Celulares

Por Sarah Gomes, para o TechTudo


A memória do celular é uma das especificações mais importantes na hora de comprar um smartphone. Ao longo dos anos, os telefones trouxeram evoluções no armazenamento e na memória RAM para melhorar a experiência dos usuários, mas essas especificações ainda despertam dúvidas e curiosidades nos consumidores. Pensando nisso, o TechTudo preparou uma lista com seis fatos sobre a memória dos aparelhos que nem todos conhecem.

Nota de transparência: Shoptime e TechTudo mantêm uma parceria comercial. Ao clicar no link da loja, o TechTudo pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação.

Veja como descobrir a quantidade de memória RAM no celular — Foto: Paulo Alves/TechTudo

1. O celular com maior armazenamento

Quanto maior o armazenamento interno do celular, mais arquivos e aplicativos caberão nele. O espaço interno normalmente varia entre 32 GB a 512 GB, sendo este um dos fatores que interfere na escolha dos usuários e também no preço do aparelho.

No entanto, já é possível encontrar versões de celulares com até 1 TB de armazenamento. É o caso do Galaxy S10 Plus, da Samsung. O smartphone ainda pode expandir a memória por meio de um cartão microSD de até 512 GB. O telefone chegou ao Brasil em março de 2019 pelo preço sugerido de R$ 5.499, mas já é visto por R$ 2.700 — desconto de R$ 2.800.

Galaxy S10 Plus tem versão com até 1 TB de armazenamento — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

2. Por que o Android avisa que a memória está cheia enquanto ainda tem espaço disponível?

Usuários de celulares Android costumam receber uma notificação avisando sobre o espaço de armazenamento insuficiente, mesmo quando ainda há espaço na memória. Isto acontece porque ao atingir o máximo da memória, o sistema é interrompido. Portanto, a notificação é exibida para evitar que chegue nesta situação e o usuário consiga resolver o problema. Outro fator que pode gerar essa mensagem é o acúmulo de dados no cache mesmo depois de fechar os aplicativos após o uso.

Sistema Android notifica os usuários quando o armazenamento está perto de atingir o máximo — Foto: Carolina Ochsendorf/TechTudo

3. Diferença entre armazenamento e memória RAM

É comum que as pessoas confundam a memória RAM com o armazenamento. A memória RAM é o espaço que o celular utiliza para realizar operações. Ela é responsável por levar as instruções para o processador e melhorar a agilidade ao acionar aplicativos. Dessa forma, quanto mais memória RAM, melhor o telefone deve responder.

Já a memória de armazenamento é responsável por guardar os arquivos, como fotos, aplicativos, músicas e documentos, entre outros. O armazenamento costuma ser significantemente maior do que a memória RAM.

Armazenamento é responsável pela capacidade do celular de guardar arquivos — Foto: Rodrigo Fernandes/TechTudo

4. Quanto de armazenamento é suficiente?

É comum que as pessoas se perguntem quanto de armazenamento é suficiente na hora de comprar um celular. Em 2020, 64 GB é um espaço considerado suficiente para atender às principais necessidades do dia a dia, pois permite a instalação de diversos apps e também guardar arquivos. Porém, usuários que armazenam muitas mídias no smartphone podem optar por telefones com ainda mais memória.

Armazenamento de 64 GB deve ser o suficiente para a maioria dos usuários — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

5. Expansão por microSD

É possível aumentar a capacidade dos celulares utilizando cartões de memória. Os smartphones com suporte à esta tecnologia permitem mover aplicativos para o cartão para liberar espaço na memória interna. No entanto, nem todos os apps instalados podem ser movidos. É o caso do WhatsApp, por exemplo.

Verificar se o telefone tem suporte ao cartão microSD pode ser uma boa opção para usuários que costumam guardar muitos arquivos no aparelho. A Samsung, por exemplo, apresenta vários dispositivos que permitem o uso de cartões de memória. No entanto, existem empresas que não permitem o uso do microSD como a Apple, que nunca ofereceu esta alternativa para o iPhone.

O microSD é usado para armazenar fotos, vídeos, documentos em smartphones — Foto: Lucas Mendes/TechTudo

6. Novo cartão de memória da Huawei

A Huawei lançou um novo cartão de memória em 2018 que possibilita a expansão do armazenamento dos smartphones em até 256 GB. Chamado de NM Card (Nano Memory Card), ele tem o mesmo formato de um chip nano SIM, o que permite colocar cartões de memória na mesma entrada dos chips de telefonia. Além disso, o componente é 45% menor que o microSD, ocupando menos espaço no interior do aparelho.

NM Card é 45% menor que cartões microSD — Foto: Divulgação/Huawei

Com informações de Phone Arena e Android Authority (1/2)

Cooler para celular: veja quatro opções à venda no Brasil

Cooler para celular: veja quatro opções à venda no Brasil

Mais do TechTudo