Atletas

Por Bruna Telles, para o TechTudo


League of Legends (LoL) e Counter-Strike: Global Offensive são games com cenários competitivos semelhantes ao do futebol, com torneios profissionais e contratações milionárias de jogadores. Recentemente, Patrick "es3tag" Hansen foi contratado para o time de CS:GO da Cloud9 por US$ 2.1 milhões (cerca de R$ 11.6 milhões). Muitos valores de contratações não são divulgados oficialmente nos esports, mas o TechTudo reuniu cinco casos que surpreenderam por suas cifras altíssimas. Veja a seguir.

Melhores do Ano 2020: conheça os vencedores de cada categoria

Melhores do Ano 2020: conheça os vencedores de cada categoria

Nikola “NiKo” Kovac

Com a transferência para o time de CS:GO da G2 Esports, Nikola “NiKo” Kovac uniu-se ao primo Nemanja "huNter-" Kovač — Foto: Divulgação/G2 esports

Recentemente, Nikola “NiKo” Kovac trocou a FaZe Clan pela G2 Esports. Sua entrada na FaZe, em 2017, não custou pouco. Segundo o site Dot Esports, a época a FaZe desembolsou cerca de US$ 500 mil (R$ 2.7 milhões) para ter o bósnio em seu elenco de CS:GO. Com a FaZe, NiKo conquistou títulos como a ESL One: New York 2017, a EPICCENTER 2018 e a Intel Extreme Masters (IEM) Sydney 2018. Agora, em 2020, a G2 disse que a contratação foi a "maior transferência da história", sem revelar a cifra negociada.

Patrick "es3tag" Hansen

Patrick "es3tag" Hansen passou apenas três meses na Astralis, e foi para Cloud9 em uma transferência milionária — Foto: Divulgação/Cloud9

Em 2020, a Cloud9 ganhou os holofotes por investir na reformulação do seu elenco de CS:GO. O destaque do novo time é Patrick "es3tag" Hansen, que após três meses na Astralis, foi contratado em outubro pela soma de US$ 2.1 milhões (cerca de R$ 11.6 milhões). O valor, vale registrar, inclui sua taxa de transferência da Astralis e o salário pelos próximos três anos. Anteriormente, o dinamarquês havia passado pela Heroic e FunPlus Phoenix.

Quer comprar jogos, consoles e PC's com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Alex "ALEX" McMeekin

Alex "ALEX" McMeekin, agora ex-Vitality, é o novo in-game leader da Cloud9 no CS:GO — Foto: Divulgação/EPICENTER

Outro caso envolvendo o novo elenco de CS:GO da Cloud9 foi de ALEX. O in-game leader da Vitality foi anunciado na organização norte-americana em setembro de 2020 por US$ 1.6 milhão (R$ 8.8 milhões), valor este correspondente ao contrato de três anos. Com a Vitality, ALEX foi campeão de torneios como EPICENTER 2019, cs_summit 4 e Esports Championship Series (ECS) Season 7. Anterior à Vitality, o britânico defendeu a Team LDLC.

Philippe "Vulcan" Laflamme

O suporte Philippe "Vulcan" Laflamme foi para o time de LoL da Cloud9 em transferência histórica — Foto: Divulgação/Riot Games

Mesmo mudando de game, a Cloud9 mostra que não teme investir alto. Em novembro de 2019, o suporte Philippe "Vulcan" Laflamme foi anunciado no elenco de LoL por US$ 1.75 milhão (R$ 9.6 milhões). O valor fez história, tornando-se a transferência mais cara na história da League of Legends Championship Series (LCS). Com a Cloud9, o canadense ex-Dignitas venceu o primeiro split da LCS, e ficou em quarto lugar no segundo split.

Zhang “Lao Shuai” Yuchen

A transferência de Zhang “Lao Shuai” Yuchen, jogador do MOBA Honor of Kings, estabeleceu um novo recorde no esport mobile — Foto: Reprodução/Lanxiong Sports

Honor of Kings, MOBA do qual nasceu Arena of Valor (AoV), também tem um caso do tipo. Em 2018, Zhang “Lao Shuai” Yuchen transferiu-se da AG Super Play para função de jogador-coach na GK Gaming por um valor que, segundo o site Lanxiong Sports, foi de aproximadamente US$ 1.2 milhão (R$ 6.6 milhões). Os times, que disputavam a King of Glory Pro League (KPL), bateram recorde nos esports mobile com a transferência do jogador chinês.

Mais do TechTudo