Por Lucas Santos, para o TechTudo


Comprar pela internet requer a atenção dos consumidores para não cair em golpes de sites falsos. O consumo de produtos em lojas online tem se tornado um hábito cada vez mais comum, seja pela praticidade de comprar sem sair de casa ou mesmo pelas promoções com preços mais baixos oferecidas pelos vendedores.

No entanto, é importante estar atento a algumas informações contidas nos sites. Pensando nisso, o TechTudo preparou uma lista com nove dicas para comprar online sem correr riscos. Dentre elas, estão ações mais oficiais, como a checagem em cadastros no Procon e no site da Receita Federal, ou indicações menos comuns, como selos de segurança e domínios confiáveis.

É necessário ter atenção na hora de comprar pela internet para não cair em golpes de lojas falsas — Foto: Getty Images/Thomas Imo

Como montar uma loja virtual de roupas? Dê sua opinião no Fórum do TechTudo

1. Consulte o CNPJ na Receita Federal

Com o número do CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica) da loja online em mãos, o usuário consegue acessar algumas informações sobre a empresa pelo site da Receita Federal. Esta é uma das opções que permite tomar conhecimento sobre a autenticidade de uma empresa e tudo pode ser feito de forma online no site do órgão federal.

Para realizar a consulta, acesse o site da Receita Federal (www.gov.br/receitafederal/pt-br). Em seguida, clique no menu a esquerda e selecione "Serviços" e depois "Cadastros". Feito isso, clique em "Pessoa Jurídica" e espere carregar uma nova página. Aperte a opção "Consultar CNPJ" e depois "Iniciar". Com isso, basta informar o número do CNPJ responsável e esperar as informações aparecerem na tela.

Página de consultas de CNPJ no site da Receita Federal — Foto: Reprodução/Receita Federal

2. Verifique a lista do Procon

O Procon é o órgão de defesa do consumidor responsável por garantir que as compras de produtos sejam feitas com segurança, livres de abusos e fraudes, além de repassar informações e orientações a empresários e consumidores. Algumas sedes do órgão auxiliam os compradores indicando sites que devem ser evitados na hora das compras.

As listas de sites que não são recomendados podem aparecer com mais frequência durante a Black Friday, período em que as compras pela internet tendem a aumentar. O Procon-SP, por sua vez, disponibiliza em seu portal online uma lista fixa de sites que devem ser evitados. A dica, neste caso, é acessar o endereço virtual do órgão referente a região onde mora, ou da localidade da loja em que pretende comprar. Caso não haja lista, as divulgadas por outros estados também podem servir como base.

No site do Procon-SP é possível encontrar uma lista de sites que devem ser evitados na hora das compras — Foto: Reprodução/Procon

3. Busque a reputação no "Reclame Aqui"

No site Reclame Aqui é possível encontrar reclamações contra empresas feitas por consumidores que tiveram experiências ruins durante as compras. Por lá, é possível ler as principais queixas dos clientes e a tratativa da loja sobre o assunto. Com base na experiência dos usuários, a loja recebe uma classificação de sua reputação. Quanto mais baixa for a nota, menos confiável é o estabelecimento.

No Reclame Aqui é possível ter acesso as principais reclamações e reputação de lojas online — Foto: Reprodução/Reclame Aqui

4. Confira o link e o domínio

É importante ter atenção ao link do site e também ao domínio utilizado, principalmente em caso de receber a URL via e-mail, redes sociais ou aplicativos de mensagens. Alguns golpes tentam utilizar links com nome de sites conhecidos pelos consumidores, mas com pequenas modificações para redirecionar para páginas que não são autênticas.

Além de conferir se o nome do link está totalmente correto, outro detalhe que deve ganhar atenção é o domínio. Os endereços eletrônicos que terminados com “.br” “.edu” e “.org” tendem a ter mais credibilidade do que os que estão registrados como “.biz” e “.net”, por exemplo.

