Times

Por Davi Bicalho, Para o TechTudo

Divulgação/Flamengo Esports

League of Legends (LOL) possui diversas equipes de esports com marcas já conhecidas de outros esportes, sobretudo do futebol. O cenário competitivo do MOBA da Riot Games é um dos mais desenvolvidos entre os games, contando com altas premiações e muitos fãs. Isso atraiu clubes de todo o mundo, visando não só o acompanhamento de uma tendência, mas também o engajamento de públicos mais jovens.

Entre as equipes de destaque, estão Flamengo Esports, no Brasil, Paris Saint-Germain, da França, mas com sede em Hong Kong, Barcelona, da Espanha, entre outros. Ao longo dos anos, alguns clubes tentaram no meio e falharam, enquanto outros conseguiram se manter de pé até hoje. Pensando nisso, o TechTudo montou uma lista com dez times de futebol que atualmente possuem line-ups nos campeonatos oficiais de League of Legends.

LOL é um dos esports mais lucrativos e relevantes do cenário — Foto: Divulgação/Riot Games

Flamengo (Brasil)

O Flamengo é o único time de futebol que ainda sobrevive no cenário brasileiro de LOL. Porém, por mais que eles sejam os únicos, não foram os primeiros. Equipes como Cruzeiro, Santos e Corinthians também buscaram novos ares no LOL, mas, infelizmente, não tiveram muito sucesso.

O Flamengo foi campeão do 2º split do CBLOL em 2019 — Foto: Divulgação/Riot Games Brasil

A empreitada do Flamengo Esports começou no final de 2017, e em 2018, o clube já estava disputando o 1º split do Circuito Desafiante, extinto torneio que dava vaga ao CBLOL. Naquela edição, os rubro-negros terminaram em segundo no campeonato, e tiveram que jogar uma série de promoção contra a Team oNe para decidir quem jogaria o CBLOL no 2º split. Em série muito equilibrada, o Flamengo, então liderada pelo craque Felipe "brTT" Gonçalves, venceu por 3x2 e garantiu acesso à elite.

Desde então, o Flamengo disputa o CBLOL. O clube carioca, que tem sede de esports em São Paulo, chegou ao auge no 2º split de 2019, quando venceu a etapa e assegurou vaga no Mundial daquele ano. A campanha não foi muito positiva, já que o time caiu na Fase de Entrada do torneio. No ano seguinte, a administração e toda a operação passou para a Simplicity Esports, uma organização norte-americana que controla o Flamengo no LOL até os dias atuais.

Barcelona (Espanha)

O Barça eSports disputa a liga espanhola de LOL — Foto: Divulgação/Barça eSports

Outro gigante do futebol que deu as caras no LOL foi o Barcelona, da Espanha. O lendário time entrou no cenário em novembro de 2021. Mesmo com um investimento altíssimo, o Barça eSports não conseguiu uma vaga na LEC, a principal liga europeia.

Por conta disso, os catalães atualmente disputam a LVP SuperLiga, campeonato espanhol que dá vaga a EU Masters, a segunda maior liga de LOL do continente. O Barça está disputando o primeiro split de sua história em 2022 e, apesar de ser uma equipe nova, tem receita disponível para investir em atletas e infraestrutura, sendo um dos projetos mais ambiciosos do LOL mundial.

Paris Saint-Germain (Hong Kong)

O PSG Talon é uma das organizações oriundas do futebol de maior destaque — Foto: Divulgação/Riot Games

Este é um dos projetos mais vitoriosos de um clube de futebol nos esports. Em outubro de 2016, o PSG criou sua divisão de LOL para disputar a Challenger Series europeia, torneio que concedia uma vaga para a LEC (na época, EU LCS). No entanto, na primeira temporada de disputa, a organização não conseguiu a tão sonhada vaga. Mas em junho de 2020, o PSG firmou uma parceria com a organização Talon Esports, criando assim a conhecida PSG Talon.

Logo em sua primeira participação na PCS, a equipe fez um excelente campanha e conseguiu uma vaga para o Mundial daquele ano, onde foi relativamente bem. Porém, a glória viria mesmo na temporada seguinte, quando a organização venceu os dois splits da PCS e chegou à semifinal do Mid-season Invitational com outra boa campanha no Campeonato Mundial.

River Plate (Argentina)

Os atletas do River foram apresentados em seu estádio de futebo, o Monumental de Núñez. — Foto: Divulgação/River Plate Gaming

O River Plate entrou no universo dos esports em outubro de 2016, focando apenas nos jogos de futebol (PES e FIFA) em um primeiro momento. Em 2019, a Liga Argentina de LOL (Liga Master Flow) anunciou que aumentaria o limite de times para 10, e o tradicional clube argentino entrou de cabeça no projeto.

Segundo o próprio River, sua incorporação à LMF faz parte de um plano que procura marcar presença em novos mercados e gerar novas audiências. O clube é o pioneiro entre os argentinos a entrar no cenário competitivo. O River Plate Gaming tem feito boas campanhas no campeonato local, entretanto, sem atingir seu grande objetivo. Na América Latina (com exceção do Brasil), as ligas regionais fazem parte da mesma pirâmide profissional, ou seja, times dessas ligas podem se classificar para a LLA, além de terem a chance de disputarem torneios internacionais da Riot.

