Redes sociais

Por Filipe Garrett, para o TechTudo


Há dez anos, o Instagram era uma novidade que só existia para os usuários do iPhone (iOS), cartão de crédito digital parecia ficção-científica e a ideia de uma rede social com postagens que desaparecem em pouco tempo, como o Snapchat, parecia irreal. Na última década, plataformas e serviços transformaram essas possibilidades em realidade. Na lista a seguir, relembramos algumas ferramentas e aplicativos que fazem parte do nosso dia-a-dia e são essenciais atualmente, mas que não existiam em 2010.

O TechTudo comemora 10 anos em dezembro de 2020! Desde o seu surgimento, em 2010, o site vem descomplicando a tecnologia para você e assim se consolidou como o maior portal de technology news do Brasil, segundo a Comscore. Para comemorar a data, o site lança uma série especial para relembrarmos como a tecnologia evoluiu nesse tempo. E conte com o TT para descobrirmos juntos o que nos aguarda pelos próximos anos!

4 coisas que o Instagram sabe sobre você

4 coisas que o Instagram sabe sobre você

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

1. Instagram

O Instagram foi lançado em 6 de outubro de 2010 na App Store e atingiu a marca de 10 mil downloads em poucas horas. Em um ano, o aplicativo de fotos somou 10 milhões de usuários, e hoje, movimenta uma comunidade de 1 bilhão de pessoas engajadas na dinâmica de compartilhar fotos e momentos do seu cotidiano. O Instagram evoluiu bastante, mas a essência da experiência de uso permanece a mesma. Entre os recursos que revolucionaram a plataforma, vale destacar o IGTV, que permite postar vídeos longos, e os Stories, ferramenta semelhante ao Snapchat.

Instagram surgiu em 2010 e hoje soma 10 bilhões de usuários — Foto: Helito Beggiora/TechTudo

2. AliExpress

O marketplace chinês começou a funcionar em 2010 com uma proposta diferente da atual. Na época, a plataforma se destinava a realizar comércio entre empresas. Com o tempo, o AliExpress começou a abrir espaço para que lojas da China e Cingapura pudessem comercializar seus produtos diretamente para o consumidor final. Assim, o sucesso do serviço provém da possibilidade de atender a clientes do mundo inteiro. Hoje, o AliExpress é bastante popular no Brasil e oferece opções de compra exclusivas, como a oferta de pagamento parcelado e processos mais ágeis de entrega.

AliExpress começou como um marketplace para vendas entre lojas e empresas apenas — Foto: Filipe Garrett/TechTudo

3. Pinterest

O serviço entrou no ar em março de 2010 e se posiciona como uma plataforma em que usuários podem catalogar e "encontrar" ideias. A proposta é compilar informações de um mesmo tema em postagens com imagens e animações, criando quadros de inspirações temáticos. Já descrito como uma espécie de “Google completamente visual”, o Pinterest hoje movimenta 400 milhões de usuários ativos todos os meses.

Pinterest permite catalogar "ideias" para inspiração — Foto: Divulgação/Pinterest

4. Snapchat

A primeira versão do que hoje é o Snapchat surgiu em 2011 sob o nome Pictaboo. Já naquela época, o serviço oferecia a mesma dinâmica que o tornou popular na segunda metade da década: a noção de postagens efêmeras feitas pelos usuários, que têm prazo de validade e desaparecem da plataforma depois que esse prazo expira. Essa dinâmica de postagens que desaparecem seria o motor por trás da rede que inspiraria cópias desse recurso em rivais, como Instagram, Facebook e até mesmo WhatsApp.

Snapchat e o conceito de postagens efêmeras inspirou funcionalidades semelhantes em outras redes — Foto: Carolina Ochsendorf/TechTudo

5. Twitch

A Twitch nasceu em 2011 como uma plataforma para transmissão de eventos de esports e games em geral. Com início tímido, o site somou 3,2 milhões de visualizações no primeiro ano de atividade, mas subiu para 20 milhões em 2012. Já em 2014, era alvo de tentativas de aquisições de Google e Amazon. Hoje um serviço da Amazon, a Twitch se consolidou como uma plataforma de lives para games e competições, com direito a chats e outras formas de engajamento entre jogadores e suas audiências.

