Sistemas operacionais

Por Filipe Garrett, para o TechTudo


O Windows 10 tem uma série de configurações que não ficam tão evidentes ao usuário, mas podem ser bastante úteis. Ferramentas como a Restauração de Sistema, para recuperar o PC com problema, ou o Sensor de Armazenamento, para liberar espaço, são exemplos de recursos que podem estar desativados por padrão.

Além disso, o sistema da Microsoft conta com opções de compartilhamento para trocar arquivos via rede, dispensando o pen drive, e até mesmo funcionalidades que podem deixar o PC mais rápido, como o bloqueio de apps em segundo plano. Na lista abaixo, veja oito configurações do Windows 10 que você deveria mudar para proteger sua privacidade ou deixar o PC mais rápido.

Confira dicas para deixar o computador mais rápido sem instalar nada

Confira dicas para deixar o computador mais rápido sem instalar nada

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

1. Restauração do Sistema

Presente desde o Windows XP, a Restauração de Sistema é um recurso poderoso para recuperar seu computador e dados em caso de problemas com malwares ou em qualquer episódio que prejudique a integridade do Windows. A ferramenta cria "pontos" no tempo, permitindo que o PC retorne para o estado antecedente ao momento em que um driver ruim causou problemas ou em que um malware corrompeu a inicialização do sistema operacional, por exemplo.

Restauração de sistema pode recuperar seu computador em caso de problemas — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Por padrão, a Restauração de Sistema pode estar desativada no seu computador. Para acionar o recurso, use a caixa de pesquisa da barra de tarefas e procure por “restauração”. Clique em “Criar ponto de restauração” e, na caixa de diálogo, escolha a opção “Configurar”: observe na nova janela se a restauração está ativa no seu sistema. Cano não esteja, selecione para ativar e confirme em “Aplicar”.

2. Notificações

Dependo dos aplicativos e recursos que você usa, o Windows 10 pode exagerar nas notificações enviadas à Central de Ações do sistema operacional. A boa notícia é que você pode ajustar o comportamento do sistema ao emitir notificações, tendo um acesso mais granular sobre cada app e recurso para delimitar o que você está interessado em receber e aquilo que não faz questão.

Windows 10 permite um amplo controle das notificações do sistema e apps — Foto: Rerprodução/Filipe Garrett

Para fazer isso, abra o aplicativo de Configurações e escolha “Sistema”. No menu à esquerda, selecione a opção “Notificações e ações”. No painel, você pode desligar totalmente as notificações, escolher que categorias deseja receber, ou mesmo filtrar por aplicativo na seção “Receber notificações destes remetentes”.

3. Compartilhamento por proximidade

Também conhecido como Nearby Sharing, o recurso nativo do Windows 10 permite que você compartilhe documentos com dispositivos próximos que estejam na mesa rede, ou que tenha Bluetooth. Desde que o computador de destino também tenha as "Experiências Compartilhadas" ativadas, você poderá enviar o que quiser para lá.

Recurso permite compartilhar arquivos com outros computadores da rede local ou por Bluetooth — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Para ativar o recurso, abra o app de Configurações e escolha “Sistema”. Na lista de opções do menu esquerdo, selecione “Experiências compartilhadas”. Logo no topo da nova tela, está o grupo de opções “Compartilhamento por proximidade”. Depois de ativar o recurso, você poderá enviar arquivos para computadores próximos sempre que você decidir compartilhar algum documento com o menu de contexto.

4. Bloquear o compartilhamento de updates do Windows

O Windows 10 pode baixar atualizações de outros computadores da sua rede local ou da Internet como forma de acelerar o processo de download dos pacotes de correção da Microsoft. Entretanto, ao usar essa opção, seu computador também entra na rede e envia dados referentes a essas atualizações a terceiros. Em alguns casos, isso pode tomar banda da sua conexão, deixando sua experiência de navegar na Internet mais lenta.

Desativar o recurso impede que o Windows compartilhe atualizações — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Para desligar o recurso, basta usar o app de Configurações e escolher “Windows Update” no menu principal. Na nova tela, selecione “Otimização de entrega” e desative a opção “Permitir downloads de outros computadores”. Alternativamente, você pode clicar em “Opções avançadas” para determinar limites de banda para o recurso.

5. Ajustes de privacidade

Por padrão, o Windows 10 pode coletar dados de uso para aprimoramento do sistema. No entanto, o recurso também faz com que o sistema apresente anúncios personalizados, de acordo com o seu comportamento. Se você se incomoda com esse tipo de configuração e deseja limitar o acesso da Microsoft e seus parceiros a seus dados, é possível desligar uma série de métodos de compartilhamento de informações do Windows 10.

Windows 10 tem várias configurações de privacidade que valem à pena observar — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Para fazer isso, acesse as “Configurações” do sistema operacional e clique em “Privacidade”. Além das opções que você visualiza no menu “Geral”, há uma série de outras configurações em “Controle por Voz”, “Personalização de escrita à tinta e digitação” e etc. Navegue pelos menus e analise com atenção quais ajustes considera importante manter ativados e quais não.

6. Sensor de Armazenamento

O “Sensor de Armazenamento” do Windows 10 é um recurso automático que analisa arquivos que você não usa com frequência e os remove para liberar espaço. Em linhas gerais, a ferramenta pode deletar automaticamente o conteúdo da Lixeira e da pasta de Downloads em períodos pré-definidos, como a cada 14 dias, ou mesmo diariamente, se você precisa de algo mais agressivo na hora de liberar espaço do PC.

Sensor de Armazenamento do Windows 10 remove arquivos e limpa a lixeira de forma automática — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Para usar o recurso, abra as “Configurações” e navegue no menu “Sistema”. Dentro de “Sistema”, clique em “Armazenamento”. No topo, você encontra a opção de ativar o “Sensor de Armazenamento”. Clicando em “Configurar”, você pode alternar os períodos e escolher gatilhos, como “remover arquivos da pasta Downloads que não foram abertos por mais de 10 dias”, entre outros.

7. Desligar anúncios do menu Iniciar

Por padrão, o Windows 10 pode apresentar anúncios de apps, jogos e serviços da Windows Store dentro do menu, algo que pode irritar quem não deseja ver publicidade no sistema operacional. A boa notícia é que é possível desativar completamente esse comportamento do sistema.

Desativar sugestões impede que o Windows 10 ocupe o menu Iniciar com anúncios — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Para fazer isso, acesse as “Configurações” do Windows 10 e, desta vez, escolha “Personalização”. Dentro do menu, vá até “Iniciar”. Agora basta desativar a opção “Mostrar sugestões ocasionalmente em Iniciar” para que o Windows 10 pare de exibir anúncios no menu.

8. Bloquear apps em segundo plano

Apps do Windows 10, como aqueles que chegam instalados com o sistema ou os distribuídos pela Windows Store, têm a capacidade de ficar rodando em segundo plano, exatamente como aplicativos de celular. O problema é que essa habilidade acaba pesando no seu sistema, já que recursos de processador, memória RAM e conexão de rede terão de ser gastos para manter essas aplicações rodando.

Desativar apps em segundo plano ajuda a deixar o PC mais rápido — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Para realizar alterações, abra “Configurações” e escolha “Privacidade”. Deslize o menu à esquerda até encontrar “Aplicativos em segundo plano”. Marque a opção no topo da tela para desativar completamente os apps em segundo plano ou, se preferir, navegue na lista abaixo para desligar apenas os que desejar.

Qual é a melhor versão do Windows 10? Opine no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo