Caixas de som

Por Lucimara Leandro, para o TechTudo


Os smart speakers estão ficando cada vez mais populares no Brasil. As caixas de som inteligentes funcionam tanto para ouvir músicas e notícias quanto para controlar dispositivos de casa conectada ou até mesmo pedir comida apenas por comandos de voz. Alexa e Google Assistente são dois exemplos de assistentes virtuais encontradas em caixinhas do tipo no Brasil, nas linhas Echo e Nest, respectivamente. Vale ressaltar que o uso de assistentes a partir de diferentes tipos de eletrônicos cresceu 47% durante a pandemia do novo coronavírus.

A busca por speakers do tipo também chamou atençao durante a Black Friday, principalmente com os modelos da Amazon: termos como "Alexa" e "Echo" aparecem quase três vezes mais em alta frente ao período de descontos de 2019, segundo dados do Google Trends. Pensando nisso, o TechTudo separou algumas dicas que vão ajudar você na hora de escolher uma nova caixinha de som inteligente para sua casa.

Google Nest Mini: saiba tudo sobre a caixa de som inteligente

Google Nest Mini: saiba tudo sobre a caixa de som inteligente

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Defina o tipo de uso

Primeiro, é importante definir o tipo de uso da sua nova caixinha. Se a intenção for utilizar o dispositivo apenas como assistente pessoal dentro de casa ou em ambientes pequenos, modelos menores e compactos devem dar conta do recado, além de serem opções mais econômicas.

Mas, se a proposta é aproveitar o aparelho para ouvir músicas em espaços abertos ou mesmo cômodos maiores, por exemplo, o ideal é optar por aparelhos com alto-falantes mais potentes. Dessa forma, será possível garantir um alcance sonoro maior, dispensando a necessidade de conectar outros dispositivos – o que também é bastante comum em acessórios do tipo.

Caixa de som JBL Link 10 com Google Assistente — Foto: Aline Batista/TechTudo

No caso, de smart speakers para uso em áreas externas com piscinas, por exemplo, é recomendado escolher dispositivos resistentes à água. Além disso, é bom optar também por modelos que tenham bateria integrada, assim fica mais fácil transportar o aparelho pelo ambiente, pois a caixinha não precisa ficar conectada à tomada o tempo todo.

Vale ressaltar que essa não é a proposta original dos smart speakers, mas há opções interessantes no mercado. Um exemplo é a Link 10, da JBL, que vem equipada com Google Assistente, tem bateria integrada, é resistente à água e conta com 16 Watts RMS de potência no total. Com preço de R$ 699 no varejo nacional, o modelo entrega boa qualidade de som, características comuns a caixas de som tradicionais e, ao mesmo tempo, oferece funções conectadas por meio do serviço do Google.

Saiba qual assistente vem integrado

Os assistentes virtuais são outro item que precisa ser considerado na hora de escolher uma caixa de som inteligente. Alexa e Google Assistente são os mais comuns em caixinhas do tipo, e podem ser usados tanto em Android quanto em iPhone (iOS), inclusive por meio dos apps utilizados para configurar os speakers.

A assistente dos speakers do Google promete realizar pesquisas com mais precisão, pois usa a base de dados do buscador, ficando à frente da Amazon no quesito. Outro diferencial é o reconhecimento de voz: a assistente consegue identificar as diferentes vozes no ambiente, permitindo a criação de perfis variados com configurações distintas para cada um.

Alexa pode compreender comandos em português com diferentes sotaques — Foto: Divulgação/Amazon

A Alexa, por outro lado, conta com serviços integrados da Amazon. Assim, o usuário pode conferir pedidos feitos pelo site da empresa, assistir a filmes e séries via Amazon Prime Video, assim como ouvir músicas via Amazon Music – além de outros apps, como Spotify, Deezer e mais. Além disso, é possivel ativar skills de diferentes tipos, indo desde plataformas de casa conectada até jogos e aplicativos de delivery como iFood.

