Produtividade

Por Ana Letícia Loubak, para o TechTudo


Serasa Antifraude é um serviço pago que monitora CPF para proteger o consumidor de golpes envolvendo o uso não-autorizado do documento de identificação. Sempre que o CPF é consultado por uma empresa ou utilizado em uma operação, a solução envia notificações para o assinante, que fica sabendo de qualquer movimentação nova e pode evitar possíveis fraudes.

Além de monitorar o CPF no mercado de crédito, o Serasa Antifraude vasculha redes criminosas como a dark web, que tem mercados especializados na venda de dados pessoais. A seguir, entenda como o Serasa Antifraude funciona, conheça os recursos disponíveis e saiba se a assinatura vale a pena.

Serasa Antifraude vale a pena? Conheça ferramenta para monitorar CPF — Foto: Ana Letícia Loubak/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

1. Como funciona o Serasa Antifraude

O Serasa Antifraude é um serviço que faz o monitoramento constante do seu CPF. A qualquer movimentação, desde consultas de bancos para liberar crédito ou oferecer serviços até aberturas de empresas e solicitações de empréstimos, o assinante recebe alertas por e-mail e SMS, informando-o de que uma ação foi realizada com seus dados.

Além de evitar possíveis fraudes, a solução de segurança ajuda o usuário manter uma relação mais transparente com o mercado de crédito. Isso porque o Serasa Antifraude também avisa quando você está prestes a ser negativado e quando seu nome é retirado do cadastro de inadimplência.

Veja também: Como consultar CPF no Serasa? App grátis funciona no celular

Como consultar CPF no Serasa? App grátis funciona no celular

Como consultar CPF no Serasa? App grátis funciona no celular

2. Recursos do Serasa Antifraude

Além do monitoramento de CPF e CNPJ, o Serasa Antifraude oferece outros quatro recursos: monitoramento de score, monitoramento de consultas e monitoramento da dark web.

Com o monitoramento de score, índice que informa o nível de confiabilidade do consumidor, o assinante recebe alertas via e-mail e SMS sempre que a sua pontuação muda. O Serasa Antifraude também avisa quando empresas e bancos consultam o histórico de crédito do consumidor no mercado. Todas as consultas ficam armazenadas e o assinante pode consultar sempre que precisar.

Serasa Antifraude: serviço premium oferece monitoramento constante de CPF — Foto: Divulgação/Serasa Antifraude

Por último, há o serviço de monitoramento da dark web, segmento da deep web que é usado por hackers e cibercriminosos para comprar e vender dados pessoais, entre outras práticas ilegais.

3. Monitoramento da dark web

Com o Serasa Antifraude, assinante descobre se dados pessoais estão expostos na dark web — Foto: Reprodução/Serasa Antifraude

Entre os recursos do Serasa Antifraude está o monitoramento da dark web, que vasculha a fatia sombria da Internet em busca de informações pessoais expostas indevidamente. O serviço é capaz de detectar vazamentos de e-mail, CPF e passaporte, alertando o usuário sobre possíveis fraudes. Enquanto a versão grátis da solução informa apenas se o e-mail foi encontrado na dark web, o plano premium revela em qual site o dado foi exposto e/ou comercializado.

4. Planos e preços

Planos de assinatura do Serasa Antifraude — Foto: Reprodução/Serasa Antifraude

O Serasa Antifraude oferece dois tipos de plano premium: anual e mensal. Ambos incluem todos os recursos do serviço. A diferença está nos preços: enquanto a modalidade mensal custa R$ 19,90 ao mês, a assinatura anual pode ser paga à vista, por R$ 169,90, ou em 12 parcelas de R$ 14,16. Quem opta pela última modalidade, portanto, tem desconto de R$ 68,90. O pagamento é feito via cartão de crédito.

5. Plataformas compatíveis

O Serasa Antifraude pode ser acessado pelo computador, a partir de navegadores como Chrome, Firefox e Safari, ou pelo celular. O aplicativo do serviço está disponível na Google Play Store, loja de aplicativos para celulares Android, e na App Store, para quem tem um iPhone (iOS).

6. Serasa Antifraude vale a pena?

Segundo o Serasa, a cada 17 segundos uma tentativa de fraude acontece com um CPF no Brasil. Por ser necessário em uma série de operações, o documento é alvo frequente de golpistas. De posse do CPF, criminosos podem comprar produtos, dar entradas em financiamentos e até mesmo abrir empresas fraudulentas, gerando prejuízos financeiros às vítimas.

A melhor escolha para garantir a segurança dos seus dados e proteger o seu nome no mercado de crédito é sempre a prevenção. Nesse sentido, assinar o Serasa Antifraude vale a pena, já que o serviço oferece, por um valor mensal acessível, monitoramento constante do CPF. Além disso, a solução permite verificar se você corre o risco de ser negativado, se alguém realizou uma dívida em seu nome ou se existem empresas registradas no seu nome.

Via Serasa

Mais do TechTudo