Twitch se consolidou como plataforma ideal para curtir streaming e lives de jogos e esports — Foto: Filipe Garrett/TechTudo

6. Google Drive

Lançado em 2012, o Drive é o serviço de armazenamento de dados na nuvem do Google. A ferramenta não é a primeira do tipo, mas é um dos mais relevantes: integrado a toda e qualquer conta do Google, o Drive acaba parte da rotina de todo usuário do Android, ou mesmo de uma conta de e-mail no Gmail – fatores que explicam o volume estimado de 1 bilhão de usuários. Com oferta de 15 GB de espaço gratuito, o Drive tem apps para vários sistemas diferentes, oferece sincronização de arquivos e suporta a edição colaborativa de documentos via Google Docs.

Google Drive é o serviço de armazenamento na nuvem do Google — Foto: Filipe Garrett/TechTudo

7. Tinder

O Tinder surgiu em 2012 e mudou relativamente pouco de lá para cá. Assim como há oito anos, o serviço continua grátis – embora exista um plano de assinatura pago com mais recursos desde 2014 – e mantém o princípio de funcionamento: usuários criam seus perfis no serviço e o app combina pessoas a partir da sua localização geográfica. Quando duas pessoas deslizam para a direita, sinalizando que se consideram mutuamente atraentes, ocorre um “match” e elas passam a se comunicar diretamente. Em oito anos, as diferentes versões do Tinder já foram baixadas 340 milhões de vezes.

Tinder inaugurou o nicho dos apps de paquera usando localização via GPS e perfis com fotos — Foto: Ana Letícia Loubak/TechTudo

8. Nubank

Criado em 2013, o Nubank é um banco digital brasileiro e que se destaca pela oferta de serviços financeiros, como conta e cartão de crédito, em modalidade digital e livre de tarifas, em contraste com o que bancos tradicionais oferecem no mercado. A pegada ágil do serviço completamente digital e os custos mais baixos ajudam a explicar a popularização do Nubank, hoje a maior fintech da América Latina com pelo menos 10 milhões de clientes só no Brasil.

Nubank é a maior fintech da América Latina e tem serviços bancários e de cartão de crédito — Foto: Marvin Costa/TechTudo

9. Windows 10

Lançado em 2015, o Windows 10 é o atual sistema operacional da Microsoft e isso não deve mudar no longo prazo: diferente de edições anteriores do sistema, o Windows 10 é visto mais como um tipo de serviço, constantemente atualizado e modificado pela Microsoft. A ruptura com os ciclos de lançamento de versões diferentes do Windows fez bem à plataforma da Microsoft, que hoje é mais estável e completa em recursos, graças aos grandes pacotes de atualizações que são liberados duas vezes ao ano e de forma completamente gratuita.

Constantemente atualizado, o Windows 10 é, desde 2015, o sistema operacional da Microsoft para PCs — Foto: Carolina Oschendorf/TechTudo

10. TikTok

Caçula da lista, o TikTok apareceu em 2016. Usando um formato de compartilhamento de vídeos curtos de 15 a 60 segundos, acabou se tornando muito popular na Internet e superou, inclusive, o volume total de downloads do Facebook em 2019. Os recursos poderosos de edição dos vídeos curtos, que envolvem animações, trilhas, filtros e mais, somados às formas de interação na rede acabam explicando porque ela é tão popular. Hoje, cerca de um bilhão de vídeos são assistidos a cada 24 horas via TikTok.

Rede de vídeos curtos explodiu em popularidade em 2019 — Foto: Luana Antunes/TechTudo

Qual a sua rede social favorita? Comente no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo