Redes sociais

Por Barbara Ablas, para o TechTudo


O Instagram coleta e analisa dados de todas as atividades dos usuários, como os conteúdos produzidos e compartilhados, contas mais acessadas e pesquisas realizadas no aplicativo. Algumas dessas informações podem até ser ocultadas de outras pessoas que utilizam o serviço, mas não do próprio aplicativo. Inclusive, a rede social oferece, no menu de configurações, a opção de baixar todas as informações da conta armazenadas.

Vale lembrar, que ao criar uma conta no Instagram, o usuário passa a aceitar os termos de uso do serviço, que deixa explícito em sua Política de Dados quais informações são armazenadas e como são utilizadas pela empresa. Os direitos de uso das informações valem por tempo indeterminado e só terminam quando a conta é encerrada ou o conteúdo deletado. A seguir, veja sete coisas que o Instagram sabe sobre você.

Sete coisas que o Instagram sabe sobre você — Foto: Nicolly Vimercate/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Melhores do Ano 2020: conheça os vencedores de cada categoria

Melhores do Ano 2020: conheça os vencedores de cada categoria

Melhores do Ano 2020: conheça os vencedores de cada categoria

1. Informações de perfil

Pode parecer óbvio, mas é sempre é bom lembrar: o Instagram tem acesso às mesmas informações de perfil que seus amigos visualizam. Ou seja, o nome completo ou apelido; dados empresariais, no caso das pessoas que divulgam suas profissões; seus sites pessoais e links de outras redes sociais. Então, mesmo que a conta seja privada, a empresa fica sabendo seus dados pessoais.

Os textos das biografias também podem revelar muitas informações sobre o usuário como hobbies, religião, ideologias políticas e outras preferências. Além disso, no perfil ficam armazenados o e-mail que você utilizou para abrir a conta, seu telefone e o gênero com qual se identifica. Para quem prefere ser mais discreto em relação ao perfil, a dica é apagar alguns dados pessoais ou fornecer o mínimo de informações possíveis.

O usuário pode reduzir a quantidade de informações no perfil para ter mais privacidade — Foto: Reprodução / Barbara Ablas

2. Fotos que você curtiu ou comentou

A rede social também coleta e analisa suas informações de acordo com a interação nas contas de outros usuários. Isso vale para as fotos que você curtiu e comentou. Ou seja, o Instagram sabe com quem você conversa mais, grupos dos quais participa, contas e hashtags mais acessadas. Além disso, o app mantém um histórico com todas as fotos e vídeos que o usuário curtiu. É válido lembrar que, para retirar uma imagem do Instagram, é necessário deletá-la.

O Instagram coleta dados a partir da interação dos usuários nas páginas — Foto: Barbara Ablas/TechTudo

3. Pesquisas que você fez

As buscas feitas por nomes, contas e hashtags, além de sites acessados a partir do app, ficam registrados em um histórico de pesquisa. Neste caso, o usuário consegue apagar. É a mesma lógica da exclusão dos históricos de navegadores. Para isso, basta ir em “Configurações”, em seguida, tocar em “Segurança” e pressionar “Limpar histórico de pesquisa”.

Nas configurações, é possível acessar o histórico de pesquisas no Instagram — Foto: Barbara Ablas/TechTudo

4. Lista de seguidores e contas que você segue

Outra informação que fica disponível tanto para outras pessoas quanto para o Instagram é a lista de seguidores e contas que o usuário segue. Esses dados ficam ao lado da foto de perfil, nas abas "Seguidores" e "Seguindo". A única maneira de ocultar essas informações para as pessoas em geral é tornar o perfil privado. Ainda assim, elas continuarão visíveis para os seus amigos.

O Instagram também acessa a lista de contatos dos celulares e tablets, caso o usuário sincronize a conta com os contatos do telefone. Se você preferir não compartilhar essas informações, basta acessar “Configurações”, clicar em “Conta” e, em seguida, pressionar “Sincronização de Contatos” para desativar o recurso.

5. Mensagens, fotos e vídeos compartilhados no chat

Todos os conteúdos enviados via Direct ou pelo Threads também ficam armazenados na rede, a não ser que o usuário delete. Outro ponto importante é que, mesmo as imagens não postadas ou enviadas, deixam rastros. A rede coleta dados da câmera do celular e do Instagram e sabe, por exemplo, qual data e o local onde a fotografia ou vídeo foram capturados.

6. Sua localização

O Instagram também sabe a localização do usuário e por qual dispositivo a rede foi acessada. Isso é possível porque o app solicita permissão para visualizar os dados do celular. Além disso, esse tipo de informação também é coletada quando você marca nos posts o local onde está. Vale ressaltar que, embora os dados de localização possam ser desativados em smartphones Android e iPhone (iOS), aplicativos como o Instagram solicitam que esse recurso esteja ligado, até mesmo para proteger o usuário contra possíveis invasões da conta.

O Instagram armazena dados de localização e sobre o tipo de dispositivo utilizado para acessar a rede — Foto: Reprodução / Barbara Ablas

7. Dados de cookies

O Instagram armazena todos os dados de cookies do usuário com sua permissão. Geralmente, eles aparecem em formato de pop-ups perguntando se você aceita o armazenamento. Dessa forma, o Instagram sabe todos os sites e aplicativos que você visitou e fez login com a conta da rede social. O app também fica sabendo das preferências de produtos e anúncios que o usuário visualiza fora da rede.

Como colocar música no Instagram? Opine no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo