E-mail
Publicidade

Por Filipe Garrett, para o TechTudo


Usar o e-mail da empresa para comunicação pessoal é uma atitude comum entre muitos profissionais no dia a dia. No entanto, o que parece algo simples pode gerar problemas maiores, tanto na má organização de e-mails importantes e perda de acesso à conta — em casos de desligamento da empresa — quanto contribuindo com cibercriminosos que utilizam os endereços para realizar ataques virtuais como phishing.

Essa ação também pode comprometer a segurança de empresa, uma vez que crimes cibernéticos podem ser realizados por meio do vazamento de informações importantes sobre a organização. Confira, a seguir, uma lista com cinco motivos para não usar e-mail do trabalho para fins pessoais.

Cinco motivos para não usar e-mail do trabalho para fins pessoais: saiba mais sobre o assunto — Foto: Pond5

Como proteger minha conta de email de invasões? Participe no Fórum do TechTudo

1. Pode acarretar em problemas

Utilize e-mails corporativos para fins de trabalho e evite possíveis problemas — Foto: Marvin Costa/TechTudo

E-mails cedidos por empresas a seus funcionários são ferramentas de trabalho e, em muitos casos, podem até ser configurados com o nome da organização — razão que, sozinha, recomenda bastante cuidado no uso: um comentário que você escreva em sites de notícias ou uma postagem em fóruns na Internet podem refletir negativamente na imagem do empregador, por exemplo.

É bom lembrar que muitas empresas contam com infraestrutura de monitoramento do uso de suas ferramentas de comunicação, como mapeamento dos sites que acessados e conteúdos de mensagens ligadas ao e-mail.

O uso de endereços corporativos cedidos pela empresa para troca de mensagens de cunho pessoal, ou de conteúdo impróprio, pode até render demissão por justa causa. No Brasil, existem precedentes de episódios em que a empresa demitiu funcionários que usaram e-mails corporativos para envio de mensagens pessoais, ação que foi considerada legítima na Justiça do Trabalho.

2. Facilita o spear-phishing

Ataques de pishing podem ser intensificados ao utilizar e-mails corporativos para fins pessoais — Foto: Pond5

Spear-phishing são ataques do tipo phishing em que criminosos têm um alvo definido. Como o e-mail da empresa é de fácil identificação, eles podem usar o endereço corporativo como um bom indicativo para usar informações pessoais e elaborar um ataque mais direcionado, com maior chance de sucesso.

A utilização do e-mail para fazer registros em lojas virtuais ou redes sociais também pode trazer problemas em casos de vazamentos de dados, em que os criminosos deduzem que a chance de confiabilidade em uma mensagem falsa de notificação desse site ou rede social é grande.

3. Perda de acesso à conta

Além do bom senso e de políticas de segurança, há outro ponto: se você usa o e-mail da empresa para assuntos pessoais, caso você saia da empresa, será difícil ter acesso às informações armazenadas na sua caixa de entrada.

Eventuais contas que você tenha registrado com o e-mail corporativo também serão difíceis de recuperar, uma vez que você não terá mais acesso ao endereço para redefinir senhas, ou mesmo realizar operações que dependam de autenticação de dois fatores por meio do e-mail.

4. Mais phishing em massa e malware

E-mails de trabalho recebem grande volume de spam em vazamento de dados — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Caso você utilize o endereço para fazer cadastros em lojas ou serviços de streaming, por exemplo, seus dados podem ser coletados e divulgados por hackers em casos de vazamentos. Sendo assim, seu endereço corporativo torna-se público e você irá receber um grande volume de spam.

Dependendo do nível de desenvolvimento e segurança da tecnologia usada pela sua empresa no que diz respeito à filtragem de spam, o aumento no número de mensagens pode fazer com que você deixe de receber uma comunicação oficial importante, o que pode comprometer o seu desempenho profissional.

5. Controle de e-mails importantes

Organização e bom rendimento são pontos positivos para evitar utilizar assuntos pessoais em e-mails corporativos — Foto: Pond5

Outra boa razão para separar as coisas e não comprometer o endereço da empresa é a organização da sua rotina. Se você começar a receber diversos recados — pessoais e profissionais — na mesma caixa de entrada, poderá começar a encontrar dificuldade no processo de filtragem de conteúdos necessários para trabalho.

O e-mail da empresa é um instrumento de trabalho utilizado para aumentar a sua produtividade. Ao relacionar sua vida privada com a rotina da sua atividade profissional, você pode reduzir a sua eficiência a níveis que podem incomodar seus superiores e prejudicar a sua carreira.

Veja também: cinco dicas para usar o WhatsApp com segurança

WhatsApp: cinco dicas para usar o app com segurança

WhatsApp: cinco dicas para usar o app com segurança

Mais do TechTudo