Oscar "mixwell" Cañellas, de 24 anos, iniciou sua carreira no CS:GO em 2012 e se aposentou em junho de 2020 para se dedicar ao Valorant. Mas mixwell começou a se destacar a partir de 2016, quando assinou contrato com a OpTic Gaming. Foi nessa equipe que ele conquistou a Eleague Season 2, em cima da Astralis, sendo esse o título mais importante de sua carreira. A última taça relevante em seu currículo foi a DreamHack Open Valencia 2018, conquistada quando ele atuava como substituto na North.

No Valorant, mixwell compete pela G2 Esports, equipe que está dominando os primeiros torneios europeus do game. Vale destacar que todos os seus companheiros da G2 também são ex-jogadores de CS:GO, mas nem todos tiveram grande sucesso. A exceção é o sueco Jacob "pyth" Mourujärvi, que jogou pela Ninjas in Pyjamas entre 2015 e 2017.

Mixwell joga pela G2, considerado o melhor time europeu de VALORANT atualmente — Foto: Divulgação/WESG

Adil "ScreaM" Benrlitom

Veterano no cenário de Counter-Strike, o belga Adil "ScreaM" Benrlitom, de 26 anos, iniciou sua carreira na franquia em 2010 e permaneceu ativo até 2019. Em toda a sua trajetória, ele passou por times importantes no cenário de CS:GO. Entre eles, está a Team Envy, cuja maior marca foi a vitória na DreamHack Open Atlanta 2017, e a G2 Esports, onde conquistou a ECS Season 1 Finals e também ajudou a equipe a alcançar o Top 2 no ranking da HLTV em 2016.

No Valorant, ScreaM participa de competições desde o beta, que aconteceu em abril de 2020, atuando em equipes diferentes. Entre seus últimos torneios está o WePlay! Invitational, onde ele participou como substituto na equipe britânica fish123. Ele e seus companheiros conquistaram a segunda colocação no torneio, perdendo apenas para a G2 de Mixwell na grande final.

ScreaM se dedica ao VALORANT desde seu beta e segue ativo nas competições em geral — Foto: Divulgação/FRAGLider

Raphael "cogu" Camargo

O Brasil também conta com muitos jogadores de Counter-Strike que estão se aventurando no Valorant. Entre eles está Raphael "cogu" Camargo, jogador de 35 anos considerado uma lenda do Counter-Strike 1.6, mas que não conseguiu repetir um sucesso semelhante no CS:GO. Sua última equipe de CS:GO foi a Falkol eSports, onde foi treinador até o final de 2019. Desde então, cogu aposta no Valorant em suas transmissões e participa de competições nacionais representando a própria Falkol.

Além de cogu, a equipe da Falkol também conta com nomes conhecidos do Counter-Strike, como Rafael "pava" Pavanelli e Jean "mch" Michel D'Oliveira. Recentemente, esse esquadrão venceu o torneio nacional GLL Orbital Strike Cup, competição que contou com mais de 120 equipes participantes.

Cogu vem apostando no VALORANT em suas transmissões e também em torneios — Foto: Divulgação/Facebook Raphael "Cogu" Camargo

Mais do TechTudo