Por Clara Fabro, para o TechTudo


A Google Play Store é a loja oficial de aplicativos do Android. O sistema operacional é a plataforma mais utilizada em celulares de todo o mundo e somou mais de 2,8 bilhões de usuários ativos em 2020. No mesmo ano, a loja de apps do Google obteve mais de 108 bilhões de downloads em seus mais de 2,9 milhões de apps disponíveis. Na lista a seguir, confira as principais curiosidades da Google Play Store.

Google Play Store: lista traz seis curiosidades sobre a loja de aplicativos do Android — Foto: Rodrigo Fernandes/TechTudo

1. Tem a maioria dos downloads feitos no mundo

O Android é o sistema operacional mais popular do mundo, com mais de 2,5 bilhões de usuários ativos em mais de 160 países. Segundo dados da companhia Business of Apps, considerando o primeiro trimestre de 2021, o sistema operacional do Google está presente em cerca de 71% de todos os smartphones do globo. Esse número, no entanto, não é de se espantar, já que grandes empresas, como Samsung, Motorola, LG e Xiaomi, utilizam o sistema em seus dispositivos. Além disso, até o ano passado, os aplicativos da Play Store já tinham sido baixados mais de 108 bilhões de vezes.

2. Apesar disso, gera pouco mais da metade dos lucros da App Store

Segundo dados do site de consultoria digital SensorTower, no ano passado, o lucro gerado tanto pela App Store quanto pela Google Play Store ultrapassou US$ 100 bilhões, entre os meses de janeiro e dezembro. No entanto, desse total, cerca de US$ 69 bilhões pertenceram à App Store, e pouco mais de US$ 37 bilhões à Google Play Store.

Esse dado é curioso, já que a loja do Android é a mais utilizada em todo o mundo, somando, apenas em 2020, mais de 2,8 bilhões de usuários ativos. No entanto, o motivo porque o lucro maior pertence à Apple tem a ver com o fato do sistema operacional da maçã ser o mais utilizado em países de maior renda, como Japão e Estados Unidos. Por isso, seus usuários gastam mais em seus aplicativos.

Apesar de ser o sistema operacional mais utilizado no mundo, lucro do Android é menor que o da Apple — Foto: Tainah Tavares/TechTudo

3. É usada por cerca de 80% dos brasileiros

No Brasil, o Android é de longe o sistema operacional mais utilizado. Cerca de 85% da população que tem smartphone no país utiliza o sistema da Google. Além do Brasil, países como Índia, Indonésia, Turquia e Vietnã também alcançam este percentual, garantindo mais de 85% de usuários do Android. Enquanto isso, no Japão, Estados Unidos e Reino Unido, o iOS é o sistema mais utilizado.

4. Tem apps que custam mais de R$ 1 mil reais

Há uma série de aplicativos pagos disponíveis para download na Google Play Store. Entre jogos e apps com funcionalidades diversas, o limite máximo permitido para a precificação de um app é de US$ 400 (cerca de R$ 2,1 mil, considerando o câmbio do dia). Por incrível que pareça, existem apps por esse preço na loja do Android, e alguns deles não têm funcionalidade alguma além de decorar a tela do celular.

Google Play Store tem apps que chegam a custar mais de R$ 2 mil — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Um deles, o Abu Moo Collection, por exemplo, custa o preço máximo permitido pela Play Store, e sua única função é decorar a tela inicial do smartphone com widgets que simulam pedras preciosas. Em contrapartida, também existem apps com funcionalidades interessantes e que podem ajudar estudantes de medicina em técnicas de cirurgia, como o app Zollinger’s Atlas of Surgery e o Bonney’s Gyn. Surgery, por exemplo, que custam US$ 249,99 (cerca de R$ 1.320, em conversão direta) e US$ 180 (aproximadamente R$ 950), respectivamente.

5. Chegou a quase 3 milhões de apps disponíveis

Em 2020, a loja do Android alcançou o número de mais de 2,9 milhões de aplicativos disponíveis para download. O número total de vezes em que estes apps foram baixados é ainda mais surpreendente: até o final do ano passado, foram mais de 108 bilhões de downloads só na Google Play Store. A título de comparação, em 2012, ano de lançamento da Google Play Store, havia pouco mais de 450 mil apps disponíveis para download.

6. Começou como Android Market

Google Play Store oferece apps, jogos, livros, filmes e livros de forma integrada — Foto: Raquel Freire/TechTudo

Antes da Google Play Store, a loja do Android era conhecida como Android Market. Por lá, era possível encontrar aplicativos, jogos e filmes. Se você quisesse baixar um livro digital, por exemplo, deveria recorrer ao Google eBookstore e, caso quisesse baixar uma música no smartphone, deveria procurá-la no Google Music. O cenário era assim lá em 2008, tempo em que as lojas eram separadas.

Em 2012, a loja do Android foi redesenhada e, de lá para cá, ficou conhecida como Google Play Store. Hoje, com a união das plataformas, é possível encontrar apps, jogos, filmes e livros em um único lugar, o que simplifica a busca por conteúdos no Android.

Com informações de SensorTower, Business of Apps (1 e 2), Android Authority e Ranked

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

NOVO ANDROID 12 - CONHEÇA AS NOVIDADES!

NOVO ANDROID 12 - CONHEÇA AS NOVIDADES!

Mais do TechTudo