Carros Inteligentes

Por Raquel Freire, para o TechTudo


A Apple está planejando o lançamento de um carro autônomo e elétrico em breve. Os rumores sobre o Apple Car, como seria chamado, ganharam força recentemente após revelações feitas por Ming-Chi Kuo, analista de mercado que adianta vários lançamentos da marca. Segundo ele, o veículo provavelmente será montado pela Hyundai e pode ser lançado já em 2025. Mas, em resposta recente ao relatório, a montadora afirmou que não há conversas com a Apple no momento. Confira a seguir tudo que já se sabe a respeito do carro smart da maçã.

Tudo o que se sabe até agora sobre o Apple Car, futuro carro elétrico autônomo da Apple — Foto: Reprodução/CarsUK

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

O Apple Car será autônomo?

Ao que tudo indica, sim. Em uma reportagem da Reuters publicada em dezembro de 2020, fontes ligadas à Apple, que pediram anonimato, revelaram que a companhia está focada em produzir um carro elétrico que dirige sozinho. O Projeto Titan, como é chamado, está em pauta na empresa desde 2014, tendo sido abandonado e retomado algumas vezes desde então.

A ideia supostamente seria direcionar o carro para uso pessoal, diferentemente do rival Waymo — da a Alphabet Inc, empresa que engloba o Google —, que se destinaria ao serviço de táxi.

A fabricação será da própria Apple?

É muito provável que não. As fontes entrevistadas pela Reuters afirmaram que a ideia é ter um parceiro para construir os veículos. A maçã ficaria responsável apenas pelo sistema de direção autônoma, que, por sua vez, seria integrado a um carro fabricado por uma montadora tradicional.

Poucos dias depois da notícia da Reuters, no início de janeiro, o site coreano Korea Economic Daily afirmou que a Apple e a Hyundai estariam em negociações. A montadora chegou a confirmar a informação para a o CNBC, mas depois voltou atrás na declaração, retirando o nome da Apple de seu comunicado.

Hyundai E-GMP seria a base do Apple Car; independente da montadora, ideia da maçã é fornecer apenas o sistema de direção autônoma — Foto: Reprodução/Hyundai

Ainda assim, a mídia coreana revelou que a Apple está prestes a investir US$ 3,6 bilhões na Kia, afiliada da Hyundai, o que seria um forte indício do acordo. Conforme apontam algumas pessoas a par das transações, o montante seria destinado à construção de instalações de manufatura que serviriam apenas à linha de carros da Apple.

O relatório produzido por Ming-Chi Kuo para a TF Securities, empresa que oferece serviços de gestão de investimentos, corrobora esta versão. Segundo ele, o primeiro modelo de carro elétrico autônomo da Apple será fabricado pela Hyundai. Ainda de acordo com o analista, se tudo der certo, a fabricante do iPhone pode vir a trabalhar com a General Motors e a PSA em modelos posteriores ou em outros mercados.

Quais serão as especificações?

Os mais fortes rumores atuais, levantados por Ming-Chi Kuo e outras fontes ligadas à Apple, afirmam que o chassi do Apple Car será baseado na E-GMP (Electric Global Modular Platform, em inglês), plataforma elétrica de bateria anunciada pela Hyundai em dezembro.

O sistema possui células de bateria que podem fornecer autonomia de mais de 500 km quando totalmente carregadas. Ele também conta com carregamento de alta velocidade, chegando a 80% em 18 minutos – a 350 kW (800 V).

Apple Car pode ser baseado na E-GMP, plataforma de carros elétricos da Hyundai — Foto: Divulgação/Hyundai

De acordo com as especificações oficiais da Hyundai, um modelo de alto desempenho baseado na E-GMP é capaz de ir de zero a 100 km/h em menos de 3,5 segundos, atingindo velocidade máxima de 260 km/h. Outros detalhes incluem o uso de até dois motores, suspensão traseira de cinco links e eixo de motor integrado.

Como será o visual do carro?

O design é um dos aspectos mais nebulosos do Apple Car. As especulações nesse tópico baseiam-se quase exclusivamente nos pedidos de patente feitos pela companhia, mas, ainda assim, o visual está sendo mantido em absoluto sigilo. O que é quase certo é o uso de linhas elegantes, algo que virou a marca registrada da empresa por todos os seus produtos.

A introdução de sistemas de direção autônoma pode ser um dos principais elementos de inovação de design. Isso porque, com um piloto automático, o veículo talvez possa abandonar a posição convencional dos assentos, resultando em um layout radicalmente diferente dos carros atuais.

