Segurança

Por Filipe Garrett, para o TechTudo


É possível descobrir se seus dados pessoais e senhas foram vazados na Dark Web por meio do uso de ferramentas gratuitas, como o Firefox Monitor, Google Passwords ou mesmo o Have I Been Pwned?. Esses recursos usam seu endereço de e-mail, ou até senha, para vasculhar os bancos de dados de informações vazadas de sites e apps nesta parte sombria da Internet, alertando você a respeito de senhas possivelmente comprometidas.

Na lista a seguir, o TechTudo traz opções de ferramentas e extensões que podem ajudar a descobrir se a sua senha está mesmo segura. Caso descubra que algum código seu esteja comprometido, é importante trocar a senha para evitar invasões de contas. Se você repetiu a combinação no login de outro serviço, também deve mudar essas credenciais, já que corre risco de hackearem outros perfis seus por meio do golpe credential stuffing.

Ferramentas mostram se sua senha foi exposta na Dark Web — Foto: Pond5

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Firefox Monitor

Firefox Monitor encontra registros de dados vazados a partir do seu e-mail — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

O Firefox Monitor é um serviço criado pelos desenvolvedores da Mozilla para detectar senhas comprometidas. O funcionamento é simples, e segue a lógica das outras ferramentas dessa lista: você informa o e-mail que deseja checar e a plataforma se encarrega de verificar se o endereço em questão apareceu em qualquer grande vazamento de dados ocorrido desde 2007.

Na tela de resultados, o Firefox Monitor dá alguns detalhes a respeito do vazamento em questão, sinalizando que tipo de informações podem ter surgido na Dark Web — em alguns casos, é possível que senhas em si não façam parte do vazamento. De qualquer forma, se algum e-mail seu aparecer na busca, pode ser uma boa ideia revisar as suas senhas.

Google Passwords

Google faz levantamento para verificar se as senhas associadas à sua conta são seguras — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

O Passwords é uma ferramenta de gerenciamento de senhas do Google que também conta com o recurso de "check-up": o mecanismo analisa as senhas e nomes de usuário de sites e serviços da Internet que estão associados à sua conta do Google. A ideia da verificação é descobrir se qualquer um desses dados aparecem em algum vazamento. Caso a resposta for positiva, você deve fazer a troca desses logins e senhas imediatamente.

Para usar a ferramenta, é preciso acessar o serviço por meio do endereço "passwords.google.com" (sem aspas) e entrar com a sua conta Google. Dentro do gerenciador de senhas, você encontra o atalho para “Check-up de senha”. Basta clicar, confirmar sua identidade e torcer para os resultados serem bons.

Avast Hack Check

Avast Hack Check informa vazamentos, mas não dá detalhes — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Bastante similar ao Firefox Monitor, o Avast Hack Check também permite que o usuário consulte bases de dados de vazamentos conhecidos nos últimos anos. Basta acessar a ferramenta e inserir o endereço de e-mail que você deseja consultar. O serviço também gera notificações automáticas caso um novo vazamento seja detectado.

Nos nossos testes, Firefox Monitor e Avast Hack Check detectaram os mesmos problemas, embora o Monitor seja uma ferramenta melhor porque dá mais detalhes sobre as brechas, enquanto a solução da Avast se limita a quantificar o número de ocasiões em que suas senhas podem ter vazado.

Serasa Antifraude

Ferramenta do Serasa promete proteção integral, mas é paga — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

O funcionamento do Serasa Antifraude repete a abordagem do Firefox Monitor e Avast Hack Check: você abre a página do serviço e é convidado a inserir o e-mail que deseja consultar. Daí em diante, o Serasa se encarrega de verificar os possíveis vazamentos associados ao endereço eletrônico.

A diferença é que o Serasa oferece um serviço pago de proteção de dados e não exibe os resultados que são gratuitos nas outras ferramentas. Para ter acesso aos resultados, além de outros serviços de proteção, você deve contratar a ferramenta por R$ 169 ao ano.

LastPass

Lastpass faz checagem automática dos seus e-mails e senhas — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

O LastPass é um gerenciador de senhas mais completo, em comparação com as outras ferramentas. Entre os vários recursos, o site oferece um monitor integrado do nível de segurança das suas senhas e a checagem da integridade é feita de maneira automática, sempre que você cadastra um novo login na plataforma.

Para ter uma visão geral da saúde das suas senhas, abra o painel de controle do LastPass e escolha a opção “Painel de Segurança”. Um gráfico irá exibir um mapa claro das suas senhas, além de permitir que você visualize seu nível de segurança. Em caso de algo errado, como um vazamento, o LastPass alertará você e deve recomendar a substituição da senha comprometida.

Have I Been Pwned?

O Have I Been Pwned? é fácil de usar e referência no seguimento: sua base de dados é usada por serviços pagos, como o 1Password — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

O Have I Been Pwned? pode ser considerado o "vovô" em termos de ferramentas que verificam a Internet em busca de possíveis vazamentos de seus dados pessoais. Bastante simples de usar, além de completamente gratuito, o recurso tem a mesma dinâmica do Firefox Monitor e do Avast Hack Check: basta inserir seu e-mail e aguardar o resultado.

Outra maneira de usar o Have I Been Pwned? é fazer a pesquisa diretamente com a sua senha: você pode digitá-la na busca para verificar se ela já apareceu em algum episódio de dados vazados da Internet. Em termos de resultados, a ferramenta mostrou mais ocorrências do que as outras opções da lista. Outra virtude da ferramenta está na exibição clara e bastante descritiva de cada vazamento, explicando quando ele ocorreu, qual foi a brecha e os tipos de dados que acabaram sendo divulgados.

'Piores senhas da Internet' usam nomes de personagens de séries

'Piores senhas da Internet' usam nomes de personagens de séries

Como evitar invasões de celulares? Descubra no Fórum do TechTudo.

Quer saber tudo sobre celulares, aplicativos e jogos? Inscreva-se no nosso canal do YouTube e ative as notificações!

Mais do TechTudo