Redes sociais

Por Marcela Franco, para o TechTudo


A divulgação dos rótulos de privacidade da Apple na App Store revelou quais dados o WhatsApp coleta de seus usuários. Entre as principais informações fornecidas, estão número de telefone, localização, uso de dados e mais. Embora o mensageiro afirme apoiar políticas de transparência, a nova função do iOS foi alvo de críticas por parte do aplicativo de mensagens. Em comunicado ao site de notícias Axios, o WhatsApp se mostrou insatisfeito com o fato das novas exigências não serem aplicadas aos apps nativos da Apple.

O mensageiro oferece a opção de baixar dados da conta antes mesmo de se envolver na polêmica. Segundo o WhatsApp, os dados recolhidos são usados para aprimorar a experiência do usuário e proporcionar um serviço de comunicação confiável em volta do mundo. Confira na lista a seguir seis coisas que o WhatsApp sabe sobre você e entenda por que algumas informações são armazenadas pelo aplicativo.

Lista traz seis coisas que o WhatsApp sabe sobre você; confira quais são essas informações — Foto: Rubens Achilles/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Número de telefone

O número de telefone é uma das principais informações que o WhatsApp coleta de seus usuários. Afinal, é por meio dele que o mensageiro envia o código de confirmação e o indivíduo tem acesso ao aplicativo de mensagem. Além disso, o dado é a principal forma de identificar o usuário no app, já que ele é usado como código de registro da conta. O ID de cada conta consiste no DDD do país e da região do usuário, seguido pelo número de telefone mais o final "@s.whatsapp.net".

O número de telefone do usuário é a forma do WhatsApp identificar o usuário — Foto: Marcela Franco/TechTudo

Localização

O WhatsApp tem acesso à localização aproximada do usuário a partir do endereço IP (usado para reconhecer os dispositivos conectados em uma mesma rede) e do código de área do país. A informação é necessária para que indivíduos possam compartilhar a localização em tempo real com seus contatos mesmo que o aplicativo esteja em segundo plano ou fechado.

O mensageiro também recolhe essa informação por questões de segurança. Ao saber a sua localização aproximada, o WhatsApp pode impedir o acesso não autorizado de terceiros a sua conta. Além disso, a localização é usada para encontrar erros e solucionar eventuais problemas do aplicativo de mensagens.

A localização do celular está entre os dados coletos pelo WhatsApp — Foto: Reprodução/Marcela Franco

Contatos

Uma vez que o usuário libera o acesso dos números de telefone salvos na agenda do celular ao WhatsApp, o aplicativo sabe quem são os contatos armazenados no smartphone. Sem a permissão, o app não exibe os nomes dos usuários nas conversas realizadas pelo mensageiro. Nesse caso, o aplicativo de mensagens mostra apenas o número de telefone dos contatos.

Além disso, as informações de contatos permitem ver atualizações de status, enviar mensagem por meio de uma lista de transmissão e criar novos grupos.

É preciso permitir que o WhatsApp acesse os recursos de contatos para o usuário enviar mensagem por meio de uma lista de transmissão e criar novos grupos. — Foto: Reprodução/Marcela Franco

Identificadores

Um dos identificadores fornecidos ao WhatsApp é o ID do usuário. O código é usado para melhorar a experiência do indivíduo em todos os serviços oferecidos pelo Facebook em um mesmo smartphone ou conta do mensageiro. Também é usado para banir aqueles que violam os Termos de Serviço do app.

Já o ID do dispositivo, como o nome indica, é responsável por identificar o celular do usuário. O código é gerado aleatoriamente. A informação tem como função impedir que um dispositivo banido pelo WhatsApp por enviar spam ou criar grupos ilegais, por exemplo, use o aplicativo por meio de outro número de telefone.

WhatsApp cria identificadores para usuários para melhorar experiência e segurança no app — Foto: Carolina Ochsendorf/TechTudo

Uso de Dados

O aplicativo de mensagens coleta informações do uso de dados com o intuito de impedir que mensagens automatizadas e em massa sejam propagadas pelo mensageiro. No geral, o WhatsApp precisa desses dados para descobrir se alguma conta está violando os Termos de Serviço do app.

Além disso, o uso de dados permite que o WhatsApp saiba quais as funções mais usadas pelo usuário a fim de melhorar a experiência do indivíduo na plataforma, além de informar sobre novos recursos do app. O mensageiro também aproveita essas informações para atingir pessoas que não usam o WhatsApp por meio de campanhas de marketing patrocinadas.

Informações de grupos

O WhatsApp tem acesso a informações como nome, foto e descrição de grupos em que o usuário faz parte com o objetivo de excluir contas que infringem a lei. O mensageiro usa essas informações para banir usuários que violam os termos do aplicativo. No entanto, é importante lembrar que as mensagens enviadas em chats e em grupos privados possuem criptografia de ponta-a-ponta, ou seja, apenas quem enviou e recebeu tem acesso ao conteúdo.

WhatsApp pode conferir nome e descrição de grupos para banir quem infringe os termos de uso — Foto: Luana Antunes/TechTudo

Com informações de WhatsApp e WABetaInfo

Qual é o melhor: WhatsApp ou Telegram? Opine no Fórum do TechTudo.

4 coisas que seus contatos do WhatsApp sabem sobre você

4 coisas que seus contatos do WhatsApp sabem sobre você

Mais do TechTudo