Por Paulo Alves, para o TechTudo


O Galaxy M31 é um celular intermediário da Samsung que se destaca pela bateria de longa duração. O smartphone foi o vencedor da categoria de telefone com melhor custo-benefício de 2020 no Prêmio Melhores do Ano TechTudo. A expectativa é de que ele apareça entre os aparelhos mais buscados da Black Friday 2020.

O sucessor do Galaxy M30 chegou ao Brasil em julho pelo preço sugerido de R$ 1.999, porém, já aparece por cifras que partem de R$ 1.500 no varejo online — desconto de R$ 500. Confira a seguir seus pontos positivos e negativos.

Galaxy M31 traz bateria de longa duração — Foto: Divulgação/Samsung

PONTOS POSITIVOS

1. Bateria potente de 6.000 mAh

A bateria de 6.000 mAh é o cartão de visitas do Galaxy M31. A capacidade é consideravelmente maior do que a média do mercado, que costuma variar entre 4.000 mAh e 5.000 mAh entre os aparelhos intermediários. A carga promete ser suficiente para dois dias longe da tomada.

Em alguns casos, deve ser possível até mesmo prolongar para um terceiro dia caso o usuário não exija tanto do telefone. Segundo a Samsung, o M31 suporta até 21 horas de navegação na internet por 4G ou Wi-Fi, 26 horas de reprodução de vídeo e até 119 horas de áudio. Por outro lado, a bateria deve demorar a carregar com o carregador de apenas 15 W que vem na caixa.

Galaxy M31 tem bateria de 6.000 mAh — Foto: Divulgação/Samsung

2. Memória RAM e desempenho

O celular conta com o chip Exynos 9611, um processador octa-core da Samsung também presente no Galaxy A51. Sua vantagem frente a rivais, porém, é a memória RAM de 6 GB, mais do que os 4 GB encontrados em celulares da mesma faixa de preço.

Com essa combinação, o M31 tende a entregar bom desempenho em tarefas do dia a dia, incluindo abertura de vários apps ao mesmo tempo sem engasgar. A memória interna de 128 GB com suporte à expansão com microSD de até 128 GB também deve ser o bastante para a maioria dos usuários.

Galaxy M31 traz 6 GB de memória RAM e 128 GB de armazenamento — Foto: Reprodução/Samsung

3. Tela Super AMOLED com resolução Full HD+

A tela do Galaxy M31 também não deve deixar a desejar. O painel Super AMOLED de 6,4 polegadas com resolução Full HD+ (2340 x 1080 pixels) promete entregar imagens com bom nível de brilho, e contraste, além de cores intensas.

A tecnologia do display é similar à utilizada pela Samsung em celulares de ponta como o Galaxy S20 FE, que só fica atrás do trio S20, S20 Plus e S20 Ultra na categoria premium da Samsung em 2020. Portanto, usuários que gostam de assistir a vídeos e filmes no celular devem ficar bem servidos.

4. Câmera quádrupla

Seguindo a tendência de múltiplas câmeras da indústria, o Galaxy M31 traz quatro sensores fotográficos na parte traseira, sendo um deles de 64 MP. Voltada para fotos do dia a dia, a lente oferece abertura de f/1.8 que sugere boa captura de luz e desempenho satisfatório em ambientes mais escuros para essa faixa de preço.

O celular conta ainda com uma lente ultra wide de 8 MP para fotos com maior campo de visão, uma macro de 5 MP para fotografar a curtas distâncias e uma teleobjetiva de 5 MP para auxiliar no modo retrato. Nas selfies, o aparelho tem sensor de 32 MP que pode ajudar a compensar a abertura mais reduzida de f/2.0.

Detalhe da câmera quádrupla do Galaxy M31 — Foto: Reprodução/Samsung

PONTOS NEGATIVOS

1. Sem estabilização óptica na câmera

Embora apresente um sensor potente na câmera principal, a ausência de estabilização óptica de imagem pode prejudicar fotos e vídeos capturados com o Galaxy M31. A função tende a fazer falta especialmente em filmagens, que devem sair mais tremidas. Além disso, à noite, o M31 pode ter mais dificuldade de entregar imagens bem definidas na comparação com celulares que possuem este recurso.

Galaxy M31 fica devendo estabilização óptica de imagem — Foto: Divulgação/Samsung

2. Não tem NFC

Outra ausência marcante na ficha técnica do Galaxy M31 é a conexão NFC, que permite comunicar o celular com outro dispositivo por meio de aproximação. A falta do chip no M31 implica principalmente na impossibilidade de usar o telefone para pagar em maquininhas e terminais inteligentes por meio do Samsung Pay ou do Google Pay. Outras funções disponibilizadas pela tecnologia que ficam de fora envolvem ainda o uso de tags NFC e o pareamento rápido com caixas de som compatíveis.

Galaxy M31 não pode realizar pagamentos por aproximação — Foto: Divulgação/Samsung

3. Sem som estéreo

O Galaxy M31 não oferece som estéreo, o que pode prejudicar a experiência multimídia no aparelho. A tela grande e de boa qualidade, portanto, não é acompanhada de uma qualidade sonora na mesma medida. Assim como celulares mais básicos, o M31 emite som apenas por uma saída na parte inferior da carcaça. No entanto, o telefone ainda conta com entrada padrão de fones de ouvido, que já não vem sendo oferecida em smartphones premium da fabricante.

Ficha técnica do Galaxy M31

  • Tamanho da tela: 6,4 polegadas
  • Resolução da tela: Full HD+ (2340 x 1080 pixels)
  • Painel da tela: Super AMOLED
  • Câmera principal: quádrupla, 64, 8, 5 e 5 MP
  • Câmera frontal (selfie): 32 MP
  • Processador: Exynos 9611 (octa-core de até 2,3 GHz)
  • Memória RAM: 6 GB
  • Armazenamento (memória interna): 128 GB
  • Cartão de memória: sim, microSD de até 512 GB
  • Capacidade da bateria: 6.000 mAh
  • Telefonia: Dual SIM (nano SIM)
  • Peso: 191 gramas
  • Cores: azul, preto e rosa
  • Lançamento: julho de 2020
  • Preço de lançamento: R$ 1.999

Com informações da Samsung

Mais do TechTudo