Navegadores

Por Guilherme Ramos, para o TechTudo


O Adobe Flash Player é um dos reprodutores de mídia mais populares da Internet. O software, criado em 1996 e adquirido pela Adobe em 2005, é multiplataforma, ou seja, permite que diversos navegadores reproduzam vídeos, jogos e animações em formato Flash. Entretanto, o Flash Player começou a ganhar concorrentes mais modernos, o que resultou na decisão da Adobe de suspender o seu funcionamento no final do ano de 2020.

A empresa anunciou em 2017 que descontinuaria o software este ano, e a data está próxima: no dia 31 de dezembro, o Adobe Flash Player irá, de fato, acabar. No comunicado, a própria companhia reconheceu que outras ferramentas, como HTML5, WebGL e WebAssembly, conseguem desempenhar o papel que antes era realizado pelo plugin. Saiba a resposta de seis perguntas sobre o fim do Adobe Flash Player.

Flash Player será encerrado no fim do mês de dezembro — Foto: Divulgação/Adobe

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

O que é e para que serve o Flash Player?

O Flash Player é um software criado para reproduzir formatos específicos de vídeos nos navegadores. A plataforma atua como um plugin, que pode ser baixado em browsers como Google Chrome, Microsoft Edge e Mozilla Firefox. O Flash surgiu em 1996, criado pela FutureWave, como uma ferramenta que criava animações a partir de gráficos vetoriais. Por isso, o recurso permitia que alguns formatos de vídeos e aplicações pudessem rodar online.

Em 2005, a Adobe comprou o software e o Flash Player seguia como a principal ferramenta do segmento, além de prover tecnologia para praticamente toda a Internet. Nos anos 2000, alguns jogos, como os do Facebook e o Habbo Hotel, se popularizaram na web e funcionavam por conta do suporte do Flash Player.

Quando o Flash Player vai acabar?

O Habbo, um dos jogos que usava o Flash, passará por mudanças — Foto: Divulgação/Habbo

A Adobe afirmou em julho de 2017, por meio de comunicado, que encerraria as atividades do Flash Player em 31 de dezembro de 2020. Nessa nota, a empresa disse que não iria mais atualizar o software a partir desta data e encorajou as demais plataformas e desenvolvedores a migrar qualquer conteúdo em Flash para outras ferramentas mais modernas.

Dessa forma, a partir do primeiro dia do ano de 2021, não haverá mais suporte para o Adobe Flash Player por parte da empresa. Além disso, para promover a segurança dos usuários, a Adobe afirmou que irá bloquear qualquer tipo de conteúdo que seja rodado pelo Flash Player a partir do dia 12 de janeiro de 2021.

Por que o Flash Player vai acabar?

Ainda em 2010, o Flash Player já era alvo de críticas. No mesmo ano, Steve Jobs, então presidente executivo da Apple, publicou uma carta com diversos pontos negativos sobre a ferramenta. Entre os comentários, disse que não usaria o Flash Player no iOS e afirmou que a plataforma era inviável para as versões mobile de navegadores, principalmente por ser pesada e consumir muita bateria.

Nos computadores, uma das principais críticas ao Flash Player era a falta de segurança. Relatos de falhas estavam se tornando comuns e, segundo a própria Adobe, 292 correções ocorreram na ferramenta em um período de 14 anos. Essas vulnerabilidades permitiam que hackers pudessem atacar dispositivos através de anúncios, promovidos a partir do software, além de conseguirem acessar a memória do computador por meio dos scripts da plataforma.

Quais programas vão substituir o Flash Player?

Adobe Animate é uma nova opção para o Flash Player — Foto: Foto: Reprodução/Adobe

O principal substituto do Flash Player é o HTML5. Além de já ser um concorrente direto, é um sistema mais leve e que permite a fácil manipulação dos elementos de áudio e vídeo sem a necessidade de plugins, como o próprio software da Adobe. Grandes plataformas que trabalham com imagens, como o YouTube, já migraram para o HTML5 antes mesmo do anúncio do fim do Flash Player.

Outras ferramentas que trabalham layout e visual, como CSS e Adobe Animate, também tendem a ocupar o espaço do Flash Player. O JavaScript, uma linguagem de programação, também gera informação visual, além de imagens em 3D e animações, e é popular nas versões para celular.

Veja também: Como usar presets do Lightroom para editar suas fotos do Instagram

Como usar presets do Lightroom para editar suas fotos do Instagram

Como usar presets do Lightroom para editar suas fotos do Instagram

Quem será afetado com o fim do Flash Player?

Na prática, o usuário final será pouco impactado. Isso se dá porque os desenvolvedores e companhias tiveram mais de dois anos desde o anúncio da Adobe para adaptarem suas aplicações. Empresas como Apple, Google e Microsoft estão dando suporte para a transição do Flash Player para outras plataformas, justamente com o objetivo de não afetar o consumidor. Na verdade, caso o usuário esteja usando navegadores em sistemas atualizados, é possível que ele nem se dê conta que o Flash Player “morreu”.

Enquanto isso, desenvolvedores podem ficar aliviados, uma vez que o Flash Player era alvo de ataques e, por isso, as aplicações exigiam constantes atualizações. O internauta só irá perceber que a ferramenta deixou de ser usada, no máximo, se acessar algum site na web que não esteja atualizado. A única consequência será de que o navegador não conseguirá carregar a página em questão.

Como desinstalar o Flash Player?

Chrome já dá a opção para que o usuário desative o Flash Player com um clique — Foto: Reprodução/Guilherme Ramos

Em alguns casos, o próprio navegador sugere e guia o usuário a desinstalar o Flash Player. Ao abrir uma guia do Google Chrome, a aplicação irá notificar o usuário para desativar o programa. Dessa forma, basta clicar em “Desativar”, e sem nenhum outro redirecionamento, o Flash Player não irá mais rodar no navegador.

Em outros casos, o usuário pode baixar o desinstalador do Flash Player, disponibilizado pela própria Adobe. Após fazer download do software, o internauta deve fechar o navegador, abrir e rodar o desinstalador.

Problema no Adobe Flash Player: Vídeos estão travando no PC. Saiba como resolver no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo