Atletas

Por Júlio Aquino, Para o TechTudo


Em 2020 o Brasil foi destaque nos esports no Magic: The Gathering Arena. O jogador canarinho Paulo "PVDDR" Damo da Rosa roubou a cena ao vencer o Mundial do game no início do ano e faturar o prêmio de US$ 300 mil (cerca de R$ 1,5 milhão). Com a conquista, o PVDDR ficou em primeiro lugar entre os brasileiros mais premiados em 2020 e na oitava colocação global, segundo o portal Esports Earnings. Veja, a seguir, os dez atletas do Brasil que lucraram mais com prêmios em torneios de esports nesta temporada.

PVDDR é o jogador profissional que mais lucrou em 2020 — Foto: Reprodução/Magic Esports

Quer comprar jogos, consoles e PC's com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Diferente de anos anteriores, o CS:GO foi aparecer apenas em sétimo lugar, e sem os nomes tradicionais como Gabriel "FalleN" Toledo e Marcelo "coldzera" David entre os destaques. Além de sair das primeiras posições, o CS:GO foi ultrapassado pelo Rainbow Six: Siege, jogo que mais premiou diferentes atletas brasileiros em 2020.

Ranking de players do Brasil em premiações

NOME JOGO VALOR EM PREMIAÇÃO
Paulo "PVDDR" Damo da Rosa Magic: The Gathering Arena US$ 300 mil (R$ 1,5 milhão)
Gustavo "Psycho" Rigal Rainbow Six: Siege US$ 107,5 mil (R$ 550 mil)
Júlio "julio" Giacomelli Rainbow Six: Siege US$ 107,5 mil (R$ 550 mil)
João "Kamikaze" Gomes Rainbow Six: Siege US$ 107,5 mil (R$ 550 mil)
Gabriel "pino" Fernandes Rainbow Six: Siege US$ 107,5 mil (R$ 550 mil)
Murilo "Muzi" Muzi Rainbow Six: Siege US$ 107,5 mil (R$ 550 mil)
Vito "kNg" Giuseppe Counter-Strike: Global Offensive US$ 92,118.38 mil (R$ 470 mil)
Fernando "fer" Alvarenga Counter-Strike: Global Offensive US$ 87,618.38 mil (R$ 450 mil)
Andrei "arT" Piovezan Counter-Strike: Global Offensive US$ 80,8 mil (R$ 415 mil)
Henrique "hen1" Teles Counter-Strike: Global Offensive US$ 80 mil (R$ 410 mil)

Paulo "PVDDR" Damo da Rosa - Magic: The Gathering Arena

No topo do ranking em 2020, Paulo "PVDDR" Damo da Rosa foi o destaque do Brasil no Magic: The Gathering Arena. Na modalidade desde os anos 2000, Paulo é a maior referência na categoria e foi acumulando diversas conquistas durante sua carreira. Em fevereiro, Paulo foi até os Estados Unidos para disputar o Magic World Championship XXVI. Único brasileiro entre os 16 atletas, PV perdeu apenas um confronto no seu caminho até a final, quando venceu o português Márcio "Kbol" Carvalho. Mesmo sendo seu primeiro título em nível mundial, PV foi indicado ao Hall of Fame na Pro Tour Return to Ravnica em 2012, e sua estrela foi reforçada com o título do Mundial neste ano.

Ninjas in Pyjamas - Rainbow Six Siege

A line up brasileira da Ninjas in Pyjamas (NiP) foi até Montreal, no Canadá, para representar o Brasil no Six Invitational 2020. Superando equipes como Team Liquid, G2 Esports e Team SoloMid, a NiP chegou até as finais, perdendo apenas um mapa durante o trajeto. Na decisão, o time foi derrotado por 3-2 e terminou o campeonato na segunda colocação. A conquista do vice-campeonato coloca os jogadores da NiP entre os que mais lucraram neste ano.

Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO)

O Brasil já foi destaque no CS:GO mundial, mas em 2020 os times brasileiros trouxeram poucos prêmios para o país. Famoso título de sucesso da Valve, o FPS apareceu em sétimo lugar com Vito "kNg" Giuseppe, pro player da MIBR. Logo atrás aparece Fernando "fer" Alvarenga, que jogou pela MIBR e BOOM eSports nesta temporada, além de Andrei "arT" Piovezan e Henrique "hen1" Teles, ambos da FURIA.

TechTudo completa 10 anos: veja o que mudou no mundo da tecnologia e jogos

TechTudo completa 10 anos: veja o que mudou no mundo da tecnologia e jogos

Mais do TechTudo