Times

Por Victor de Abreu, para o TechTudo


O Last Dance é um projeto de Gabriel "FalleN" Toledo que busca reunir grandes jogadores brasileiros para repetir as grandes conquistas brasileiras no Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO). O nome em questão possui como inspiração o Last Dance do Chicaco Bulls, time da liga de basquete NBA que teve a temporada de 1997/1998 como a última da lendária formação com Michael Jordan. A composição do "dream team" sofreu algumas mudanças antes de ser anunciada, mas a comunidade brasileira do game abraçou a equipe da mesma forma e segue esperançosa com o seu sucesso. Veja, a seguir, mais detalhes sobre os integrantes do The Last Dance, como Luis "peacemaker" Tadeu e Fernando "fer" Alvarenga .

Confira mais detalhes sobre os integrantes do Last Dance, projeto do jogador FalleN — Foto: Divulgação/Gabriel FalleN

Peacemaker

O escolhido para ser treinador do Last Dance foi Luis "peacemaker" Tadeu. Ele atuou como jogador profissional no Counter-Strike 1.6, Counter-Strike: Source e também no Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) até o ano de 2015, quando optou por seguir a carreira de treinador. Em sua nova posição, peacemaker adquiriu um enorme reconhecimento e teve a oportunidade de vestir a camisa de diversas organizações famosas no cenário internacional, como Team Liquid, NRG Esports, MAD Lions, Heroic e Complexity.

Entre suas maiores conquistas como treinador, destaca-se a Flashpoint Season 1 em 2020, quando atuava na MAD Lions. Por sinal, a vitória foi contra a MIBR, de FalleN e companhia. Com tanta experiência em seu currículo, peacemaker chega para levar seu conhecimento ao Last Dance e ajudar na performance do time.

Peacemaker levará uma larga experiência como treinador para ajudar o Last Dance — Foto: Divulgação/DreamHack

Um dos jogadores que mais atuaram ao lado de FalleN, Fernando "fer" Alvarenga é um dos integrantes do Last Dance que esteve presente nas conquistas da MLG Columbus 2016 e da ESL Cologne 2016. Mostrando grande habilidade, fer teve uma ascensão rápida no CS:GO. Ele se juntou a FalleN e aos outros companheiros da KaBuM! e-Sports em 2014, e iniciou uma caminhada muito difícil em torneios internacionais. Essa jornada foi recompensadora e acabou culminando nas maiores conquistas do Brasil no fps da Valve.

Fer encerrou a longa parceria com FalleN em 2020, quando deixou a MIBR. Desde então, atuou rapidamente como substituto na Imperial, equipe já cotada para patrocinar o projeto, e também como titular por um breve período na 00Nation, sua última equipe. Apesar de ter ficado inativo por um grande tempo, é esperado que fer agregue muito ao Last Dance e que também retorne à boa forma no CS:GO.

Fer fará novamente a histórica parceria com FalleN, que foi interrompida depois de ambos deixarem a MIBR — Foto: Divulgação/BLAST Pro Series

Jogador mais experiente da formação, Lincoln "fnx" Lau possui uma carreira muito vitoriosa, tanto no Counter-Strike 1.6 como no Counter-Strike: Global Offensive. Ele conquistou o título mundial no CS 1.6 na ESWC 2006, quando atuava pela MIBR, e também teve um papel crucial no bicampeonato mundial no CS:GO na MLG Columbus 2016, pela Luminosity Gaming, e na ESL Cologne 2016, pela SK Gaming. Seu currículo ainda conta com outras conquistas, como IEM III American Championship Finals, em 2008 no CS 1.6, e a ESL Pro League Season 3 - Finals, em 2016.

Após os títulos mundiais, fnx acabou deixando a formação e foi se aventurar em outros projetos. Ele não conseguiu adquirir o mesmo sucesso e teve como principal título o Campeonato Brasileiro de Counter-Strike 2020: The Conquest, pela Imperial. De volta com a parceria com FalleN e fer, fnx tentará voltar ao caminho das taças internacionais de CS:GO.

