Por Murilo Molina, para o TechTudo


Valorant é o jogo de tiro em primeira pessoa lançado pela Riot Games, mesma produtora do MOBA League of Legends (LoL). Disponível para download grátis para PC, o shooter chegou ao mercado para competir com Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) pela preferência dos jogadores que buscam um FPS de requisitos mínimos acessíveis e que rode em qualquer computador.

Com design de mapas inteligente, conexão consistente e ampla variedade de armas e skins, o game, cada vez mais relevante no cenário de esports da Twitch, é um dos nomes do momento. Confira, na lista a seguir, dez fatos interessantes sobre Valorant.

Acabou de baixar Valorant? Veja dicas que todo o iniciante deve saber

Acabou de baixar Valorant? Veja dicas que todo o iniciante deve saber

Quer comprar jogos, consoles e PC's com desconto? Conheça o Compare TechTudo

1. Jogo dos mesmos desenvolvedores de LoL

Desenvolvido pela Riot Games, Valorant pode ser considerado o irmão mais novo de League of Legends, febre no mundo dos esports. Além da desenvolvedora, os games ainda dividem outras semelhanças, como as decisões de level design e o estilo gráfico. É possível encontrar até easter eggs de LoL no FPS da Riot, como o urso da personagem Annie e os Aranguejos escondidos no mapa de treinamento.

Valorant foi desenvolvido pela mesma empresa de League of Legends — Foto: Reprodução/Riot Games

2. Rival de Counter-Strike

Desde que chegou aos PCs, Valorant rapidamente assumiu a posição de principal concorrente de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO), jogo de tiro em primeira pessoa competitivo produzido pela Valve. Mais do que apenas o foco em esports, os games têm outros elementos em comum, como as mecânicas de compra de equipamentos, as partidas baseadas em objetivos e um sistema de recuo de arma que exige perícia.

Valorant é o principal concorrente e CS:GO no mercado de eSports — Foto: Divulgação/Valve

3. Agentes e habilidades especiais

Agentes variados dotados de aptidões especiais são o que diferenciam Valorant de outros jogos de FPS. Em uma mistura dos campeões de League of Legends com as habilidades encontradas em Overwatch, o game ganha uma densa camada de estratégia, com equipes formadas por personagens únicos, que impactam as partidas com seus truques.

Esse sistema baseado em habilidades singulares cria, também, cargos específicos para os jogadores. De acordo com o personagem que escolhe, cada usuário fica responsável por algumas atividades específicas, como curar aliados ou conseguir informação de movimentação dos oponentes, por exemplo.

Valorant conta com personagens com habilidades especiais — Foto: Reprodução/Bruno Magalhães

4. Cenário competitivo movimentado

Além dos modos ranqueados de jogo, Valorant tem, também, um forte cenário competitivo, que conta com o suporte e a experiência da Riot Games na organização. Para a temporada de 2020 do torneio First Strike, a empresa já anunciou uma premiação no total de mais de US$ 1 milhão (mais de R$ 5 milhões, em conversão direta). O evento, que acontecerá entre os dias 3 e 16 de dezembro, ganhará datas de classificatórias voltadas ao público brasileiro. Entre as organizações de peso com time no Valorant, estão RED Canids, Vivo Keyd e Team Liquid.

Valorant já conta com cenário competitivo forte, inclusive no Brasil — Foto: Reprodução/RED Canids

5. Gratuito para PC

Uma das vantagens de Valorant é o game ser gratuito. Há, dentro do jogo, algumas opções pagas, como o desbloqueio rápido de alguns personagens (desbloquáveis gratuitamente com o progresso do usuário nas partidas) e o Battle Pass, sistema que funciona como o visto em Fortnite e Call of Duty: Warzone, em que novos itens são liberados de acordo com os patamares alcançados na temporada. A assinatura do passe custa, atualmente, 1.000 Valorant Points (equivalentes a R$ 29,99).

Jogue Valorant de graça no seu computador — Foto: Reprodução/Murilo Molina

6. Requisitos mínimos acessíveis

Um dos trunfos de Valorant são seus requisitos mínimos acessíveis. Até mesmo computadores mais antigos, ou com placas de vídeo integradas, conseguem rodar o game com um bom desempenho. Para jogar na qualidade mínima de 30 quadros por segundo, não são necessários mais do que 4 GB de RAM, um processador Intel i3-370M e uma GPU integrada Intel HD Graphics 3000. Confira as especificações completas.

Especificações baixas permitem que Valorant rode até mesmo em computadores mais antigos — Foto: Reprodução/Murilo Molina

7. Servidores estáveis para partidas online

Ponto forte de Valorant no disputado mercado de eSports, os servidores do FPS da Riot Games são famosos por sua consistência e desempenho. O destaque fica para o tick-rate de 128, que permite uma comunicação mais rápida entre os jogadores e os servers, conferindo agilidade de resposta em cada movimento durante as partidas. A Riot ainda desenvolveu uma página dedicada aos servidores, em que é possível verificar os seus status, além de informar eventuais problemas.

Bom desempenho do servidores é marca registrada do Valorant — Foto: Divulgação/Riot Games

8. Variedade de skins e acessórios

Skins já são tradição entre os jogadores de games online, e, em Valorant, a oferta de aparências para armas e acessórios é vasta. Os itens, que podem ser adquiridos na loja do jogo, são exclusivamente estéticos e não afetam a jogabilidade de qualquer forma. A Riot lança com frequência novas skins, que podem ser encontradas no Battle Pass ou desbloqueadas no decorrer da temporada.

Battle Pass de Valorant conta com skins e itens exclusivos — Foto: Divulgação/Riot Games

9. Guerra contra os cheaters

Batizado de Vanguard, o software de segurança da Riot Games é usado para combater qualquer tipo de trapaça no FPS. Rigoroso, o sistema é obrigatório para rodar o game e garante boa competitividade nas partidas. Com as informações recolhidas pelo mecanismo, a Riot consegue fazer constantes ondas de banimento, suspendendo permanentemente contas de jogadores flagrados usando softwares de modificação do jogo.

Sistema Vanguard é pesadelo dos trapaceiros em Valorant — Foto: Reprodução/Murilo Molina

10. Loja de armas e economia in-game

Inspirado em seu rival Counter-Strike, Valorant utiliza um sistema de loja de equipamentos in-game durante as partidas, em que os jogadores podem usar os fundos obtidos durante as rodadas para adquirir novas armas, escudos e habilidades. Para um gerenciamento de dinheiro que garanta equipamentos para os próximos rounds, as decisões de compra devem ser estratégicas. Outra boa alternativa válida é coletar armas de inimigos ou companheiros abatidos.

Economia in-game é importante na estratégia de Valorant — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

*Esse conteúdo faz parte do projeto Guia Valorant, patrocinado pela Riot.

Como resolver queda de FPS no jogo? Comente no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo