Redes sociais

Por Clara Fabro, para o TechTudo


Os mensageiros Telegram e Signal, disponíveis para Android e iPhone (iOS), ficaram em evidência na última semana por conta dos avisos disparados no WhatsApp sobre a nova política de privacidade que será adotada pela companhia a partir do dia 15 de maio. O número de usuários das duas plataformas cresceu consideravelmente nos últimos dias, o que fez o Signal apresentar problemas na validação de novas contas, e o Telegram alcançar o número de 500 milhões de usuários ativos.

Nesse contexto, o TechTudo preparou uma lista com um comparativo entre o Signal e o Telegram. A seguir, você pode conferir quais são as principais semelhanças e diferenças entre os mensageiros, quais são as instituições que comandam as plataformas e seus países de origem. Ao final, também será possível comparar as principais funções de segurança dos apps e quais as vantagens de cada uma das plataformas.

Signal vs Telegram: lista traz comparativo entre os dois mensageiros depois de mudança nas políticas do WhatsApp — Foto: Clara Fabro/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Telegram vs Signal: conheça os donos dos apps

O Signal é comandado por uma instituição sem fins lucrativos, e um dos seus desenvolvedores é o co-fundador do WhatsApp Brian Acton. A sede da companhia fica nos Estados Unidos, e a proposta do app é ser um mensageiro "ultrasseguro". O Signal declara não coletar ou armazenar qualquer tipo de dado sobre seus usuários, incluindo informações de performance, ID do dispositivo e localização, ou qualquer outro dado capaz de rastrear a pessoa.

Já o Telegram foi desenvolvido pelos irmãos russos Nikolai e Pavel Durov. O mensageiro é conhecido por ser uma opção mais segura do que o WhatsApp, mas as conversas não possuem criptografia de ponta-a-ponta por padrão — a funcionalidade está restrita aos chats secretos. As conversas-padrão no mensageiro possuem criptografia, mas são do tipo usuário-nuvem. Com sede em Dubai, o app atingiu a marca de mais de 500 milhões de usuários ativos na última semana, e tem a proposta de ser um mensageiro rápido e seguro. No Brasil, ele costuma ficar em evidência principalmente quando o WhatsApp apresenta instabilidades.

Dono do Telegram é russo, mas aplicativo tem sede na Alemanha — Foto: Reprodução/Marvin Costa

Serviços disponíveis no Telegram e Signal

O Signal traz todos os recursos esperados para um mensageiro e permite enviar mensagens de texto e áudio, e realizar chamadas de voz ou vídeo. Os chats em grupo são limitados a até 1 mil participantes. O Signal, assim como o WhatsApp, também permite convidar membros para as conversas coletivas por link e QR Code. Além disso, também é possível realizar chamadas de vídeo em grupo, limitadas para até oito contatos.

O Telegram, além de contar com os mesmos recursos do Signal, também traz ações automatizadas por bots para a plataforma. Os robôs do Telegram são muito populares e podem realizar funções simples ou bastante complexas. É possível, por exemplo, utilizar as ações automatizadas para converter arquivos em PDF, editar fotos, transcrever imagens e áudios e até para jogos em grupo. Outro diferencial do mensageiro são os games, que podem ser jogados individualmente ou em chats coletivos.

No Telegram, as conversas em grupo podem ter até 200 mil participantes, enquanto os canais —utilizados para publicar e transmitir mensagens para grupos ainda maiores — podem ter um número ilimitado de inscritos. Também é possível convidar amigos para participar dos chats coletivos por meio de links. O ponto negativo do app, em relação ao Signal, é que o Telegram não possui suporte para chamadas de vídeo em grupo, e aceita conferências entre apenas dois contatos.

Disponibilidade em plataformas

O Signal está disponível no Android e iPhone, e também conta com uma versão para computador que pode ser acessada no Windows ou macOS. Já o Telegram, além do aplicativo para Android e iPhone, também tem versões para PCs com Linux ou Windows e para macOS, além da versão Web do Telegram online.

Recursos de conversas por texto

Os recursos disponíveis nos chats do Signal, Telegram e WhatsApp são basicamente os mesmos: é possível enviar figurinhas, fotos, vídeos, mensagens em formato de áudio e documentos para os contatos. A principal mudança entre os aplicativos são os limites de quantidade e tamanho no compartilhamento de alguns arquivos.

Como funciona o aplicativo Signal? App tem recursos parecidos com o Telegram — Foto: Reprodução/Clara Fabro

No WhatsApp, por exemplo, só podem ser enviados até 30 fotos ou vídeos de uma vez, com limite de tamanho de 16 MB por arquivo. No Telegram, não há limite para o compartilhamento de arquivos deste tipo, e o tamanho máximo suportado é de 2 GB para cada mídia, o que não gera a compressão das imagens compartilhadas, diferente do WhatsApp. Já no Signal, não é possível compartilhar mais de 32 fotos ou vídeos de uma vez e, segundo publicação de um desenvolvedor do app no Reddit, o limite de tamanho para cada arquivo compartilhado é de 100 MB.

Além disso, as três plataformas suportam figurinhas, incluindo os desenhos animados e GIFs. Também é possível compartilhar a sua localização atual com amigos e familiares pelos mensageiros. A opção de "Compartilhar em Tempo Real", que permite capturar o local mesmo quando se está em movimento, só não está disponível no Signal.

Chamadas de vídeo e áudio

É possível fazer ligações e chamadas de vídeo pelo Signal e Telegram — Foto: Reprodução/Clara Fabro

Tanto o Signal quanto o Telegram permitem realizar ligações e chamadas de vídeo. O recurso de ligação por vídeo foi liberado pelo Telegram em agosto, e não está disponível ainda para chats em grupo. Nas duas plataformas, as ligações são criptografadas de ponta-a-ponta, o que significa que ninguém é capaz de interceptar suas conversas — nem mesmo os próprios mensageiros.

O Telegram conta com um recurso interessante durante as chamadas, que é uma série de quatro emojis usados para confirmar com o contato durante a chamada que a ligação está protegida. Nos nossos testes, o Signal apresentou qualidade de áudio e de imagem superior ao Telegram.

Funções de segurança do Signal e Telegram

Diferentemente do que se acredita, os chats do Telegram não possuem criptografia de ponta-a-ponta por padrão. O recurso de segurança só está disponível nos chats secretos do mensageiro, modo que também traz proteções como impedir capturas de tela da conversa. Também é possível ativar a autodestruição das mensagens, que se apagam automaticamente após um curto período.

Iniciando um chat secreto no Telegram — Foto: Reprodução/Clara Fabro

O Signal traz a função "Segurança da tela", que proíbe capturas de tela no app. Porém, ele só bloqueia prints no dispositivo em que o recurso é ativado a partir das configurações, já que ele não vem habilitado por padrão. Apesar disso, todas os chats do Signal são automaticamente protegidos com criptografia de ponta-a-ponta, incluindo ligações e chamadas de vídeo.

Ativando o recurso de "Segurança de Tela" no Signal — Foto: Reprodução/Clara Fabro

Telegram ou Signal: qual é o melhor?

Os dois mensageiros têm seus diferenciais e pontos em comum. Entretanto, também vale lembrar que suas propostas não são exatamente iguais: enquanto o Signal tem foco estrito em privacidade, o Telegram já é um mensageiro voltado para rapidez e segurança. E, quando o assunto é velocidade no envio e recebimento de mensagens, o Telegram é de fato o mensageiro mais veloz. Quanto à privacidade de dados, o Signal se mostra o app mais seguro para troca de mensagens.

Além disso, por conta de seus recursos de automação e canais de transmissão, as vantagens do Telegram parecem funcionar melhor em grupos. O mensageiro também traz diversas opções de games para brincar com amigos, função ausente no WhatsApp e no Signal.

Quanto aos recursos disponíveis para conversas, o Telegram traz uma grande variedade de stickers, incluindo diversidade para as figurinhas animadas. Já o Signal tem apenas dois pacotes de adesivos disponíveis, enquanto as figurinhas animadas estão presentes em maior quantidade por serem disponibilizadas pelo Giphy.

Via Gizbot (1 e 2), Softpedia, Techviral (1 e 2), Android Police, Signal, Telegram e Reddit

Qual é o melhor: WhatsApp ou Telegram? Deixe a sua opinião no Fórum do TechTudo.

Para que serve o Telegram? 4 funções curiosas do rival do WhatsApp

Para que serve o Telegram? 4 funções curiosas do rival do WhatsApp

Mais do TechTudo