Publicidade

Por Soraia Barbosa, para o TechTudo


Super Nintendo chegou ao Japão em 1990, mas não demorou muito para que ele conquistasse o mundo e se tornasse um dos consoles de mais populares da era 16-Bit, vendendo mais de 49.1 milhões de unidades. Uma das razões para o sucesso foi o seu excelente catálogo de jogos disponíveis, que incluía inúmeros títulos icônicos e diferentes.

Alguns deles eram obra da própria Nintendo, como os tradicionais Super Mario World e The Legend of Zelda: A Link to the Past. Games desenvolvidos por outros estúdios, porém, como Chrono Trigger e Super Bomberman, também fisgaram rapidamente o público da plataforma. Veja, na lista a seguir, dez jogos que marcaram a época do Super Nintendo e que não foram desenvolvidos pela empresa japonesa.

O Super Nintendo foi um dos consoles mais populares da era 16-Bits — Foto: Divulgação/Nintendo

Quer comprar consoles, jogos e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

1. Final Fantasy VI

Conhecido como Final Fantasy III no ocidente, Final Fantasy VI foi lançado em 1994 e, de lá para cá, se tornou um divisor de águas no gênero RPG. Desenvolvido pela Square (posteriormente Square Enix), o game ficou marcado como o último da era 2D da franquia, e é até hoje considerado por muitos o melhor jogo da série Final Fantasy.

Final Fantasy VI traz uma das aventuras mais belas do Super Nintendo — Foto: Divulgação/Square

Bastante aclamado pela crítica e pelo público por sua experiência única e inovadora, boa parte dos elogios recebidos pelo game se deve aos seus bem construídos personagens e ao seu enredo de reviravolta surpreendente. Ambientado em um mundo de atmosfera steampunk (ou seja, que se passa em um passado mais tecnológico do que o real), o foco de Final Fantasy VI é o conflito entre o Império Gestahlian, que deseja dominar o mundo, e a facção rebelde Returners.

2. Super Star Wars

Em 1992, foi lançado para o SNES o game Super Star Wars, uma adaptação da história do filme clássico de 1977. Nele, o jogador percorre fases de plataforma e tiro, controlando diferentes personagens da franquia como Luke Skywalker, Chewbacca e Han Solo. Na gameplay, há ainda momentos em que o jogador pode pilotar veículos famosos de Star Wars, como uma Landspeeder ou uma X-wing.

Super Star Wars tem vários momentos marcantes do filme de George Lucas — Foto: Divulgação/Disney

Unindo uma dificuldade bem dosada a uma jogabilidade variada, que aproveitava o Mode 7 da plataforma nas suas sequências de voo, Super Star Wars oferecia uma experiência bastante divertida no console da Nintendo. O lançamento soube, à época, explorar bem todos os ganchos que conquistaram os fãs da franquia.

3. Super Castlevania IV

Desde os seus primórdios, a franquia Castlevania da Konami se destacou pelas suas mecânicas clássicas de plataforma. Lançado em 1991, Super Castlevania IV tirou proveito de uma fórmula que já vinha dando muito certo, além de aprimorá-la em gráficos mais bonitos e com uma mecânica de gameplay refinada.

Super Castlevania IV é uma ótima experiência para quem gosta de jogos de plataforma — Foto: Divulgação/Konami

Neste conhecido game, o jogador controla Simon Belmont, um caçador de vampiros que parte com o seu chicote místico para derrotar o temível Drácula. Considerado um dos melhores jogos da geração, Super Castlevania IV serviu de influência para títulos futuros da franquia, como o aclamado Castlevania: Symphony of the Night, que tinha foco muito maior na exploração.

4. Teenage Mutant Ninja Turtles IV: Turtles in Time

Port de um jogo de arcade, Teenage Mutant Ninja Turtles IV: Turtles in Time foi lançado em 1992 pela Konami. Divertido e com uma dificuldade desafiadora, o beat’em up (game de briga de rua) é considerado um dos melhores títulos multiplayer do Super Nintendo.

Em Turtles in Time de SNES, cada tartaruga tem as suas próprias vantagens e desvantagens — Foto: Divulgação/Konami

Neste jogo, as populares Tartarugas devem percorrer diferentes eras, enfrentando o exército do vilão Destruidor para impedir os seus planos malignos. Mais do que apenas um modo história, o game tem ainda uma modalidade versus de luta, que comporta dois jogadores, e um time trial.

5. Secret Of Mana

Lançado em 1993 pela Square, Secret of Mana foi na contramão da época, trazendo um RPG de ação em tempo real em meio à febre dos RPGs baseados em turnos. Ambientado em um mundo de fantasia, o jogo é protagonizado por um herói que deve visitar oito templos para recuperar a energia da Espada Mana e restaurar a paz no mundo.

