Celulares

Por Filipe Garrett, para o TechTudo


Os consumidores brasileiros andam de olho em celulares bons e baratos por preços entre R$ 1.000 a R$ 1.999. De acordo com o Google, um terço dos usuários busca smartphones por estas cifras. Esta faixa de valor traz algumas excelentes opções de telefones intermediários que aliam tecnologia e promessa de envelhecer bem. Empresas como Samsung, Xiaomi, Motorola e LG estão entre as que se destacam pela oferta de aparelhos que trazem bom custo-benefício. Confira a seguir seis celulares bons e baratos entre R$ 1.000 a R$ 1.999.

Melhores do Ano 2020: conheça os vencedores de cada categoria

Melhores do Ano 2020: conheça os vencedores de cada categoria

1. Xiaomi Redmi 9 – a partir de R$ 2.099

O Redmi 9 chegou ao mercado nacional em julho de 2020 por R$ 1.899, mas sofreu um aumento de preço e atualmente é visto por R$ 2.099 na loja oficial da Xiaomi. Talvez seja possível encontrá-lo por menos em alguns sites, mas costumam ser modelos não-oficiais sem garantia no país. O celular intermediário traz como destaque a bateria de 5.020 mAh e câmera quádrupla.

O conjunto se divide em principal de 13 MP, ultra wide de 8 MP, macro de 5 MP e sensor de profundidade de 2 MP. No restante das especificações, o Redmi 9 traz processador Helio G80 da MediaTek, um octa-core que alcança 2 GHz, memória RAM de 4 GB e 64 GB de espaço para dados. Sem conectividade NFC, o Redmi 9 tem tela de 6,53 polegadas e resolução Full HD+ com tecnologia LCD e uma câmera de selfies de 8 MP que realiza o reconhecimento facial.

Redmi 9 vem com quatro câmeras — Foto: Divulgação/Xiaomi

2. Samsung Galaxy M31 – a partir de R$ 1.799

O Galaxy M31 foi eleito o melhor custo-benefício entre os celulares finalistas do Prêmio Melhores do Ano do TechTudo. O smartphone da Samsung traz como destaque a bateria generosa de 6.000 mAh.

A ficha técnica fica completa com memória RAM de 6 GB, além do display Super AMOLED de 6,4 polegadas e com resolução Full HD+ (2400 x 1080 pixels). Em termos de câmeras, o M31 vem com um quarteto de sensores de 64, 8, 5 e 5 MP de resolução – além de uma câmera dianteira de 32 MP.

Com leitor de impressões digitais na traseira, o Galaxy M31 tem processador Exynos 9611, próprio da Samsung (octa-core de 2 GHz). Ele chegou ao mercado brasileiro em fevereiro por R$ 1.999, mas já é visto por R$ 1.799, queda de R$ 200.

M31 foi escolhido o melhor do ano em custo-benefício — Foto: Divulgação/Samsung

3. LG K62 Plus – a partir de R$ 1.699

O LG K62 Plus tem construção com certificação de resistência militar. Com relação às câmeras, o K62 tem quatro câmeras na traseira com principal de 48 MP, além de sensores complementares de 5, 2 e 2 MP. Diferente dos demais modelos da lista, o K62 Plus vem com tela de resolução HD+ (1600 x 720 pixels) em 6,6 polegadas.

No processador, o LG vem com um Helio P35, da MediaTek (oito núcleos e até 2,3 GHz), 4 GB de memória RAM e um total de 128 GB de espaço para dados. A bateria usada pela LG tem 4.000 mAh de capacidade bruta e a câmera frontal do K62 Plus gera imagens de até 28 MP. O K62 Plus chegou ao mercado nacional por R$ 2.099, mas já aparece por R$ 1.699 — desconto de R$ 400.

LG K62 Plus tem tela HD+ — Foto: Divulgação/LG

4. Motorola Moto G9 Plus – a partir de R$ 1.799

O Moto G9 Plus é um celular intermediário da Motorola lançado em setembro de 2020. O smartphone tem tela grande de 6,8 polegadas de tecnologia IPS e resolução Full HD+ (2400 x 1080 pixels). Ele vem com sistema de quatro câmeras composto por sensor principal de 64 MP, além de câmeras secundárias e complementares de 8, 2 e 2 MP.

Com bateria de 5.000 mAh de capacidade bruta, o Moto G9 Plus tem sensor de selfies de 16 MP e 128 GB de armazenamento. O Motorola roda com um processador Snapdragon 730G (oito núcleos e até 2,2 GHz) e 4 GB de memória RAM. Revelado por R$ 2.499 no mercado brasileiro, o Moto G9 Plus já é vendido a R$ 1.799 no varejo online, diferença de R$ 700.

Moto G9 Plus é visto por R$ 1.799 — Foto: Divulgação/Motorola

5. Samsung Galaxy A51 – a partir de R$ 1.799

O Galaxy A51 é um celular da Samsung com tela Super AMOLED de 6,5 polegadas e resolução Full HD+ (medida em 2400 x 1080 pixels). O smartphone vem com um sistema de câmera quádrupla com sensores de 48, 12, 5 e 5 MP de resolução. Com 128 GB de espaço interno para dados, o Galaxy tem 4 GB de memória RAM e roda com um Exynos 9611, octa-core da Samsung que chega a 2,3 GHz.

Com leitor de digitais integrado à tela e uma câmera frontal de 32 MP, o Galaxy sai com Android 10 instalado de fábrica e oferece uma bateria com 4.000 mAh de capacidade. O Galaxy A51 chegou ao Brasil custando R$ 2.199, mas já pode ser encontrado por R$ 1.799 na web.

Galaxy A51: tela com resolução Full HD+ — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

6. Motorola One Fusion Plus – a partir de R$ 1.759

O Motorola One Fusion Plus traz promessa de bateria para 48 horas. O celular tem componente de 5.000 mAh e design que traz uma câmera deslizante. Ele vem com quatro câmeras (64, 8, 5 e 2 MP) e tela IPS de 6,5 polegadas com resolução Full HD+ (2340 x 1080 pixels), além de uma câmera de selfies de 32 MP.

O Motorola apresenta o processador Snapdragon 730 (octa-core que vai a 2,2 GHz) e oferece 4 GB de memória RAM, com direito a 128 GB de espaço para dados, expansíveis com cartão de memória. Lançado no mercado brasileiro por R$ 2.499, o One Fusion Plus é encontrado no momento a R$ 1.759, queda de 30%.

Motorola One Fusion Plus tem câmera retrátil que faz selfies de 16 MP — Foto: Divulgação/Motorola

Mais do TechTudo