Por Vitória Bernardes, para o TechTudo

Divulgação/Mi Brasil

A diversidade no mundo dos eletrônicos é cada vez maior e, hoje, diferentes dispositivos satisfazem inúmeras necessidades do usuário — desde trabalho até diversão. Contudo, alguns itens nem sempre fazem uma grande diferença no cotidiano de quem o utiliza. A famosa Alexa, por exemplo, pode ser substituída pelo tradicional ato de se levantar para apagar uma luz ou ligar a TV. Apesar disso, a praticidade e o gosto pela tecnologia nos obrigam a adorar esse tipo de produto em cada comando.

Assim como a Alexa, outros aparelhos são muito queridos pelos usuários, mas não são extremamente necessários em suas rotinas. Veja a lista que o TechTudo preparou com quatro eletrônicos que nós adoramos, mas não precisamos de verdade.

Todos os dispositivos Amazon Echo possuem a assistente Alexa — Foto: Divulgação/Amazon

Somente a quarta geração da Echo Dot com relógio está à venda no Brasil — Foto: Divulgação/Amazon

Em primeiro lugar, temos a assistente virtual da Amazon, a Alexa. O pequeno aparelho é conhecido em todo o mundo pela função de conectar vários eletrônicos dentro de uma casa e possibilitar o controle por meio da voz. Para quem gosta de passar o dia assistindo a filmes e séries, ter essa função ajuda na hora de apagar a luz, mudar alguma configuração na TV, além de outras tarefas. Contudo, essa não é uma tecnologia extremamente importante para o dia a dia.

Embora otimize o tempo de quem não quer se levantar para apagar a luz ou precisa colocar a máquina de lavar para bater, esses não são afazeres difíceis. Se o usuário está em casa, basta ir até cada eletrônico e cuidar da casa por conta própria.

Mesmo assim, pedir para uma assistente como a Alexa acender a luz pode ser muito mais interessante do que ir até o interruptor. A assistente virtual da Amaz também pode ser muito útil caso o usuário tenha alguma deficiência. Um Amazon Echo Dot de 3ª geração pode ser comprado por R$ 331.

Novo Kindle Paperwhite é uma alternativa para quem gosta de ler — Foto: Reprodução/Amazon

Pode ser uma decisão polêmica, mas o Kindle é um aparelho facilmente substituído pelo usuário. Embora a tela do item seja apropriada para leitura, os smartphones e tablets também servem para ler e podem ser usados no lugar do pequeno eletrônico. Muitos livros são comercializados digitalmente e abrem em celulares comuns. Basta o usuário comprar e usar o aplicativo exigido para visualizar as páginas.

No entanto, o incômodo com a luz no rosto pode ser levado em consideração, e os filtros de luz azul podem não dar conta. Caso o consumidor queira investir no aparelho, o novo Kindle Paperwhite está em torno de R$ 616.

3. Robô aspirador de pó – a partir de R$ 414

Robô aspirador promete fazer a limpeza do dia a dia — Foto: Divulgação/Mondial

O robô aspirador pode ser muito amado principalmente por quem mora sozinho, mas ele é facilmente substituído pela vassoura tradicional ou pelos aspiradores verticais. Embora limpe por conta própria, sua capacidade é bem menor que outros utensílios e indicado apenas para manter o ambiente arrumado, sem passar pelas sujeiras pesadas. Ou seja, ele pode ser um grande aliado para manter a limpeza, mas não para grandes faxinas.

No caso de locais que estão muito sujos, o tempo que o robô aspirador pode levar para limpar é muito grande. Além disso, as chances de deixar algum canto com cabelo, poeira ou algo do tipo também é maior. Se você realmente quiser comprar, é preciso ter em mente que não é um aparelho para faxinas pesadas. No mercado brasileiro, é possível encontrar modelos como o Multilaser HO041 a partir de R$ 414.

4. Smartwatch – a partir de R$ 1.199

Samsung Galaxy Watch 4 é uma alternativa interessante para acompanhar esportes — Foto: Reprodução/Amazon

Por fim, os smartwatches são ótimos companheiros para atividades físicas, mas dispensáveis em outras situações. Além da função óbvia, que é informar as horas como um relógio comum, o pequeno aparelho geralmente é capaz de avisar sobre as mensagens que chegam no seu celular, calcular passos ou calorias perdidas durante um exercício. Porém, para que as funções sejam precisas, é preciso mantê-lo sempre bem carregado e nenhum defeito.

Esse eletrônico em específico pode ser substituído por vários outros aparelhos. Os próprios celulares mostram notificações sobre mensagens, ligações e redes sociais. Eles também oferecem apps de contar passos, perda de calorias, relógio, entre outros. Porém, se o consumidor desejar investir em um relógios smart, o Samsung Galaxy Watch 4 custa em torno de R$ 1.199 e oferece configurações interessantes.

Nota de transparência: Amazon e TechTudo mantêm uma parceria comercial. Ao clicar no link da loja, o TechTudo pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação. Os preços mencionados podem sofrer variação e a disponibilidade dos produtos está sujeita aos estoques. Os valores indicados no texto são referentes ao mês de março de 2022.

Mais do TechTudo