A Amazon garante ainda que a Alexa é capaz de reconhecer diferentes sotaques, além de identificar gírias e expressões regionais. O Google Assistente, por sua vez, costuma ser mais objetivo nas respostas e interagir menos com o usuário.

Outra assistente disponível em caixas de som inteligentes é a Siri, da Apple, presente nos HomePod e HomePod Mini. Vale lembrar que os dispositivos não aparecem à venda de forma oficial no Brasil, sendo necessário importar. Além disso, a assistente integrada no aparelho não fica disponível em português.

Há ainda exemplos menos comuns, como a Galaxy Home, speaker da Samsung com Bixby, que ganhou versão em português recentemente, e a Harman Kardon Invoke, que vem equipada com a Cortana, assistente da Microsoft – caixinhas mais recentes da marca já vêm com Google Assistente.

HomePod Mini traz a Siri, da Apple, mas não está disponível para comprar no Brasil — Foto: Reprodução/TechTudo

Considere o serviços de casa conectada compatíveis

Antes de comprar um smart speaker é importante checar se o produto é compatível com os aparelhos que você utiliza no dia a dia. Apesar de algumas fabricantes estarem investindo em dispositivos compatíveis com as principais assistentes do mercado, é preciso ficar atento antes de comprar um novo modelo, justamente para saber se ele será capaz de se comunicar com o que você já tem.

Portanto, verifique os recursos e integrações suportados por suas smart TVs, lâmpadas inteligentes, media centers, smart plugues, entre outros dispositivos de casa conectada. Caso a maior parte ofereça integração a um serviço específico, vale comprar uma caixinha com um determinado assistente.

É preciso considerar o tamanho e design do smart speaker na hora de escolher o modelo ideal para sua casa — Foto: Luciana Maline/Techtudo

Atenção ao design

Os smart speakers costumam ser discretos e contam com opções de cores sóbrias que acabam ornando com a decoração do ambiente. Mas alguns modelos são um pouco maiores e podem chamar mais atenção, como a Echo Studio, por exemplo. Sem contar que o tamanho também pode dificultar caso a intenção seja usar o aparelho em diferentes lugares.

Além disso, alguns modelos possuem tela integrada, possibilitando ao usuário assistir a um vídeo com o passo a passo de alguma receita enquanto cozinha ou ainda ficar de olho em outro cômodo como uma espécie de babá eletrônica – a exemplo das Echo Show. Resistência a água e poeira, por sua vez, podem ser soluções interessantes para caixinhas portáteis como as opções da linha JBL Link.

Qualidade de som

Se você deseja usar o smart speaker apenas como forma de controlar outros dispositivos e interagir com o assistente de voz, vale a pena investir em modelos menores e mais simples. Mas se a ideia é ter no dispositivo uma caixa de som mais completa, é interessante escolher modelos com maior qualidade de som.

Amazon Echo Studio é a opção mais interessante da marca para quem busca maior qualidade de som — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

No Brasil, opções como JBL Link 20, Harmon Kardon Citaton 300 e Echo Studio prometem maior potência na reprodução, mas são opções mais caras nas suas linhas. Há alternativas mais acessíveis e que devem dar conta de ambientes não muito grandes, como a JBL Link 10, Harman Kardon Citaton One e a própria Amazon Echo.

Saiba se funciona como hub de conexão

Se você pretende usar seu smart speaker para controlar dispositivos IoT pela casa, saiba que, em alguns casos, é possivel conectar lâmpadas e outros aparelhos smart diretamente na caixinha, desde que a mesma funcione como um hub.

A Echo mais recente, por exemplo, de quarta geração, é compatível com o padrão ZigBee, protocolo de comunicação para integrar eletrônicos do tipo. Isso vai permitir instalar bulbos da Philips Hue de maneira mais rápida, por exemplo, dispensando a necessidade de ter uma ponte específica para isso – o que costuma ser relativamente caro. Outros acessórios da linha da Amazon são compatíveis, como a Echo Show 8 e a Echo Studio.

Echo Show pode ser usada como hub para controlar dispositivos domésticos inteligentes — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

Qual é a melhor caixa de som Bluetooth? Tire suas dúvidas no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo