Campeonatos

Por Victor de Abreu, para o TechTudo


Uma "virada", ou um comeback, é um termo utilizado nos esports quando um jogador ou uma equipe conseguem inverter uma situação completamente desfavorável e conquistar a vitória em uma partida. Em 2020, pudemos acompanhar algumas viradas inesperadas em torneios de jogos como League of Legends (LoL), Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) e Free Fire, incluindo uma derrota surpreendente dos brasileiros da MIBR e uma recuperação importante nas quartas de final do Mundial de LoL. Relembre, a seguir, os comebacks mais improváveis do ano e seus detalhes.

Confira algumas das grandes viradas ocorridas em 2020 nos esportes eletrônicos — Foto: Divulgação/LoL Esports

Quer comprar jogos, consoles e PC's com desconto? Conheça o Compare TechTudo

MIBR x MAD Lions (Flashpoint 1)

Uma virada marcante para a torcida brasileira, mas no sentido negativo, aconteceu na grande final da primeira temporada da Flashpoint, no dia 19 de abril. Na época, a MIBR ainda contava em sua line-up com os jogadores Gabriel "FalleN" Toledo, Fernando "fer" Alvarenga, Epitácio "TACO" de Melo, Vito 'kNgV-' Giuseppe e o argentino Ignacio 'meyern' Meyer. A conquista do título da Flashpoint significaria um enorme alívio para a equipe do Brasil, que vinha de um jejum de 20 meses sem títulos.

O título da Flashpoint parecia estar confirmado. A série melhor de três partidas (Md3) estava 1-1, e o último mapa era a Train, conhecido por ser um dos melhores da equipe. A MIBR dominou a primeira metade com um largo 12-3 e só precisava de mais quatro rounds para confirmar a vitória. No entanto, a MAD Lions conseguiu emplacar um lado CT praticamente perfeito e surpreendeu a MIBR e a torcida brasileira com uma virada histórica, vencendo o confronto por 16-13 e levando a taça da competição.

Derrota para a MAD Lions na final da Flashpoint foi um golpe para a MIBR — Foto: Divulgação/BLAST Premier

Conquista da RED Canids no Gigantes Free Fire

O Gigantes Free Fire foi uma competição online que aconteceu no dia 1° de agosto e reuniu as melhores equipes da América do Sul. Foram um total de 12 equipes disputando oito quedas nos mapas Bermuda, Purgatório e Kalahari. Entre as equipes, quem se destacou no começo foi a brasileira GOD e-Sports, que emplacou quatro BOOYAH! nas seis primeiras quedas da competição e conseguiu se manter no topo da tabela, mostrando que seria a grande favorita ao título. Porém, a RED Canids apareceu com força na sétima queda, com um BOOYAH! e um total de 14 eliminações, o que a colocou de vez na briga pelo título na última queda do evento.

A GOD, sabendo que precisava eliminar a matilha para garantir a taça, foi para cima de seus rivais e conseguiu levar a melhor no confronto. O problema foi que a GOD caiu em um confronto posterior na queda, e o jogador Matheus "Wanheda" Souza, da RED Canids, conseguiu sair vivo e permanecer na safe. Sozinho, Wanheda fez uma excelente rotação, evitou o encontro com as demais equipes sobreviventes e, de forma genial, garantiu o Top 2 em uma rodada que parecia perdida para a RED. Assim, assegurou o título da competição para sua equipe, em uma virada surpreendente.

Jogada de Wanheda confirmou título da RED no Gigantes Free Fire — Foto: Divulgação/Garena Free Fire

Top Esports x Fnatic (Mundial de LoL 2020)

A fase de quartas de final do Mundial de LoL 2020 colocou a europeia Fnatic para enfrentar a chinesa Top Esports, uma das grandes favoritas ao título. Apesar das apostas serem contrárias, a Fnatic conseguiu mostrar que iria endurecer a disputa. Com o campeão Singed nas mãos de Gabriël "Bwipo" Rau na primeira partida e um domínio da Rota Inferior na segunda, a Fnatic abriu 2-0 e chegou a um inesperado match point para assegurar sua vaga na semifinal.

Quando tudo indicava uma grande zebra nas quartas de final, a Top Esports conseguiu se recuperar e equilibrar a série a partir do terceiro confronto. O duelo foi muito disputado e decidido nos mínimos detalhes, mas os chineses conseguiram sair do zero e evitar a eliminação. O quarto confronto seguiu o mesmo roteiro, com uma partida dramática em que qualquer equipe poderia sair com a vitória. O jogador Hung "Karsa" Hau-Hsuan, do lado chinês, conseguiu ser o diferencial com sua Nidalee e ajudou a garantir o empate na série.

Na partida final, a Fnatic pareceu ter sofrido o golpe da derrota e viu a Top Esports dominar o duelo e confirmar uma virada histórica na série por 3-2. Esse tipo de comeback, onde a equipe consegue virar uma série praticamente perdida, é conhecido como Reverse Sweep, e foi o primeiro a acontecer na história do Mundial de League of Legends.

Top Esports fez o primeiro Reverse Sweep da história do Mundial de LoL — Foto: Divulgação/LoL Esports

Top Blokes x Team Queso (RLCS Season X - Winter: Europe)

A final do torneio de Rocket League RLCS Season X - Winter: Europe Regional Event 2, ocorrida no dia 6 de dezembro, foi disputada entre a Top Blokes e Team Queso e reservou muitas emoções em uma série melhor de sete partidas (Md7), que foi decidida apenas no último jogo. No final, com um confronto sendo finalizado por 1-0 no overtime, a Top Blokes confirmou seu favoritismo, apesar da série dramática, e bateu a Team Queso por 4-3 para assegurar seu título.

No entanto, o momento mais impressionante aconteceu na quarta partida. Faltando nove segundos no relógio, a Team Queso vencia a Top Blokes por 4-2 no placar e estava com a vitória praticamente assegurada. Os próprios narradores afirmaram que a Team Queso já havia vencido aquele confronto. Foi quando o jogador Jack "FlamE" Pearton conseguiu um gol segundos depois da saída de bola, diminuindo a diferença para 4-3 com apenas três segundos no relógio. Esse tempo foi o suficiente para Andy "Kassio" Landais pressionar a Team Queso, buscar o gol e forçar o overtime em 4-4.

Embora a Top Blokes tenha perdido o confronto em questão no overtime, a comunidade de Rocket League se surpreendeu com o fato de uma equipe buscar um comeback com dois gols de desvantagem em apenas nove segundos, o que acabou se tornando o principal momento da competição.

Francês Kassio garantiu o empate na quarta partida com apenas 3 segundos no relógio — Foto: Divulgação/Zeebo

Mais do TechTudo