Video game

Por Bruno Magalhães, para o TechTudo


A Black Friday 2021 representa uma grande oportunidade para comprar o Xbox Series X e Series S. Os consoles da Microsoft comemoraram recentemente seu primeiro aniversário, marcado pela chegada de jogos como Forza Horizon 5, Psychonauts 2, Deathloop, entre outros. Considerado o console mais poderoso da atualidade, o Xbox Series X é ideal para entusiastas de fidelidade visual. Já o Series S é mais barato, mas traz especificações inferiores e dispensa leitor de discos.

Com a escassez de chips e semicondutores, entre outros problemas de logística decorrentes da pandemia, os jogadores têm passado por dificuldades para encontrar os novos consoles em estoque no varejo. No entanto, há grandes chances de que eles sejam repostos para aproveitar esta temporada de fim de ano. O TechTudo montou um comparativo para ajudar você a descobrir qual é o seu console ideal.

O Xbox Series X e Series S são os consoles mais recentes da Microsoft — Foto: Divulgação/Microsoft

Xbox Series S

Um mês antes do lançamento do Xbox Series X, a Microsoft revelou o Xbox Series S e pegou muitos fãs de surpresa pela aposta em dois modelos distintos para a nova geração de consoles. A ideia era oferecer uma opção mais barata para aqueles que querem comprar um novo console, o que casou muito bem com o custo-benefício do Xbox Game Pass — o principal carro-chefe da Microsoft. Veja alguns dos seus detalhes:

O Xbox Series S é mais compacto e oferece experiência de nova geração pelo menor preço — Foto: Reprodução/Microsoft

  • Preço mais acessível

O Xbox Series S é a melhor opção para aqueles que querem entrar na nova geração de consoles pagando mais barato. Ele é vendido por cerca de R$ 2.463 na Amazon. Esse modelo tem acesso à mesma biblioteca de jogos do Xbox Series X. Além disso, o videogame é especialmente convidativo aos consumidores brasileiros quando combinado com o Xbox Game Pass, tendo em vista que a desvalorização do real frente ao dólar torna os lançamentos muito caros.

Em resumo, o serviço de assinatura da Microsoft concede acesso a uma biblioteca rotativa com mais de 100 jogos, incluindo lançamentos da Microsoft Game Studios (incluindo a Bethesda, de The Elder Scrolls) e títulos multiplataformas.

  • TV ou monitor Full HD vai ser suficiente

O Xbox Series S é capaz de reproduzir imagens em resolução 1440p nativamente a 120 fps, com possibilidade de upscaling para 4K. Aqueles que não forem entusiastas de alta resolução de imagem estão bem servidos com o Xbox Series S e qualquer monitor Full HD (1080p) será o suficiente para jogar com visuais satisfatórios.

Xbox Series S é o console de nova geração de maior custo-benefício atualmente — Foto: Divulgação/Microsoft

  • Ausência de leitor de discos

Um dos motivos pelos quais o Xbox Series S é mais barato é a ausência de um leitor dedicado para discos. Isso significa que os jogadores devem recorrer somente à mídia digital para jogar — seja comprando pela loja do console ou acessando o catálogo do Xbox Game Pass.

  • Hardware mais fraco

Embora o Xbox Series S seja capaz de rodar a mesma biblioteca de jogos do Xbox Series X, ele tem especificações de hardware mais fracas. O modelo de entrada da Microsoft traz diferenças tanto na CPU (3.6GHz) como na memória RAM (10GB GDDR6) e GPU (4 teraflops a 1.550GHz), sendo esta última a mais gritante. Isso significa que, a longo prazo, os jogos podem apresentar gráficos inferiores e outros problemas específicos da versão.

Além disso, pesa que o Xbox Series S tem menos capacidade de armazenamento interno. O modelo possui um SSD NVMe de 512 GB contra 1 TB do Series X, então o jogador deve gerenciar muito bem os jogos que instalar no console. Um ponto a considerar é que em breve o Xbox Cloud Gaming chegará aos consoles também, ou seja, será possível jogar sem precisar baixar os títulos disponíveis.

Xbox Series X

Atualmente, o Xbox Series X é o verdadeiro produto de nova geração da Microsoft, construído para tirar maior proveito dos próximos lançamentos do mercado em gráficos e desempenho. Veja, a seguir, algumas das especificidades do modelo que podem ser decisivas para a aquisição:

Xbox Series X: potência e versatilidade são apostas da Microsoft — Foto: Murilo Molina/TechTudo

  • Opção mais cara

Como era de se esperar, este modelo é mais caro e está disponível no varejo nacional por R$ 4.349. Ele, especificamente, é o mais afetado pela pandemia e dificilmente é encontrado em estoque. Isso faz com que revendedores se aproveitem da alta demanda pelo console para anunciá-lo por preços muito acima do estipulado.

Sendo assim, vale ficar atento e usar sites como o Compare TechTudo para monitorar o histórico de preços e não pagar muito mais caro do que realmente custa.

  • Maior qualidade de imagem e performance

O Xbox Series X traz especificações poderosas, com destaque para 16 GB de RAM GDDR6 e GPU com 12 teraflops a 1.825 GHz. Isso significa que o console é ideal para aqueles entusiastas de fidelidade visual e performance, já que ele garante a melhor qualidade de jogo possível.

Além disso, o videogame é ideal para aqueles que desejam jogar em televisores 4K para uma maior definição de imagem. Se você tem uma TV compatível e isso é algo que faz diferença para você, o Xbox Series X certamente é a melhor opção.

  • Leitor de discos

Diferentemente do modelo mais barato, o Xbox Series X traz um leitor de discos. Isso significa que os consumidores podem aproveitar promoções de mídias físicas que costumam acontecer no varejo, além de rodar discos de Xbox One, Xbox 360 e Xbox original via retrocompatibilidade. Se você tem muitos jogos em casa e não quer perder acesso a eles, essa certamente é uma conveniência bem-vinda.

Com informações de CNET, TechRadar e Tom's Guide

Conheça os vencedores do prêmio melhores do ano TechTudo 2021!

Conheça os vencedores do prêmio melhores do ano TechTudo 2021!

Nota de transparência: Amazon e TechTudo mantêm uma parceria comercial. Ao clicar no link da loja, o TechTudo pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação. Os preços mencionados podem sofrer variação e a disponibilidade dos produtos está sujeita aos estoques.

Mais do TechTudo