Campeonatos
Publicidade

Por Marciel Agostini, para o TechTudo


Dota 2 é o jogo competitivo que mais gerou rendimentos com premiações até o momento em 2021, segundo levantamento do site Esports Earnings. O game da Valve distribuiu mais de US$ 47 milhões no ano, o que equivale a R$ 265 milhões com a cotação atual. Grande parte do valor vem do The International, disputado neste mês, que sozinho premiou US$ 40 milhões (em torno de R$ 226 milhões). Além dele, Counter Strike: Global Offensive (CS:GO), Arena of Valor e League of Legends também compõem a lista.

Já entre os jogadores brasileiros que mais lucraram com premiações, o quinteto da Nip de Rainbow Six Siege marca presença. Gustavo “Psycho” Rigal, Murilo “Muzi” Muzi, Gabriel “pino” Fernandes, João “Kamikaze” Gomes e Júlio “julio” Giacomelli, campeões do Six Invitational 2021, conquistaram um montante de U$S 202 mil cada, cerca de R$ 1,1 milhão. Confira, a seguir, uma lista dos 10 jogos competitivos que mais renderem premiações em dinheiro em 2021.

The International 2021, mundial de Dota 2, bateu recorde de premiação com U$S 40 milhões — Foto: Divulgação/The International

10 – Valorant

Valorant aparece na 10ª colocação da lista com U$S 4,6 milhões (quase R$ 26 milhões na cotação atual) distribuídos em premiação de 172 campeonatos. Entre os jogadores que mais lucraram com o game, está o quinteto da Sentinels que venceu o Valorant Champions Tour 2021 de Reykjavik em maio e levaram para casa cerca de US$ 200 mil (cerca de R$ 1,1 milhão). São eles: Jared “zombs” Gitlin (U$ 89,1 mil), Michael “dapr” Gulino (U$ 88,5 mil), Hunter “SicK” Mims (U$ 88,5 mil), Shazeb “ShahZaM” Khan (U$ 88,5 mil) e Tyson “TenZ” Ngo (U$ 82,3 mil).

Jogadores da equipe Sentinels lideram a lista dos que mais arrecadaram com premiações no ano — Foto: Divulgação/Riot

Desde o lançamento de Valorant, os Estados Unidos lideram a lista com 670 players que ganharam um total de US$ 1,7 milhão, seguidos da Coreia do Sul, com 133 jogadores e um valor de US$ 651 mil, e do Canadá, com 113 atletas e US$ 596 mil acumulados em premiações. O Brasil aparece no sexto lugar da lista com 217 jogadores que ganharam US$ 395 mil durante o ano, cerca de R$ 2 milhões na cotação atual.

Apesar de novo no cenário, o FPS da Riot Games vem agradando o público gamer competitivo pela sua dinâmica de partidas, mesclada às variações garantidas em cada duelo a partir da escolha dos heróis dentro do jogo. Além disso, a organização de competições da Riot é um ponto favorável ao game.

9 – League of Legends

Outro jogo da Riot na lista, League of Legends ocupa a nona colocação com um total de US$ 4,9 milhões (em torno de R$ 27 milhões) distribuídos em 62 campeonatos em 2021. Os jogadores que mais acumulam premiações em dinheiro são os sul-coreanos da DAMWON Gaming: Heo “ShowMaker” Su, Kim “Khan” Dong Ha, Kim “Canyon” Geon Bu, Cho “BeryL” Geon Heen e Jang “Ghost” Yong Jun com US$ 81,3 mil cada, que representa R$ 459 mil.

Jogadores da DAMWON Gaming acumularam até o momento U$ 81,3 mil em premiações cada — Foto: Divulgação/Twitter DAWMON Gaming

Entre as competições do ano que mais pagaram, destaque para as edições de Verão e Primavera da LoL Pro League da China, que pagaram US$ 650 mil e US$ 644 mil, respectivamente. No entanto, o Mundial de LOL 2021 está em curso e terá premiação total de US$ 2,225 milhões.

Entre países que mais faturaram com o game, a Coreia do Sul lidera a lista com 747 jogadores que receberam um montante de US$ 28,9 milhões, seguida por China com 480 atletas e US$ 15,5 milhões, e Taiwan, com 200 players e US$ 4,8 milhões. O Brasil aparece na 13ª colocação com 278 jogadores que ganharam US$ 1,2 milhão, o que equivale a R$ 6,78 milhões.

Sucesso em diversas partes do mundo, incluindo o Brasil, o MOBA da Riot Games tem na sua desenvolvedora o ponto forte para fomentar o cenário competitivo. Com a estratégia de criar um cenário sustentável, a próprio Riot comanda o calendário anual, mesclando com um game atrativo e de fácil acesso.