Secret of Mana marcou pela inovação no Super Nintendo — Foto: Divulgação/Square Enix

O combate de Secret of Mana é bastante fluído e trouxe um inovador menu de comandos circular, que permitia ao jogador tomar diferentes decisões no meio da ação. Os seus gráficos coloridos e trilha sonora belíssima também foram sucesso com a crítica, assim como o seu multiplayer, que permitia que um segundo jogador entrasse na história a qualquer momento.

6. Super Ghouls 'N Ghosts

Considerado um dos jogos mais difíceis da sua geração, Super Ghouls 'n Ghosts foi desenvolvido pela Capcom e chegou ao Super Nintendo em 1991. Nele, o jogador controla Arthur, um cavaleiro que deve percorrer fases para melhorar a sua armadura e salvar a Princesa.

Parte da série Ghosts 'n Goblins, Super Ghouls 'N Ghosts não deixa a desejar na dificuldade — Foto: Divulgação/Nintendo

Os desafios do game, no entanto, não estavam apenas na gameplay. Isso porque, para assistir ao final verdadeiro de Super Ghouls 'N Ghosts, o jogador deveria terminar o jogo duas vezes seguidas, usando, na segunda vitória, um item especial que só aparece após zerar pelo menos uma primeira vez.

7. Super Street Fighter II Turbo

Por levar a série Street Fighter dos arcades para os consoles de mesa, Street Fighter II marcou a era 16-bit. O jogo foi lançado em 1993 e aprimorou a fórmula que já vinha dando muito certo na plataforma da Nintendo, com combates mais velozes, uma paleta de cores mais bonita e variada, além de novos golpes especiais. O resultado disso foi um dos jogos que mais faturaram no Super Nintendo, atingindo um total de 4.1 milhões de unidades vendidas.

Em Street Fighter II Turbo era possível jogar com os vilões da série — Foto: Divulgação/Nintendo

Seguindo a fórmula clássica dos jogos de luta, com partidas entre dois personagens e em três rounds, Street Fighter II traz a história de diferentes lutadores. Eles deviam competir em um torneio organizado pelo líder da organização criminosa Shadaloo.

8. The Lion King

Adaptação da história da famosa animação da Disney, O Rei Leão, o jogo The Lion King chegou ao mercado em 1994, mesmo ano que o filme. Nele, acompanhamos a jornada de Simba, desde a sua infância até sua batalha contra seu tio Scar. O jogo tem fases que reproduziam vários momentos marcantes da película original.

The Lion King do Super Nintendo é até hoje lembrado como o melhor jogo de O Rei Leão — Foto: Reprodução/Steam

The Lion King tem belos gráficos, além de animações e músicas muito boas. Sua dificuldade, porém, é bastante elevada. Isso ocorre porque, como o jogo é curto, sua publicadora decidiu apostar no desafio para incentivar os jogadores a comprarem o game.

9. Super Bomberman

Desenvolvido pela Hudson Soft, Super Bomberman foi lançado em 1993. A sua história é ambientada em Peace Town, local em que o maligno Carat Diamond realiza um torneio de robôs para tentar roubar as habilidades dos Bomberman. Diante disso, o Black Bomberman e o White Bomberman se unem para impedir os planos do vilão.

A fórmula do multiplayer de Super Bomberman, que o tornou sucesso nas locadoras, continua divertida até hoje — Foto: Reprodução/Alvanista

Super Bomberman reproduz muito bem a fórmula dos jogos da série, em que o usuário deve colocar uma bomba no mapa para explodir blocos e inimigos, enquanto tenta não ser atingido pelas explosões. Um dos maiores destaques do game é o seu multiplayer, e até mesmo o modo aventura pode ser percorrido junto com um amigo. Por isso, o título oferecia uma incrível experiência cooperativa no Super Nintendo.

10. Chrono Trigger

A Square, responsável pela aclamada série Final Fantasy, lançou em 1995 o RPG Chrono Trigger. O jogo tem uma história profunda envolvendo viagem no tempo, em que os heróis devem ir desde a era pré-histórica até o futuro pós-apocalíptico para impedir uma grande catástrofe.

Chrono Trigger foi sucesso absoluto nos tempos de locadora — Foto: Reprodução/The Adventure Gamer

A bela trama, unida a uma jogabilidade fluída e trilha sonora extremamente agradável, fez de Chrono Trigger um dos melhores jogos do Super Nintendo. O game conquistou um status lendário na plataforma, sendo considerado um título obrigatório para quem gosta do gênero RPG.

Com informações de GameRant

Nintendo Switch: vale a pena comprar o console?

Nintendo Switch: vale a pena comprar o console?

Mais do TechTudo