Jogos de tiro

Por Bruna Telles, para o TechTudo


Valorant, assim como outros jogos de tiro, possui uma série de skins que o jogador pode comprar para modificar o visual de seus personagens e armas. O FPS da Riot Games, contudo, se destaca por possuir coleções cujo valor é bem mais alto que o visto em seus rivais. As skins no game também são separadas em cinco categorias: Select, Deluxe, Premium, Exclusive e Ultra. A seguir, você conhece as cinco linhas de skins mais caras de Valorant. Vale lembrar que todas podem ser adquiridas apenas por meio do pacote de 9830 Valorant Points, que sai por R$ 349,90 e inclui um bônus de 1760 VP.

As skins possuem uma mecânica interessante de mudança de cor — Foto: Divulgação/Riot Games

Reinos Vinculados (Tethered Realms)

  • Quanto custa em VP: 7100 (algo em torno de R$ 179,80)
  • Classificação: Premium

Inspirada por franquias como Diablo, Darksiders e Destiny, a coleção Reinos Vinculados também oferece uma mecânica interessante. Por meio dela, o jogador terá dois visuais diferentes para mesma arma. Simbolizando uma dinâmica de bem vs mal, a skin terá tons de cor mais claros quando o jogador estiver em áreas iluminadas do mapa.

Por outro lado, o item assumirá um esquema de cores diferente de acordo com a área do mapa, podendo ser mais escuras ou mais claras. Com a coleção Reinos Vinculados os jogadores de Valorant também puderam, pela primeira vez, ter uma faca de dupla empunhadura.

Sentinelas da Luz (Sentinels of Light)

O visual das skins é inspirado no grupo do LoL liderado pela campeã Senna — Foto: Divulgação/Riot Games

  • Quanto custa em VP: 8700 (algo em torno de R$ 209,80)
  • Classificação: Exclusive

Esta coleção de skins foi lançada como parte do evento Sentinelas da Luz, no qual a Riot promoveu o retorno de Viego em Runeterra, e a luta dos sentinelas contra o Rei Destruído. Os efeitos sonoros das skins são retirados dos campeões que fazem parte dos Sentinelas da Luz: Graves, Lucian, Senna, Akshan, Pyke e Riven. A Sentinelas da Luz também é uma das séries de skins de Variant que evoluem. Para isso, basta o jogador usar Radianite Points e aumentar o nível do item, modificando sua aparência e desbloqueando novos sons e animações.

BlastX

As skins BlastX deram ao Valorant um colorido ao melhor estilo das armas de brinquedo NERF — Foto: Divulgação/Riot Games

  • Quanto custa em VP: 8700 (algo em torno de R$ 209,80)
  • Classificação: Exclusive

Já esta coleção de skins tem o visual inspirado em armas de brinquedo. Vale lembrar que a BlastX, a exemplo da Sentinelas da Luz, também é uma coleção de skins evolutiva. Em um detalhe curioso, evoluir um dos itens desta coleção para o nível 4 vai desbloquear um efeito de eliminação onde o inimigo é embrulhado em um presente gigante.

Ancifogo (Elderflame)

A linha de skins com visual dracônico tornou-se famosa pelo preço nada barato — Foto: Divulgação/Riot Games

  • Quanto custa em VP: 9900 (algo em torno de R$ 254,60)
  • Classificação: Ultra

Esta coleção de skins se destacou por dois motivos. O primeiro é o visual imponente, uma vez que a arma é inspirada nas formas e na anatomia de um dragão. O resultado é visto em visuais bem detalhados, com animações e efeitos exclusivos – essa também é uma das que evoluem. O segundo é o preço, onde, até o momento, a coleção é a segunda mais cara a ter sido lançada no jogo.

Zedd X Valorant Spectrum

A colaboração com o DJ alemão rendeu skins bem coloridas quanto caras — Foto: Divulgação/Riot Games

  • Quanto custa em VP: 10700 (algo em torno de R$ 269,70)
  • Classificação: Exclusive

Em uma colaboração inusitada, a Riot se uniu ao DJ alemão Anton "Zedd" Zaslavski para produzir esta coleção de skins, a mais cara já lançada em Valorant. Quando inspecionadas, as skins Spectrum tocam música e o agente bate com o dedo indicador na arma seguindo o ritmo da batida. Seguindo a mesma mecânica dos itens Reinos Vinculados, em Zedd vs Spectrum a arma muda de tonalidade conforme a localização do jogador no mapa.

Com informações de Dexerto (1 e 2), Dot Esports, Fandom (1, 2, 3, 4, 5 e 6), GINXTV, Republic World e Valorant (1 e 2)

Mais do TechTudo