8 – Rainbow Six Siege

Sucesso no cenário competitivo no Brasil, Rainbow Six Siege aparece na oitava colocação dos games com maior rendimento no ano. Até o momento, foram distribuídos US$ 5 milhões (cerca de R$ 28 milhões) em 32 campeonatos e os 15 jogadores que mais acumularam valores com premiações são brasileiros. Entre eles, estão o quinteto da Ninjas in Pyjamas que conquistou o Six Invitational 2021: Gustavo “Psycho” Rigal, Murilo “Muzi” Muzi, Gabriel “pino” Fernandes, João “Kamikaze” Gomes e Júlio “julio” Giacomelli, que somam um total de US$ 202 mil em premiações em 2021 (o equivalente a cerca de R$ 1 milhão).

Brasileiros da NiP foram os que mais ganharam em premiações no ano — Foto: Divulgação/Ubisoft

O Six Invitational também é a principal competição do game quando o assunto é premiação em dinheiro. As edições de 2021, 2020 e 2019 distribuíram US$ 3 milhões cada. Na história, entre os países com maior representatividade e rendimentos, o Brasil lidera com 168 jogadores que acumularam US$ 4,5 milhões em premiações, seguido dos Estados Unidos, com 272 players gerando um montante de US$ 4 milhões, e da França, com 173 atletas acumulando US$ 1,4 milhão.

Rainbow Six Siege entrou nas graças do cenário competitivo por conta de suas partidas dinâmicas e divertidas, com operadores com diferentes raças, vantagens, bombas e dispositivos. O game da Ubisoft tem feito bastante sucesso em competições e com streamers.

7 – Call of Duty: Black Ops Cold War

Lançado em 2020, Call of Duty: Black Ops Cold War repetiu o sucesso da franquia em seu modo multiplayer e também no cenário competitivo. Durante 2021, US$ 5,7 milhões (cerca de R$32 milhões) foram distribuídos em 47 competições. Os jogadores da Atlanta FaZe, equipe norte-americana campeã da Call of Duty League Championship 2021, Alec “Arcitys” Sanderson, Tyler “aBeZy” Pharris, Christopher “Simp” Lehr e McArthur “Cellium” Jovel, lideram a lista dos que mais acumularam valores em premiações, com U$ 482 mil cada, o que representa em torno de R$ 2,7 milhões.

Com o título da Call of Duty League Championship 2021, jogadores da Atlanta FaZe arrecadaram U$ 482 mil cada — Foto: Divulgação/Atlanta FaZe

A Call of Duty League Championship 2021 lidera também a lista das competições com maior premiação no ano, com US$ 2,5 milhões. Na história, entre os países com maior representatividade e rendimentos, os Estados Unidos lideram com 130 jogadores que acumularam US$ 3,8 milhões em premiações, seguido do Reino Unido, com 56 players e uma premiação de US$ 1,1 milhão, e do Canadá, com 14 atletas acumulando US$ 344 mil.

Continuando com o sucesso da série CoD, Black Ops Cold War manteve os tradicionais modos de jogo que agradam a comunidade e geram grande interesse para o modo competitivo. O modelo de franquias adotado no campeonato mundial também foi o grande diferencial do game para atrair jogadores e uma boa premiação.

6 – PUBG Mobile

Versão para celular do grande sucesso dos computadores, PUBG Mobile distribuiu US$ 6,1 milhões (em torno de R$ 34 milhões) em apenas 10 competições em 2021. A Ásia dominou o ranking dos jogadores com maior premiação no ano. O quinteto da Nova eSports, campeão do PUBG Mobile Global Championship 2021, formado pelos chineses Ceng “Order” Zehai, Zhu “paraboy” Bojun, Zeng “coolboy” Ronghua e pelos taiwaneses Xu “Jimmy” Yinjun e Lin “King” Yien, lidera a lista de pro players mais bem pagos, com Order acumulando US$ 244,5 mil e os demais US$ 213,2 mil.

Quinteto da Nova eSports após o título do mundial de PUBG Mobile — Foto: Divlugação/Nova eSports

O PUBG Mobile Global Championship 2021 também foi a competição do ano que mais distribuiu prêmios em dinheiro, com um total de US$ 1,2 milhão. No acumulado entre os países com maior representatividade e rendimentos, a China lidera com 113 jogadores que acumularam US$ 7,4 milhões em premiações, seguida da Tailândia, com 84 players e um valor de US$ 1,1 milhão, e da Indonésia, com 129 atletas acumulando U$ 932 mil. O Brasil aparece na nona colocação com 66 jogadores que receberam US$ 256 mil em prêmios (cerca de R$ 1,4 milhão).

