Battle Royale

Por Leandro Eduardo, para o TechTudo


Free Fire é um jogo online disponível para download grátis em celulares Android e iPhone (iOS), ou em PC por meio dos emuladores como Bluestacks, LD Player e MSI App Player. O Battle Royale da Garena teve lançamento em 2017 e atingiu em 2020 a marca de 100 milhões de jogadores diários. Com sua popularização e sucesso, diversas teorias começam a surgir na comunidade. Veja, a seguir, sete mitos e verdades que envolvem o Free Fire. Algumas dessas teorias podem servir como dicas para jogadores iniciantes.

Confira sete mitos e verdades envolvendo Free Fire — Foto: Reprodução/Leandro Eduardo

Quer comprar jogos, consoles e PC's com desconto? Conheça o Compare TechTudo

O dono do Free Fire é vietnamita

Mito. Free Fire é um jogo desenvolvido por uma pequena produtora de games vietnamita, a 111dots Studio. No entanto, ele é publicado pela Garena, uma empresa fundada em Singapura, em 2009, e responsável por outros títulos, como House of Heroes, Speed Drifters e Arena of Valor. A Garena é de propriedade do singapurense Forrest Li, de 42 anos, considerado o "dono do jogo". Ele é formado em engenharia pela Shanghai Jiaotong University e teve passagem pela Stanford Graduate School of Business. Atualmente, seu patrimônio é avaliado em US$ 9.9 bilhões (cerca de R$ 51 bilhões), de acordo com a Forbes.

O singapurense Forrest Li é o proprietário da Garena, publicadora do Free Fire — Foto: Reprodução/Singapore Press Holdings

Agachar, mirar e levantar acerta headshot no inimigo?

Mito. Até agosto de 2019, ainda era possível acertar tiro na cabeça do inimigo ao agachar, mirar e levantar rapidamente com rifles e snipers. Tratava-se de uma falha no jogo que muitos chamavam de "bug do capa ou "bug de mira". A ampla divulgação desse bug no YouTube provocou uma desestabilidade na jogabilidade dos players. No entanto, por meio de uma atualização, a Garena corrigiu esse defeito. Atualmente, ao repetir esse procedimento, a mira automaticamente é puxada para o lado da cabeça do inimigo, impossibilitando que ele acerte o headshot.

Antes da atualização de agosto de 2019, agachar, mirar e levantar no Free Fire provocava headshot no inimigo, mas hoje não passa de um mito — Foto: Reprodução/Leandro Eduardo

Nadar e trocar de arma simultaneamente acelera a movimentação do personagem?

Verdade. Pular na água, apertar o botão de nadar e realizar a troca de arma constantemente faz o personagem ter sua velocidade aumentada. Esse truque pode auxiliar os jogadores que estão indo em direção à zona segura e fugindo do gás, principalmente no mapa Purgatório.

Trocar de arma ao nadar acelera a movimentação do personagem — Foto: Reprodução/Leandro Eduardo

Agachar e levantar ao usar kit de primeiros socorros acelera o preenchimento da vida?

Mito. Agachar e levantar não acelera o preenchimento de EP do personagem no Free Fire. Geralmente, jogadores escolhem fazer esse movimento ao usar o kit médico para não correr o risco de headshot, já que o personagem não pode se locomover durante o procedimento. O kit de primeiros socorros demora quatro segundos para ser aplicado e dá 75 EP ao jogador.

Agachar e levantar ao usar kit médico não diminui tempo de recuperação no Free Fire — Foto: Reprodução/Leandro Eduardo

Aumentar a qualidade do gráfico pode aumentar a visibilidade de inimigos?

Verdade. Atualmente, o Free Fire oferece três tipos de gráficos: suave, padrão e ultra. Essa disponibilidade gráfica permite que o jogador adapte as representações visuais do jogo conforme as configurações do aparelho celular. Portanto, quanto melhor o gráfico, maior a possibilidade de visualizar os inimigos e até mesmo obstáculos no mapa. No entanto, isso pode gerar maior uso da bateria.

Aumentar o gráfico do Free Fire aumenta capacidade de visualizar inimigos — Foto: Reprodução/Leandro Eduardo

É possível usar habilidades de personagens que não comprei ou ganhei

Mito. Free Fire não permite que o jogador use habilidades de personagens que não tenha comprado ou ganhado. Até o Passe de Elite de dezembro de 2020, o jogo contava com 32 personagens, sendo 14 femininos e 16 masculinos. Os personagens podem ser comprados na loja por valores entre 499 e 599 diamantes. O DJ brasileiro Alok é um dos principais personagens do jogo. Segundo personagem brasileiro no Free Fire, ele tem habilidade de aumentar EP e velocidade de movimento dos companheiros do squad.

Free Fire permite usar habilidades apenas de personagens comprados ou ganhados — Foto: Reprodução/Leandro Eduardo

É possível recuperar conta banida por uso de hack

Mito. A Garena não permite a recuperação da conta suspensa por uso de programas de vantagens indevidas. Além do uso de hack, parceria indevida, compartilhamento de contas, uso de bugs, nomes inapropriados e ofensivos e jogar partidas com parceiro que faz uso de hack são outros fatores que podem banir permanentemente a conta. O jogador só pode recuperar o login em caso de “Reembolso indevido”, mas antes é preciso cobrir a dívida.

Free Fire não permite recuperação de conta banida por uso de hack — Foto: Reprodução/YouTube Parado BR

Via Forbes, YouTube e Garena (1, 2)

Mais do TechTudo