Monitores

Por Filipe Garrett, para o TechTudo


Monitores 360 Hz são modelos ideais para gamers que desejam garantir vantagens competitivas em Esports. Marcas como Alienware, Acer, Asus e MSI têm produtos do tipo, mas que ainda não são vendidos no Brasil oficialmente. As telas têm um perfil que se adapta melhor nas placas top de linha da Nvidia, tecnologia G-Sync e integração com recursos para redução de latência. O TechTudo listou algumas dúvidas comuns sobre os novos displays para você ficar por dentro dos detalhes dos produtos top de linha.

MSI também disputa espaço no mercado de monitores de 360 Hz — Foto: Divulgação/MSI

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Em quais situações vai fazer diferença?

Tela de alta velocidade é importante para games, especialmente os mais competitivos — Foto: Divulgação/Asus

Monitores com atualização em 360 Hz são telas que trocam frames uma vez a cada 2,8 milissegundos (2,8 ms). Isso oferece ao usuário um display de alta velocidade ideal para reproduzir imagens rápidas e uma latência menor.

Para gamers, essa pode ser uma vantagem em partidas de FPS como Valorant e CS:GO. No entanto, displays do tipo podem não ser muito interessantes para editores de vídeo, por exemplo, que valorizam mais a resolução e fidelidade de cor do que a velocidade da tela.

Isso acontece porque você pode editar um vídeo de 360 Hz com uma tela de 60 Hz (o detalhe é que você não poderá reproduzir o material em prévia ou exportado). Para usuários casuais, a defesa de um display tão veloz é ainda mais difícil de justificar. Telas do tipo não impactam no dia a dia e um monitor de 144 Hz já deve atender às necessidades, além de ser mais barato.

Está muito acima de um monitor 144 Hz ou 240 Hz?

Alienware está entre as marcas que já oferecem telas de 360 Hz — Foto: Divulgação/Alienware

A conta é simples: um monitor de 360 Hz é 1,5 vezes mais rápido do que uma tela de 240 Hz e isso tem efeitos práticos para games, especialmente aqueles com pegada mais competitiva. Na prática, a principal diferença é a diminuição de latência, que é a medida do atraso que existe entre a ação do jogador e sua reprodução na tela.

O vídeo da Nvidia, a seguir, mostra em câmera lenta a mesma ação sendo realizada em monitores de velocidades diferentes. Veja como a oferta de mais quadros por unidade de tempo do modelo de 360 Hz garante uma imagem mais fluida, com maior resolução temporal na animação do personagem.

Mas, tirando a aplicação em Esports, monitores de 360 Hz talvez não sejam a melhor forma de dar upgrade no seu PC para curtir jogos. É incerto até que ponto o usuário vai perceber a diferença de uma tela de 144 ou 240 Hz para uma muito mais veloz.

O que o PC precisa ter para acompanhar?

Placa de vídeo e processador parrudos são essenciais para tirar o máximo de um monitor de 360 Hz — Foto: Reprodução/Nvidia

O grande fator limitador da adoção de monitores de 360 Hz é a escassez de hardware que consiga alimentar o display. O ritmo no qual seu computador entrega novos frames para o monitor é o resultado de uma equação complexa que depende tanto de processador como da placa de vídeo.

Enquanto a GPU renderiza as imagens, o processador é o elemento central na ligação com a tela e no sincronismo da entrega de cada um desses quadros. Para dar conta de rodar um jogo a 360 Hz, você vai precisar, portanto, de uma combinação poderosa de placa de vídeo de ponta e CPU de última geração, o que torna o conjunto ainda mais caro.

Sites e canais famosos de hardware no YouTube vêm produzindo alguns testes no momento sobre o assunto. Para um PC ser capaz de rodar algo como Call of Duty: Warzone, por exemplo, só é possível com placa de vídeo GeForce RTX 30, da Nvidia, e processadores de última geração de AMD e Intel.

Quais marcas e modelos aparecem no mercado atualmente?

O mercado de monitores 360 Hz ainda é recente e existem poucos modelos já disponíveis no mercado: ao todos são quatro opções das marcas Alienware, Asus, Acer e MSI. A AOC se prepara para lançar um novo modelo do tipo nos próximos meses.

Em comum, todos oferecem os 360 Hz e a compatibilidade com o G-Sync da Nvidia para garantir sincronismo entre monitor e placa de vídeo. Todas essas telas possuem resolução Full HD, 25 polegadas e tecnologias como HDMI 2.0, além das interfaces DisplayPort.

Já chegou ao Brasil?

Predator X25 é a opção de 360 Hz da Acer — Foto: Divulgação/Acer

Nenhuma das marcas comercializa oficialmente seus monitores 360 Hz no mercado brasileiro, ao menos por enquanto. Quem estiver interessado num display do tipo terá de importar e os preços podem ser elevados.

O Alienware AW2521H é a opção da marca gamer da Dell e aparece no mercado norte-americano por US$ 899 enquanto o Acer Predator X25 sai por US$ 1.099 (R$ 5.045 e R$ 6.160, respectivamente, em conversão direta).

Outra opção é o MSI Oculux NXG253R que sai por US$ 799 e o Asus PG259QN, mais barato à venda no mercado e que se encontra disponível por US$ 699 (R$ 4.478 e R$ 3.918, respectivamente, em conversão direta).

Com informações de Nvidia, The Verge (1 e 2), Premium Builds, BHPhotovideo, Lifehacker e IGN

Vai vender notebook usado? Veja dicas para evitar problemas

Vai vender notebook usado? Veja dicas para evitar problemas

Mais do TechTudo