Video game

Por Filipe Garrett, para o TechTudo


Videogames não precisam sempre ser jogados da forma usual, com joysticks. Terminar Dark Souls usando uma guitarra de Rock Band ou acumular skills em Call of Duty: Warzone com um piano são alguns dos jeitos inusitados que players de todo o mundo encontraram para jogar. Além de funcionarem como um desafio extra, esses formatos não-convencionais podem adicionar mais diversão à jogatina. Na lista a seguir, conheça sete casos de jogadores que utilizaram controles inusitados ou adaptaram acessórios específicos para mandar bem em títulos famosos.

Jogar com joystick é a forma mais usual, mas não é a única possível — Foto: Reprodução/Murilo Molina

Quer comprar jogos, consoles e PCs com desconto? Conheça o Compare TechTudo

1. Dark Souls com a guitarra do Rock Band

Dark Souls é um game difícil e desafiador mesmo com controle, mas o jogador Benjamin Gwyn quis deixar a tarefa ainda mais complicada: para completar o gameplay, usou uma guitarra de Rock Band. Para isso, foi necessário mapear os comandos de funções do instrumento usando um app no Windows - técnica que, vale dizer, resultou em comandos um pouco restritos.

Jogador conseguiu terminar Dark Souls com uma guitarra de Rock Band — Foto: Reprodução/gbbearzly

Ao utilizar a guitarra, ele conseguiu movimentar o personagem para frente, para trás, para direita e para esquerda - ou seja, perdia o movimento direcional nos ângulos intermediários, disponível em mouses e joysticks. A restrição nos movimentos aumentou o desafio nos combates, mas ainda assim Gwyn conseguiu zerar o game usando apenas o acessório.

2. Call of Duty: Warzone com um piano

O usuário do Reddit grooviehoovie conseguiu adaptar um piano de verdade para jogar COD: Warzone. Mesmo com as dificuldades impostas pelo "controle", ele obteve certo nível de sucesso em sua empreitada e conseguiu vencer duelos no Battle Royale. O jogador mapeou os controles do game para as teclas do instrumento e usou o Kovaak 2.0, um software para treinar as habilidades em games de FPS, para ajustar a mira e ganhar maior proficiência com o método alternativo.

Jogador se adaptou às teclas do piano e consegue até emplacar sequências de kills em Warzone — Foto: Reprodução/WhoovieCOD

Há vários clipes de grooviehoovie realizando suas proezas na Internet - inclusive, alguns bem impressionantes, com sequências de kills e ataques eficientes. Além de Warzone, o jogador adapta a técnica também para partidas de Modern Warfare e Black Ops Cold War.

3. Skyrim com vegetais

O usuário Robotater do YouTube usa vegetais para jogar games populares - como batatas no caso de The Elder Scrolls: Skyrim, por exemplo. A adaptação funciona com sensores e fios que ligam os alimentos ao PC, com programas para mapear os comandos em dispositivos alternativos. Em um de seus vídeos mais populares, Robotaler mostra alguns minutos de Skyrim controlados apenas com toque e pressões nas batatas.

Jogador conseque controlar personagens de The Elder Scrolls: Skyrim com batata — Foto: Reprodução/Robotater

Cada batata corresponde a um controle específico - ou seja, é como se cada uma delas fosse um botão. Devido à popularidade de sua proeza, o autor criou até mesmo um guia (em inglês) para jogadores que quiserem testar algo parecido, usando frutas e legumes em seus jogos preferidos. Ele está disponível atualmente no Steam.

4. Dark Souls com vara de pescar de Bass Pro Shops

Se o Dark Souls com guitarra não foi impressionante o suficiente, talvez a ideia de jogar o RPG com uma vara de pescar dê conta do recado. O controle em questão funciona como adaptação de um acessório específico, criado em 2009 para Bass Pro Shops: The Strike, um game de pesca para Nintendo Wii, Xbox 360 e PC.

É possível jogar Dark Souls com uma vara de pescar — Foto: Reprodução/A Twerking Yoshi

O controle é menos restritivo que a guitarra de Rock Band porque conta com um analógico, que oferece nível de controle direcional mais variado e preciso ao jogador. No entanto, a necessidade de segurar a vara de pescar com as duas mãos para acessar os botões na hora de combater impõe um nível maior de dificuldade ao gameplay.

5. Overwatch com arco e flecha

O usuário do YouTube Rudeism usou um arco e flecha de brinquedo para controlar o arqueiro Hanzo, de Overwatch. A modificação do acessório permitiu que os movimentos de puxar e soltar do arco com uma flecha fosse interpretado pelo game como o carregar e disparar digital do personagem.

Mistura de arco e flecha de brinquedo e pad de games de dança permitiu método imersivo de controle — Foto: Reprodução/Rudeism

Rudeism, no entanto, foi ainda além: para interpretar os movimentos do personagem, ele usou um tapete de jogos de dança. Isso resultou em um sistema de controle bastante imersivo, em que, além de disparar com o arco e flecha, era necessário também se movimentar para mover o personagem.

6. Super Mario 3D World com pads de dança

Os tapetes de jogos de dança foram novamente utilizados como joysticks. Dessa vez, o youtuber PeekingBoo adaptou os pads do fliperama Dance, Dance Revolution como controle especificamente para Super Mario 3D World. No entanto, em seu canal, é possível encontrar registros do uso dos pads em outros títulos.

Jogador precisou de dois pads para dar conta de todos os controles disponíveis no jogo — Foto: Reprodução/PeekingBoo

Além de ser fisicamente mais intenso do que jogar Mario com um controle comum, o método de PeekingBoo exige o uso de dois pads simultaneamente. São necessárias muita coordenação e memória muscular para saber exatamente qual dos botões acionar no momento certo, para realizar pulos e ataques precisos.

7. Super Mario World com uma flauta no nariz

Talvez o mais inusitado (e difícil) da lista, o sistema, criado pelo usuário Wakou da rede social japonesa NicoNico, chama atenção porque o usuário precisa assoar o nariz em uma flauta para jogar Super Mario World. Foi preciso eliminar completamente os controles físicos, além de adaptar gravadores e uma flauta para controlar Mario com o som produzido pelo nariz.

Wakou adaptou Super Mario World para ser jogado com uma flauta — Foto: Reprodução/CoreSublimeBetis

Para isso, ele usou um software chamado Audio Pad, que traduz diferentes sons em controles. Para dificultar ainda mais as coisas, Wakou – que poderia ter tocado a flauta normalmente com a boca – decidiu usar o nariz, o que permitiu criar uma sonoridade inusitada e com resultados surpreendentes no jogo.

Com informações de Polygon, GamesRadar, Eurogamer, Kotaku e Listverse

5 jogos com os melhores gráficos do PS4 e Xbox One

5 jogos com os melhores gráficos do PS4 e Xbox One

Mais do TechTudo