Video game

Por Clara Fabro, para o TechTudo


O Nintendo Switch é o console mais recente da Nintendo e foi lançado internacionalmente em 2017. O modelo é sucesso de vendas e caminha para superar os números do Wii. No Brasil, o videogame chegou oficialmente no ano passado pelo preço sugerido de R$ 2.999. Atualmente, já é possível comprá-lo por cerca de R$ 2.400 na versão toda cinza e R$ 2.700 com os controles coloridos. O console se destaca em relação ao seus concorrentes por conta da versatilidade, especialmente por possuir três modos de jogo, sendo o principal deles o portátil.

Títulos famosos como The Legend of Zelda: Breath of the Wild, Super Mario Odyssey, Pokémon Let's Go e Super Smash Bros Ultimate podem ser jogados em qualquer lugar. Além disso, os games podem ser adquiridos digitalmente por meio de uma assinatura mensal. Como é comum que usuários tenham dúvidas sobre o console, o TechTudo preparou uma lista com seis fatos importantes para saber antes de investir em um Nintendo Switch.

Nintendo Switch vale a pena? Lista traz seis coisas para saber antes de comprar o console — Foto: Divulgação/Unsplash (Matthew Hamilton)

1. Preço

A chegada do console no Brasil foi anunciada no ano passado pelo preço sugerido de R$ 2.999. Atualmente, já é possível encontrá-lo por cerca de R$ 2.400 no varejo nacional. Os modelos disponíveis para venda no Brasil também incluem a versão Lite, que é mais compacta e tem preço mais acessível. Por aqui, é possível encontrar o Nintendo Switch Lite por cerca de R$ 1.700. No entanto, a versão compacta do console conta apenas com modo de jogo portátil e não é possível remover os controles Joy-Con.

Nintendo Switch chegou oficialmente ao Brasil em 18 de setembro de 2020 por R$ 2.999 — Foto: Divulgação/Nintendo

2. Modos de jogo

O Nintendo Switch é um console versátil por possuir três modos diferentes de jogo: o portátil, semiportátil e o modo TV. Para jogar no modo TV é necessário encaixar o console na base e conectá-lo na televisão por meio de um cabo HDMI. Para isso, os controles Joy-Con precisam ser desconectados do console e podem ser utilizados para jogar sozinho ou separadamente em jogos multiplayer.

Já para ativar o modo semiportátil é preciso destacar os controles da base e apoiar o console em uma superfície plana. Assim, a base com a tela se transforma em uma espécie de "mini-TV" e os controles podem ser usados em jogos multiplayer. Para voltar ao modo portátil, que é o mais usado, basta conectar os controles Joy-Con novamente.

O modo semiportátil pode ser usado para jogar com outras pessoas — Foto: Divulgação/Nintendo

3. Como comprar jogos

É possível adquirir jogos para o Switch a partir de cartões pré-pagos, por meio da loja online da Nintendo, ou por meio de uma assinatura mensal do Nintendo Switch Online. No Brasil é possível encontrar os cartões pré-pagos com jogos oficiais nos principais estabelecimentos varejistas. Jogos completos como Super Mario Odyssey, Mario Kart 8 Deluxe e Splatoon 2 podem ser encontrados por preços na faixa de R$ 400.

Além disso, também é possível assinar o Nintendo Switch Online, que dá acesso aos games do console e aos títulos clássicos de videogames antigos, como Donkey Kong Country, The Legend of Zelda: A Link to the Past e Super Mario World do Super Nintendo, além de jogos como o Super Mario Bros, Dr. Mario, Metroid e Zelda II: The Adventure of Link, para NES. A assinatura do serviço custa R$ 20 no plano individual por um mês, R$ 40 no plano individual por 3 meses e R$ 100 no plano anual.

4. Curiosidades sobre os controles

Os controles do Switch receberam o nome de Joy-Con e são eles os responsáveis pela flexibilidade dos modos de jogo. Por destacarem da base do console, é possível utilizá-los separadamente para jogos multiplayer ou conectá-los no suporte para transformar as duas partes em um joystick tradicional.

Os controles ainda possuem botões que permitem capturar a tela do console, além de sensores infravermelho que são capazes de reconhecer a presença de objetos no ambiente. Os Joy-Con também contam com a tecnologia HD Rumble, que garante uma vibração mais fiel em determinadas situações do jogo. Além disso, o tempo estimado de bateria é de aproximadamente 20 horas. É possível comprar um par extra de Joy-Con por preços a partir de R$ 480.

Os controles chamados Joy-Con têm diversas funcionalidades — Foto: Felipe Vinha/TechTudo

Já para os jogadores que preferem os joysticks mais tradicionais, uma opção que também está disponível no mercado brasileiro é o Pro Controller, um controle com visual diferente, além de tamanho e proporção maiores do que os Joy-Con. A opção pode ser encontrada por cerca de R$ 550.

Pro Controller do Nintendo Switch é uma opção para jogadores que preferem joysticks tradicionais — Foto: Divulgação/Nintendo

5. Duração da bateria

Com o modo portátil de jogo, a duração da bateria do Switch pode durar em torno de quatro a nove horas. A primeira versão do videogame tinha capacidade de bateria menor, durando cerca de três a seis horas e, por isso, o console foi substituído por uma nova versão em 2019. Não houve mudanças em nenhum outro aspecto, a única diferença é que os consoles mais recentes possuem maior duração de bateria.

Nintendo Switch ganhou versão com maior duração de bateria em 2019 — Foto: Divulgação/Nintendo

6. Variedade de acessórios disponíveis

Alguns acessórios podem enriquecer a experiência de uso do Nintendo Switch. Os consumidores interessados podem encontrar carregadores para vários controles Joy-Con por cerca de R$ 100, suporte temático para o console por R$ 130, e outros itens que prometem melhorar a usabilidade em modos de jogo semiportátil, por exemplo. Já as capas protetoras estão à venda por preços que partem de R$ 270 e podem ser uma boa opção para aumentar a durabilidade do console.

Nintendo Switch possui grande diversidade de acessórios, incluindo capaz protetoras, suportes e carregadores para Joy-Con — Foto: Divulgação/Nintendo

Com informações de Forbes, Nintendo (1/2) e Amazon (1/2/3/4/5)

Nintendo Switch: vale a pena comprar o console?

Nintendo Switch: vale a pena comprar o console?

Nota de transparência: Amazon e TechTudo mantêm uma parceria comercial. Ao clicar no link da loja, o TechTudo pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação. Os preços mencionados podem sofrer variação e a disponibilidade dos produtos está sujeita aos estoques.

Mais do TechTudo