Navegadores

Por Filipe Garrett, para o TechTudo


ERR_CONNECTION_TIMED_OUT é um erro de conexão que pode aparecer no Google Chrome e em navegadores como Opera, Microsoft Edge e Vivaldi, além de outros que compartilham a mesma base comum com o produto do Google.

Na prática, o erro define uma situação em que o servidor de destino do site que você tenta acessar demora muito para responder, impedindo o navegador de apresentar a página de destino na sua tela. O erro pode ter várias causas diferentes e, na lista a seguir, o TechTudo dá dicas para isolar o problema e tentar resolvê-lo.

Erro pode aparecer no Chrome e nos seus derivados, como o Opera GX — Foto: Filipe Garrett/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

1. Verificar a conexão

Como diz respeito a uma demora na troca de dados entre o navegador e a rede, é possível que o problema tenha origem em uma conexão de Internet instável ou lenta, ou até mesmo congestionada por muitos usuários e dispositivos simultâneos. Se você está no Wi-Fi, pode ser interessante se deslocar para ficar mais perto do roteador ou em algum ponto em que a conexão seja melhor.

Verifique o status da sua conexão de rede e garanta sinal estável, no caso de Wi-Fi — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Se você estiver se deparando com o problema mesmo no cabo e em pontos de boa cobertura, você também pode tentar desconectar e reconectar o computador à rede. Outra medida é reiniciar o roteador da Internet.

2. Desative firewall e antivírus temporariamente

Eventualmente, o firewall e o antivírus do seu computador podem dar falsos positivos a respeito de um site legítimo, bloqueando seu acesso e impedindo você de acessá-lo. Esse tipo de ocorrência é mais raro, mas como o teste é simples, vale a pena checar, caso você confie no endereço de destino.

Você pode desativar o antivírus temporariamente para testar — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

A forma pela qual você pode desativar temporariamente o seu antivírus vai variar de produto para produto. O recomendado é que você escolha a desativação que permita reiniciar o computador para então testar e verificar se o site pode ser acessado. Em todo caso, lembre-se sempre de reativar a proteção em tempo real logo depois para não ficar exposto a malwares.

3. Limpar o cache do navegador

Seu navegador de Internet armazena dados dos sites que você visita como uma forma de agilizar a navegação. Isso significa que, em vez de buscar essas informações do zero toda vez que você abre a página, o navegador carrega esses dados na memória para abrir o site de destino mais rapidamente. Entretanto, essa estratégia pode falhar se houver algum desencontro entre os dados no cache local e uma nova versão do site.

Remover dados em cache pode resolver o problema — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Para corrigir isso, você deve excluir os dados em cache do seu navegador. Cada browser tem uma forma específica de apresentar mecanismos para isso mas, no Chrome, o caminho é: "Configurações", "Mais ferramentas" e "Limpar dados de navegação". Na tela que será exibida, certifique-se de selecionar a opção correspondente e confirme com "Limpar dados".

Veja também: Como programar um computador Windows para desligar sozinho

Como programar um computador Windows para desligar sozinho

Como programar um computador Windows para desligar sozinho

4. Limpar o cache DNS

Servidor DNS é o mecanismo responsável por traduzir a sua requisição de endereço, algo como "www.techtudo.com.br" para o endereço de IP correspondente a esse site. De forma similar ao que acontece com o cache do navegador, o DNS pode acabar retendo informações inconsistentes que, incompatíveis com os dados reais do site de destino, impedem você de acessá-lo.

Remover o cache do DNS é outra forma de tentar corrigir o problema — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Você pode eliminar o cache DNS de forma simples: basta executar o Prompt de Comando do Windows 10 como administrador e, na linha de comando, inserir: "ipconfig /flushdns" (sem as aspas).

5. Verificar o arquivo de hosts do Windows

O arquivo de hosts do Windows é um arquivo em que é possível listar e desviar endereços de rede. Basicamente, é possível mapear endereços de IP e destinos, sobrescrevendo o DNS: ele é muito usado por administradores de rede para bloquear sites específicos em redes internas, como páginas de conteúdo adulto ou redes sociais em empresas, por exemplo.

Verifique se não há nada bloqueado no arquivo de hosts do Windows — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

É possível que o endereço do site que você está tentando abrir esteja listado no arquivo de hosts, impedindo o navegador de efetivamente encontrá-lo e exibi-lo. Para verificar os conteúdos do arquivo no seu computador, é preciso realizar um processo simples.

Execute um editor de texto ou código — como o Bloco de Notas — como administrador. Em seguida, abra o documento usando o "Abrir" e navegando pelas pastas Windows/System32/drivers/etc. Se o seu arquivo estiver igual ao da imagem, não há nada bloqueado na sua conexão. Se houver informações adicionais, com endereços e IPs, então seu hosts está bloqueando ou redirecionando esses endereços.

Com informações de MiniTool e Kinsta

Resultados de pesquisas do Google mudando, como resolver? Tire dúvidas no Fórum do TechTudo.

Mais do TechTudo