Boca Juniors (Argentina)

Os jogadores do Boca foram apresentados em seu estádio de futebol, La Bombonera — Foto: Divulgação/Boca Juniors Gaming

O Boca entrou no meio dos esports em 2021. Segundo o próprio clube, os motivos da entrada no cenário foram semelhantes aos do seu eterno antagonista, River Plate: buscar novos ares e investir em um campo promissor. A equipe também disputou a Liga Master Flow e, em sua primeira temporada, não conseguiu fazer uma campanha muito boa. Eles não se classificaram para os playoffs nos dois splits que competiram.

Como acontece com o Barcelona, apesar de ser recentes no cenário, é bom estar atento ao Boca. Afinal, esse também é um clube com recursos suficientes para prover estrutura e investimento, o que é fundamental para que a equipe se desenvolva e faça campanhas melhores no futuro.

Lyon (França)

O Lyon é um dos times franceses a investirem em League of Legends — Foto: Divulgação/LDLC OL

O Olympique Lyonnais (OL) foi mais um grande clube de futebol europeu a enxergar o potencial no League of Legends. Em janeiro de 2020, o gigante francês fez uma parceria com o time gerido pela empresa LDLC.com para começar um projeto ambicioso. Com isso, a sede da organização foi para a cidade de Lyon.

O LDLC OL atualmente disputa a Ligue Française de League of Legends (LFL), torneio regional que dá vaga à EU Masters. Logo em sua primeira temporada, a equipe conseguiu se classificar e disputou a segunda maior liga europeia, caindo apenas nas semifinais. Desde então, o Lyon vem fazendo boas campanhas na LFL, sempre entre os primeiros colocados. No split de Primavera em 2022, eles foram campeões do torneio francês pela primeira vez.

Schalke 04 (Alemanha)

O Schalke 04 é uma das mais antigas organizações futebolísticas no LOL — Foto: Divulgação/Riot Games

Um dos primeiros clubes de futebol a entrar no cenário de LOL, o Schalke surpreendeu a todos em maio de 2016 quando anunciou que disputaria a EU LCS. O time alemão comprou a vaga e a line-up da Elements. Com a aquisição, o clube se tornou a segunda organização desportiva profissional a ter uma equipe de LOL. A primeira foi o Besiktas, da Turquia, que adquiriu a Aces High em 2015.

Ao longo dos anos, o FC Schalke 04 Esports conseguiu fazer boas campanhas na elite do LOL europeu, mas nunca se classificou para eventos internacionais. Em 2021, devido a uma grave crise financeira que atingiu o time de futebol, o Schalke foi forçado a vender sua vaga na LEC por R$ 156 milhões, o que sacramentou o adeus aos anos de ouro da organização. No entanto, o projeto não se encerrou: em 2022, eles passaram a disputar a liga regional alemã, a Strauss Prime League, que também dá vaga à EU Masters.

Estrela Vermelha (Sérvia)

O Estrela Vermelha de Belgrado é mais um clube de futebol europeu a investir no LOL — Foto: Divulgação/Crvena zvezda Esports

Um dos mais tradicionais clubes da Europa, o Estrela Vermelha da Sérvia também decidiu se aventurar em League of Legends. O time, que foi campeão da Liga dos Campeões de Futebol em 1991, chegou no LOL em 2019 como um dos projetos mais ousados da época.

Em sua primeira temporada, o Crvena zvezda Esports disputou a EU Masters, infelizmente fazendo uma campanha aquém do ideal. Desde então, o Estrela Vermelha disputa a Esports Balkan League (EBL), liga profissional que abrange os países dos Bálcãs, como Grécia, Bulgária e a própria Sérvia. Mesmo nunca tendo vencido a liga, a organização tem feito campanhas de destaque e é sempre apontada como uma das favoritas nas qualificatórias para a EU Masters.

Fenerbahçe (Turquia)

O Fenerbahçe foi o primeiro time de futebol a disputar um mundial de LOL — Foto: Divulgação/Riot Games

Em outubro de 2016, o clube turco Fenerbahçe resolveu entrar no mundo dos esportes eletrônicos. Logo em sua primeira temporada na liga turca (TCL), o Fenerbahçe Esports foi o grande campeão do 2º split e teve o direito de jogar o Mundial daquele ano. Após terminar em primeiro do seu grupo na Fase de Entrada, o time comandado por Berke "Thaldrin" Demir entrou no caminho dos brasileiros da Team oNe.

Em uma série bem emocionante, os turcos saíram com a vaga e foram a primeira equipe de uma região emergente a se classificar para o evento principal. De lá pra cá, o Fenerbahçe vem fazendo campanhas regionais relevantes, levando a Turquia a uma posição internacional de destaque no cenário competitivo.

Galatasaray (Turquia)

O Galatasaray é o atual campeão da liga turca de LOL — Foto: Divulgação/Riot Games Turkish

Mais um dos grandes clubes turcos a investirem no League of Legends, o Galatasaray, se juntou aos rivais Fenerbahçe, e Besiktas no cenário de LOL para um projeto de muito investimento em 2016. Após várias temporadas fazendo campanhas muito boas na TCL, em 2021, finalmente o Galatasaray Esports se sagrou campeão da liga e foi para a Islândia disputar o Mundial.

Naquela edição, havia muita expectativa para que os turcos conquistassem um bom resultado. Entretanto, depois de muitos erros, a equipe caiu na Fase de Entrada, ficando na terceira posição de seu grupo e foi eliminada pela Beyond Gaming da PCS na série qualificatória.

Com informações de Fandom

Mais do TechTudo