Um dos mais vitoriosos jogadores do Brasil, fnx chega com moral ao Last Dance — Foto: Divulgação/ESL

Boltz

Embora não fizesse parte da line-up do bicampeonato mundial, Ricardo "Boltz" Prass também possui história com as equipes capitaneadas por FalleN. O jogador conquistou grande destaque internacional pela Tempo Storm e depois pela Immortals, onde por muito pouco ele e seus companheiros não se sagraram campeões mundiais na PGL Major Kraków 2017. No mesmo ano, ele se juntou à SK Gaming, com FalleN, fer, Marcelo "coldzera" David e Epitácio "TACO" de Melo na line-up. Foi mais um período vitorioso para Boltz, que ajudou nas conquistas de torneios como EPICENTER 2017 e ESL Pro League Season 6 - Finals.

Após passagem pela SK Gaming, Boltz só foi encontrar a boa forma novamente em 2020 com a Boom Esports, equipe que dominou completamente o cenário sul-americano de CS:GO. Ao partir para a MIBR, ele e seus companheiros não conseguiram manter um bom ritmo nos torneios internacionais, e logo a line-up se desfez. Assim, Boltz ficou livre para se juntar ao Last Dance e, quem sabe, repetir o sucesso da parceria com FalleN, fer e companhia.

Boltz chega ao Last Dance para voltar com a parceria vitoriosa com FalleN e fer — Foto: Reprodução/StarLadder

VINI

Vinícius "VINI" Figueiredo foi o último jogador a ser cogitado nos rumores a respeito do Last Dance. Diferentemente de fnx, fer e Boltz, VINI não possui qualquer tipo de relação com as equipes citadas até aqui. Embora tenha atuado em outros times na sua carreira, a camisa que certamente mais o representa é a da FURIA Esports, time onde atuou de 2017 até o final de 2021, quando ficou inativo da line-up. Curiosamente, ele deixou a FURIA após a equipe fazer uma bela apresentação no PGL Major Stockholm 2021 e ter conquistado o cobiçado status de Legend para o próximo Major.

VINI foi um jogador de enorme importância para a FURIA e, após tanto tempo na mesma equipe e com os mesmos companheiros, enfrentará um desafio diferente em sua carreira. Inicialmente, era difícil saber como seria a a experiência de VINI com uma equipe totalmente nova. No entanto, vídeos divulgados nas redes sociais dos jogadores mostraram que ele já está adaptado ao novo ambiente e pronto para as próximas competições.

Após anos vestindo a camisa da FURIA, VINI irá se aventurar em uma equipe completamente diferente — Foto: Divulgação/ESL

Líder do Last Dance, FalleN fecha a line-up da equipe. A carreira de FalleN também começou lá no Counter-Strike 1.6 e no Counter-Strike: Source. Dada sua força com a AWP e conhecimento de jogo, ele pôde atuar por grandes equipes brasileiras da época e ainda ter uma passagem pela norte-americana Complexity Gaming. No CS:GO, sua jornada começou em 2013, mas sua ambição em alçar voos maiores foi tão grande que logo ele já se via disputando os torneios mais importantes do game no mundo, mesmo que o cenário brasileiro ainda estivesse engatinhando.

Como capitão, FalleN foi crucial nas conquistas internacionais e também pelo crescimento do cenário competitivo e da popularidade do CS:GO no Brasil. Seu último time foi a Team Liquid, onde atuou durante a temporada de 2021 e teve como principal conquista o cs_summit 8. Com o Last Dance, ele busca colocar o Brasil novamente no patamar de grandes conquistas nos torneios internacionais.

Organizador do Last Dance, FalleN aposta suas fichas no sucesso de seu novo projeto — Foto: Divulgação/BLAST Premier

Com informações de Liquipedia (1, 2, 3, 4, 5 e 6), HLTV (1, 2, 3, 4, 5 e 6) e Twitter (1 e 2)

Mais do TechTudo