Um dos primeiros games de destaque do gênero Battle Royale, PUBG Mobile foi lançado em 2018. Contando com um sistema de jogo fluído em celulares, o game agrada diversos fãs ao redor do planeta, ajudando bastante no sucesso do seu modo competitivo.

5 – Fortnite

Fortnite aparece na quinta colocação dos jogos de maior rendimento no ano com US$ 6,7 milhões em prêmios em 37 campeonatos, o que equivale a cerca de R$ 37 milhões. Entre os jogadores que mais faturaram em premiações em 2021, o esloveno Tai “TaySon” Starcic, representante da Falcon Esports, aparece no topo da lista com US$ 216 mil. O dinamarquês Thomas “Th0masHD” Davidsen, com US$ 140,2 mil, e o alemão “Razon Ay”, com US$ 140 mil, completam o top 3.

TaySon arrecadou até o momento U$ 216 mil em premiações no Fortnite — Foto: Divulgação/Falcon Esports

Entre as competições com maiores premiações, o destaque é da Fortnite Champion Series – Capítulo 2 das temporadas 5 e 6 da Europa, com US$ 1,3 milhão cada. Ao longo dos anos, os Estados Unidos lideram os países com maior representatividade. São mais de dois mil jogadores que acumularam US$ 35,7 milhões em premiações. Depois, vem a França, com 546 players gerando um montante de US$ 6,6 milhões, e o Reino Unido, com 302 atletas reunindo US$ 4,8 milhões.

Sucesso desde o seu lançamento, o jogo da Epic Games reúne elementos de cultura pop com diversão e competição de um Battle Royale. Gratuito para jogar e com lançamentos de temporadas, além de atualizações constantes, Fortnite continua reunindo e agradando gamers mundo a fora.

4 – PUBG

Primeiro Battle Royale de grande sucesso, PUBG aparece na quarta colocação dos jogos que deram maior rendimento em 2021. Até o momento foram US$ 7,9 milhões em 10 torneios, o que equivale em torno de R$ 44 milhões. Entre os jogadores, o quarteto da Susquehanna Soniqs, campeão do PUBG Global Invitational 2021, foi o que mais faturou com o game no ano. O australiano James “TGLTN” Giezen lidera com um total de US$ 356 mil conquistados em premiações, enquanto seus companheiros de equipe, os americanos Hunter “hwinn” Winn, Tristan “Shrimzy” Nowicky e Austin “M1ME” Scherff, arrecadaram US$ 349,2 mil cada.

Quinteto da Susquehanna Soniqs, campeão do PUBG Global Invitational 2021 — Foto: Divulgação/Susquehanna Soniqs

O PUBG Global Invitational 2021 é o grande torneio do ano no quesito premiação, com um total de US$ 7 milhões. Na história, entre os países com maior representatividade e rendimentos, a Coreia do Sul lidera com 358 jogadores que acumularam US$ 7,6 milhões em premiações, seguida da China, com 465 players que ganharam US$ 6,3 milhões, e dos Estados Unidos, com 352 atletas e um total de US$ 4,4 milhões.

PUBG foi o precursor no estilo Battle Royale. Mesclando um mapa de dimensões diferentes e batalhas com 100 jogadores, o game faz bastante sucesso desde o seu lançamento. Além da versão principal, o jogo também recebeu spin offs em aparelhos mobiles, como o PUBG Mobile, citado acima.

3 – Arena of Valor

Outro jogo mobile na lista dos mais rentáveis, Arena of Valor distribuiu em 2021 um total de US$ 11,5 milhões em apenas cinco torneios, se destacando como o de maior rendimento proporcional da lista. O valor equivale a quase R$ 65 milhões. Os jogadores da equipe chinesa Wolves receberam os maiores prêmios pelo Honor of Kings World Champion Cup 2021, o campeonato mundial do game. Li “XiaoPang” Daheng levou US$ 685 mil, enquanto Peng “Fly” Yunfei, Zhong “1dao” Letian, Fan “fanfan” Yang e Youqi “XaingYu” Cai saíram com U$ 649,1 mil cada.

Chineses da Qiao Gu Reapers conquistaram o Honor of Kings World Champion Cup 2021 em agosto — Foto: Reprodução/YouTube Honor of Kings World Champion Cup 2021

O Honor of Kings World Champion Cup 2021 foi a maior competição do game de 2021 e distribuiu US$ 7,7 milhões em premiações, seguido do campeonato chinês King Pro League Spring 2021, com US$ 2,4 milhões. A China é o país com maior rendimento acumulado na história: 228 jogadores acumularam US$ 22,6 milhões em premiações. A Thailândia fica no segundo lugar com 120 players e US$ 2,7 milhões, enquanto Taiwan sai em terceiro, com 71 atletas e US$ 1,8 milhões.

