Redes sociais

Por Raphael Caetano, para o TechTudo


Dizu é uma plataforma de automação de engajamento, que promete ao usuário ganhar dinheiro com curtidas, comentários e seguindo perfis no Instagram, no Twitter e no TikTok. O sistema opera com base em machine learning e funciona executando interações automáticas para aumentar a visibilidade do perfil e gerar mais engajamento nas redes sociais. Ao utilizar o Dizu, o usuário pode ter a sua conta bloqueada nas três redes sociais por violar as Diretrizes de Comunidade, já que nenhuma das plataformas permite aumento artificial e robotizado de curtidas, seguidores, comentários ou demais ações, seja de forma paga ou gratuita.

Como o Dizu fere alguns termos de uso dos aplicativos, o TechTudo não fez login com nenhuma conta no site para fazer testes de saque ou para saber se os resultados realmente funcionam. Embora haja depoimentos de pessoas que alegam ter obtido benefícios com a plataforma, o Dizu esclarece que não é responsável pelas ações dos usuários e suas consequências. Ou seja, a ferramenta não se responsabiliza por qualquer punição que o usuário sofra no Twitter, no Instagram ou no TikTok ao utilizar a ferramenta. A seguir, confira como o Dizu funciona e se é confiável.

Dizu: login pode trazer riscos de banimento a um perfil no Instagram, no Facebook ou no TikTok — Foto: Raphael Caetano/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Como funciona o Dizu?

O objetivo da plataforma é criar automações no Instagram, no Twitter e no TikTok que ajudem o usuário a ganhar dinheiro e mais engajamento nas suas redes sociais. A ferramenta funciona da seguinte forma: o usuário se cadastra no site, vincula sua conta a uma ou mais rede social e realiza ações dentro da plataforma, como seguir outros perfis, comentar e curtir posts. Essas atividades podem ser convertidas em dinheiro, seguidores ou curtidas para as contas logadas no Dizu.

Plataforma de automação permite visualizar os ganhos — Foto: Reprodução/Raphael Caetano

Outra forma de utilizar a plataforma é por meio do "Link de Indicação", em que o usuário envia um convite para outras pessoas se cadastrarem no Dizu. Sempre que as pessoas fizerem alguma ação dentro da ferramenta, quem indicou recebe um bônus de 10% em cima de tudo que elas ganharem.

Por serem ações muito lentas e inicialmente manuais, a própria plataforma sugere ao usuário que instale uma extensão para automatizar essas ações e acelerar os ganhos dos usuários. Essa extensão é encontrada na própria ferramenta no menu à esquerda, em "Extensão Dizu", e está disponível somente no navegador Firefox.

Extensão Dizu no Firefox — Foto: Reprodução/Raphael Caetano

Ao fazer o cadastro no site, o usuário precisa associar sua conta a uma das três redes sociais, autorizando automaticamente a plataforma a fazer toda e qualquer ação automática nas contas vinculadas. Após essa etapa, é escolhida a segmentação de gênero, cidade e estado que se pretende alcançar. Depois, é só começar a realizar as tarefas indicadas pela plataforma. Se o usuário escolher realizar as tarefas com a extensão, o processo ocorre de maneira automática pela ferramenta.

Dizu promete ao usuário ganhar seguidores no Instagram, no Twitter e no TikTok — Foto: Reprodução/Raphael Caetano

Para evitar ter o acesso e os ganhos retidos pela Dizu, a plataforma tem algumas regras que precisam ser seguidas pelos usuários. Por exemplo, não é permitido apagar comentários, curtidas ou deixar de seguir perfis selecionados pela ferramenta, ou ainda alterar o nome de usuário dos perfis conectados.

Dizu é seguro?

Com mais de um ano de cadastro no Reclame Aqui, o Dizu está registrada como "Conectar" e conta com mais de 80 reclamações não respondidas. Até o momento, não há nota suficiente para que seja formada uma avaliação completa da empresa mas, em geral, os clientes não recomendam e não voltariam a utilizar o serviço. As reclamações vão desde pessoas que perderam suas contas nas redes sociais até pagamentos que não foram debitados.