O link em destaque apresenta a configuração correta e indica para uma loja online autêntica — Foto: Reprodução/Amazon

5. Utilize o site "Posso Confiar"

O site Posso Confiar é uma plataforma digital que permite aos usuários conferir a autenticidade de um site e também ter a certeza de que ele é confiável. A plataforma possui um banco de dados que pode ser utilizado para descobrir se um site é phishing, por exemplo.

Para averiguar a veracidade de uma loja online pelo Posso Confiar, acesse o site (possoconfiar.com.br) e insira a URL da página que deseja analisar no campo "Cole o link aqui para verificar". Feito isso, a plataforma iniciará a análise e informará o resultado em poucos segundos. É possível receber três tipos de respostas após a conclusão: a confirmação da autenticidade do site; a indicação de que a página é fraudulenta; ou resultado incerto.

Site evita que o consumidor caia em golpes cibernéticos — Foto: Reprodução/TechTudo

6. Confira as formas de pagamento oferecidas

O comércio online costuma oferecer para os clientes diversas opções de formas de pagamentos. Em linhas gerais, as possibilidades mais comuns oferecidas por lojas autênticas são: cartão de crédito ou débito, boleto e Pix, que é o meio eletrônico de pagamento instantâneo mais recente do mercado.

As lojas online fraudulentas tendem a oferecer um número limitado de possibilidades para pagar. Com isso, os consumidores precisam estar atentos na hora de confirmar o pagamento para não cair e golpes.

As lojas fraudulentas na internet oferecem poucas formas de pagamentos para os clientes — Foto: Divulgação/Unsplash

7. Veja os comentários de quem já comprou

Ter como base para as compras a experiência de outros clientes pode ser um caminho seguro para adquirir produtos em lojas online que não são tão conhecidas. Os sites de e-commerce que reúnem diversos vendedores são os que requerem uma atenção especial, pois o mesmo produto desejado pode ser vendido por fornecedores mais ou menos confiáveis.

Para acessar os comentários de outro clientes, geralmente, basta olhar as avaliações de um determinado item. Com isso, é possível saber a qualidade, se é original e se o vendedor é autêntico e realizou a venda dentro de todos os trâmites legais.

Os comentários de outros clientes podem reunir informações importantes sobre o vendedor — Foto: Divulgação/Unsplash

8. Desconfie de preços muito abaixo do normal

Apesar de muitas lojas na internet oferecerem promoções de produtos com preços variados, é importante desconfiar dos valores que estão muito abaixo do normal. Por isso, os consumidores devem sempre comparar os preços com outras lojas que já são conhecidas por sua autenticidade.

As lojas fraudulentas tentam atrair os clientes oferecendo produtos muito baratos, bem abaixo do preço de mercado. Esta prática, no entanto, coloca o consumidor em risco duplo, pois o artigo adquirido pode não ser entregue e os dados pessoais da compra podem ser repassados a golpistas.

É importante comparar o preço de produtos em diversos lojas para não cair em golpes de valores abaixo do mercado — Foto: Tainah Tavares/TechTudo

9. Observe as informações presentes na página

As lojas online reúnem informações importantes em seus sites que garantem sua autenticidade para uma compra segura. Geralmente, no fim na página, há selos que garantem a segurança na transação. Os consumidores devem procurar outras informações importantes como o endereço físico da loja, telefone para contato e também é interessante ler as políticas e regras do site.

As redes sociais também são aliadas para obter informações que podem dar credibilidade a uma loja online. É comum encontrar nos sites links diretos para as páginas das lojas nas mídias sociais. Com isso, é importante ver o número de seguidores e também os comentários nas publicações feitas.

É importante verificar no site da loja se há selos de compra segura e links para redes sociais — Foto: Rubens Achilles/TechTudo

Cinco acessórios para casa inteligente

Cinco acessórios para casa inteligente

Mais do TechTudo