Arena of Valor é uma adaptação do game online Honor of Kings e que está disponível para Android, iOS e Nintendo Switch de graça. Em 2020, o jogo superou a marca de 10 milhões de downloads na Play Store.

2 – Counter Strike: Global Offensive

Counter-Strike é considerado por muitos como o percursor dos esports. O último lançamento da franquia, Global Offensive, aparece na segunda colocação da lista dos jogos que mais distribuíram premiações em dinheiro no ano, com US$ 14,6 milhões em 366 torneios, cerca de R$ 82 milhões.

Liderada por s1mple, NaVi vem conquistando inúmeros títulos no CS:GO em 2021 — Foto: Divulgação/ESL

Acumulando títulos em 2021, o quinteto da NaVi aparece no topo dos pro players que mais lucraram com premiações. Alexander “s1mple” Kostylev, Valeriy “B1t” Vakhovskiy, Denis “electroNic” Sharipov, Kiril “Boombl4” Mikhailov e Ilya “Perfecto” Zalutskiy ganharam US$ 484,7 mil cada. Gabriel “FalleN” Toledo é o primeiro brasileiro da lista na 52ª posição, com US$ 52 mil (cerca de R$ 293 mil) conquistados.

No cenário competitivo ao longo dos anos, os países que mais lucraram com premiações são Dinamarca, com US$ 17,3 milhões e 505 jogadores, Estados Unidos, com US$ 12,4 milhões entre 2.200 players, e a Suécia, com U$ 11,2 milhões entre 889 atletas. O Brasil aparece na quarta colocação, com US$ 9,7 milhões recebidos (em torno de R$ 54 milhões na cotação atual) e 681 jogadores.

Colocando a franquia de volta ao cenário competitivo após a versão 1.6, CS:GO é o jogo que mais recebeu competições no ano, de acordo com o monitoramento da Esports Earning. Com 366 torneios em 2021, 2.841 jogadores receberam premiação em dinheiro. Atualmente, CS:GO é o carro chefe dos esports mundo a fora.

1 – Dota 2

No topo da lista está o Dota 2, que distribuiu US$ 47 milhões em 62 competições. O grande destaque entre os torneios é o The International que, sozinho, distribuiu US$ 40 milhões. Com o título do mundial de Dota 2, os jogadores da Team Spirit lideram a lista dos pro players que mais ganharam dinheiro com premiações em 2021. Miroslav “Mira” Kolpakov, Yaroslav “Miposhka” Naydenov, Alexander “TORONTOTOKYO” Khertek, Magomed “CoLLapse” Halilov e Illya “Yatoro” Mulyarchuk arrecadaram US$ 3,6 milhões cada (em torno de R$ 20 milhões).

Team Spirit conquistou o título do The International 2021, que distribuiu U$ 40 milhões em premiações — Foto: Divulgação/The International

Desde o seu lançamento, em 2013, a China é o país que mais acumulou dinheiro com premiações. São US$ 75 milhões e 589 jogadores. Seguindo o país asiático, a Rússia garantiu US$ 24 milhões com seus 515 players, já a Finlândia conquistou US$ 16,8 milhões entre 82 atletas.

Desenvolvido pela Valve, Dota 2 é uma sequência autônoma do mapa personalizado de WarCraft III Defense of the Ancients: All Stars. The International, o campeonato mundial, é o mais diferenciado do cenário competitivo. Com a colaboração dos próprios jogadores através de um financiamento coletivo, os valores de premiações quebram recordes a cada ano, se confirmando como o campeonato e, consequentemente, o jogo de maior rendimento do cenário.

Cenário competitivo brasileiro

Brasileiros do time da NiP, de Rainbow Six Siege, foram os que mais acumularam valores em premiações no ano — Foto: Divulgação/NiP

No Brasil, os jogos de FPS dominam o cenário competitivo, principalmente quando o assunto é premiação em grandes campeonatos. Segundo a lista de pro players brasileiros da Esports Earning, Rainbow Six Siege, CS:GO e Free Fire são os games de maior representatividade no Brasil.

Dos 30 primeiros players que mais ganharam dinheiro em premiações no ano, o único que foge do FPS é Rodrigo “Lelis” Santos, player de Dota 2, que aparece em sexto lugar. Além dele, Pedro “sparkingg” Ribeiro, jogador de PUBG, também aparece na sétima colocação entre jogadores de Rainbow Six Siege, CS:GO e Free Fire.

Com informações de Esports Earning.

Mais do TechTudo