Dizu no Reclame Aqui está registrado como "Conectar" — Foto: Reprodução/Raphael Caetano

Em seus termos de uso, a ferramenta informa que todo e qualquer valor de pagamento pode ser alterado a qualquer momento. Além disso, se reserva o direito de modificar ou descontinuar o serviço. Com isso, é importante tomar cuidado antes de se cadastrar e fazer login com a sua conta do Instagram, do Twitter ou do TikTok. Além de ferir as diretrizes das redes sociais, é possível que os desejos de aumentar o engajamento e ganhar dinheiro não sejam realizados.

Como é feito o pagamento e quanto dá para ganhar?

Assim como no Kzom e no Siga Social, os ganhos no Dizu são feitos pelas ações dentro da plataforma — ou seja, não possuem um limite estipulado. O usuário ganha dinheiro de acordo com a quantidade de engajamento que produzir por meio das suas redes sociais. Para potencializar os ganhos, ele pode automatizar as atividades com a extensão, e assim efetuar um número maior de ações como seguir, curtir e comentar. Assim, a monetização se tornaria maior e mais rápida.

Ganhar dinheiro no Dizu: como funciona o pagamento? — Foto: Reprodução/Raphael Caetano

O Dizu promete valores diferentes para determinadas ações em redes sociais. As interações do Instagram vão de R$ 15 a R$ 25 para cada 1 mil perfis seguidos; de R$ 10 a R$ 15 para cada 1 mil publicações curtidas; e de R$ 0,10 a R$ 0,50 para cada comentário que o usuário efetuar. O valor mínimo é de R$ 30 para o primeiro saque, sendo R$ 50 o valor mínimo padrão.

Ao alcançar a quantia mínima, o usuário precisa adicionar uma forma de pagamento. Segundo a plataforma, as remunerações são realizadas em até dez dias úteis após a solicitação e podem ser feitas por conta bancária, PagSeguro, PayPal ou até mesmo com uma chave Pix.

Simulador de ganhar dinheiro no Dizu — Foto: Reprodução/Raphael Caetano

A ferramenta também oferece a possibilidade de simular os ganhos de acordo com os números de ações. Para isso, é preciso apenas preencher o simulador. O recurso facilita ao usuário estimar quanto dinheiro é possível ganhar utilizando a plataforma.

Veja também: Renda extra na Internet: veja formas de ganhar dinheiro online

Renda extra na Internet: veja formas de ganhar dinheiro online

Renda extra na Internet: veja formas de ganhar dinheiro online

O Instagram pune quem usa esse tipo de serviço?

A política de diretrizes do Instagram interpreta a associação ao Dizu como uma forma de burlar as interações. Além disso, a plataforma vê o acesso de terceiros, seja por meio de apps ou sites, como uma tentativa de login não autorizado. Assim como o Instagram, o Twitter e o TikTok têm políticas de segurança parecidas, que proíbem qualquer tentativa de manipular os mecanismos para aumentar as métricas de interação.

Usuários que realizam esses tipos de ações por meio de bots ou automações para gerar engajamento podem ter as contas comprometidas pelas redes sociais. Isso pode resultar em restrições na conta ou até mesmo no bloqueio de um perfil por tempo indeterminado.

Como revogar acesso a aplicativos e sites no Instagram — Foto: Reprodução/Raphael Caetano

Se o usuário vinculou uma de suas redes sociais à plataforma e quiser sair da ferramenta para não sofrer nenhuma punição, é possível reverter o processo. No Instagram, basta acessar as configurações no próprio aplicativo, tocar em "Segurança", encontrar a opção "Aplicativos e sites", selecionar os que estão ativos e revogar o acesso ao site em questão.

No Twitter, o usuário precisa ir até "Configurações e Privacidade", "Conta", acessar "Aplicativos e Sessões" e revogar o acesso do app. Já no TikTok, é só tocar em "Segurança" e ir até "Alertas de Segurança". Se a rede identificar qualquer atividade incomum, é possível notificar e resolver o problema. Vale lembrar que o mais indicado pelas plataformas é que a senha seja trocada imediatamente.

Com informações de Dizu, Instagram (1 e 2), Twitter e TikTok

Não consegue seguir pessoas no Instagram? Saiba como resolver no Fórum do TechTudo.

Mais do TechTudo