Especula-se também sobre a eliminação do pilar central do automóvel, o que permitiria o uso de portas vai-vem. Outras sugestões dão conta do emprego de tecnologias de realidade aumentada e realidade virtual, displays na tela, iluminação diferenciadas e designs exclusivos de teto solar.

Design do Apple Car criado por revista a partir das especulações e rumores — Foto: Reprodução/Motor Trend

Há cerca de um ano, o portal alemão Manager Magazin chegou a levantar a hipótese de que o carro, na verdade, seria uma van. Segundo as fontes do periódico, os protótipos usados pela companhia teriam sido vistos pintados nas cores preto e prata.

A Apple já começou a testar o carro?

A Apple já está testando sistemas de direção autônomos há alguns anos. Em 2016, a empresa enviou para a National Highway Traffic Safety Administration (Administração Nacional de Segurança de Tráfego Rodoviário, em tradução livre) uma proposta de alteração na legislação vigente nos EUA, permitindo testes em estradas públicas por empresas menos tradicionais no ramo.

Já no ano seguinte, o Departamento de Veículos Motorizados da Califórnia incluiu a Apple na lista de empresas com permissão para testar veículos autônomos nas vias do estado. Essa primeira licença cobria três SUVs Lexus RX540h, que precisavam ter motoristas a bordo para eventuais problemas na direção autônoma.

Um Lexus RX540h de teste foi visto andando pelas ruas do Vale do Silício em 2017. O consenso entre os analistas é de que a Apple estava testando apenas sua tecnologia de direção autônoma e Inteligência Artificial, sem que o modelo Lexus tenha a ver com o design do futuro Apple Car.

Em fevereiro de 2019, o Departamento de Veículos Motorizados da Califórnia emitiu um relatório no qual a Apple constava como empresa de pior desempenho nos testes de carros autônomos. Os Lexus RX450h tiveram que sair do modo autônomo e serem comandados por pilotos humanos em cerca de uma vez a cada 1,6 km – a pior taxa entre as 28 companhias envolvidas com testes do tipo à época.

Lexus RX450h usado como teste para sistema de direção autônomo da Apple — Foto: Reprodução/Bloomberg

Mesmo assim, o órgão regulador de trânsito concedeu permissão para que a companhia colocasse 27 carros autônomos nas vias públicas em 2018. Em abril de 2019, dados do departamento indicavam que a Apple tinha 69 veículos e 110 motoristas credenciados.

Tem previsão para sair?

Os rumores afirmam que a Apple tem meta de lançamento do carro em 2024. No entanto, esse prazo deve sofrer atrasos devido à complexidade na cadeia de suprimentos e também por conta da pandemia do novo coronavírus. No relatório de Kuo para a TF Securities, o analista afirma que o modelo deve sair, no mínimo, em 2025, citando ainda a inexperiência da maçã na área.

Outros rumores, mais realistas, preveem um lançamento apenas em 2027, enquanto outros apontam para uma versão beta do Apple Car saindo até 2022 – e, só então, a marca encomendaria a produção de 100 mil veículos por ano.

Rival 'barato' dos Tesla?

Model Y, um dos primeiros da Tesla no Brasil, chegou por R$ 450 mil — Foto: Divulgação/Tesla

Definitivamente não. O relatório de Kuo afirma que o Apple Car será comercializado como um modelo "muito sofisticado" ou "significativamente mais de ponta" que um veículo elétrico padrão. A ideia, corroborada por outras fontes e analistas, é que a gigante de Cupertino adote uma estratégia próxima à da Tesla, marcando o carro como de luxo.

Uma das análises diz que, assim como a empresa de Elon Musk, a Apple vai lançar seu primeiro modelo como um carro super premium, e, posteriormente, versões mais "baratas". Vale lembrar que o Tesla Roadster, o primeiro Tesla a estrear no mercado dos EUA, foi lançado em 2008 com preço de US$ 110 (o que hoje seria aproximadamente R$ 592 mil).

O alto preço beneficiaria os parceiros da montadora, elevando seu valor de mercado. Analistas sugerem que a Apple poderia chegar a marca de US$ 2 trilhões em valor de mercado com o projeto, caso ele seja bem-sucedido.

Com informações: Reuters (1 e 2 ), Apple Insider (1, 2 e 3), MacRumors (1 e 2), BGR, Bloomberg

Existe algum Gravador de Voz para carro? Tire suas dúvidas no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo