Plataformas Online
Publicidade

Por Igor Oliveira, para o TechTudo


A Ps Plus, serviço de assinatura de jogos do PlayStation 4 (PS4) e PlayStation 5 (PS5), vai sofrer uma série de mudanças a partir de junho de 2022. Em anúncio feito no PlayStation Blog no dia 29 de março, a Sony confirmou que, no novo modelo, o serviço passará a contar com diferentes níveis de assinatura e de benefícios oferecidos. As mudanças vão desde a inclusão de uma biblioteca de jogos até a possibilidade de fazer testes com tempo limitado para experimentar um game. De acordo com Jim Ryan, CEO da empresa, todos os grandes nomes da marca estarão presentes no serviço, ainda que não na data de lançamento.

No Brasil, o nível mais completo de assinatura disponível será o Deluxe. No plano, os assinantes vão ter acesso a um catálogo de jogos que inclui a biblioteca do PS1, PS2 e PSP, além de títulos dos consoles mais atuais como PS4 e PS5. Pensando nisso, o TechTudo preparou uma lista com 10 jogos indispensáveis para o catálogo da nova PS Plus Deluxe.

PS Plus 2022 terá um catálogo de jogos do PS5, PS4, PS2, PSP e PS1 para assinantes do plano Deluxe — Foto: Rubens Achilles/TechTudo

1. Silent Hill 2 (PS2)

Silent Hill 2 marcou os jogos de survival horror do PS2 — Foto: Divulgação/Konami

Na geração de consoles que jogos do gênero survival horror estavam em alta, Silent Hill 2 foi lançado pela Konami em 2001 e contava a história de James Sunderland. No game, o protagonista vai para Silent Hill, uma cidade repleta de monstros, após receber uma carta de sua esposa, Mary. O detalhe desta história é que Mary estava morta há algum tempo.

Silent Hill 2 se diferenciou por trazer, além do medo característico do gênero, uma história bem construída. Sucesso com a crítica especializada e com o público, o game é considerado por muitos o melhor da franquia. Por isso, ele se tornou um clássico e é indispensável para o catálogo de jogos do PS2 na nova PS Plus.

2. God of War (Franquia)

Jogos de God of War não podem faltar no catálogo da PS Plus — Foto: Reprodução/Sony

God of War é um dos exclusivos de maior renome dos consoles PlayStation. Por esse motivo, é muito importante que os títulos sejam disponibilizados no catálogo da PS Plus. Vale ressaltar que a expectativa é que os dois primeiros jogos da franquia, bem como os dois lançados para PSP, Chains of Olympus e Ghost of Sparta, sejam priorizados. Esses títulos receberam remasterizações para PS3.

God of War 3 Remaster e God of War (2018) são jogos mais acessíveis, visto que foram lançados para PS4. Ainda assim, por se tratarem de exclusivos bem avaliados, são indispensáveis para um catálogo de games da Sony.

3. Metal Gear Solid (PS1)

Metal Gear Solid definiu o gênero de jogos de espionagem e furtividade — Foto: Reprodução

O pai dos jogos de furtividade, Metal Gear Solid foi um dos grandes nomes do PS1. Além disso, o jogo foi o game responsável por alavancar a carreira diretor Hideo Kojima na indústria de games. O título apresenta a história do soldado Solid Snake, um espião internacional. Em Metal Gear Solid, os jogadores controlam o personagem, que se infiltra em uma base terrorista para neutralizar os esforços inimigos.

4. Resident Evil (franquia)

Após um remake questionado, Resident Evil 3: Nemesis é um dos títulos mais aguardados no serviço — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

Resident Evil é uma das maiores franquias da indústria dos videogames. Este fato, isoladamente, já é o suficiente para se tornar indispensável no catálogo da PS Plus. Entretanto, um dos games da série talvez seja mais aguardado do que outros. Resident Evil 3, considerado por muitos o melhor game da franquia, recebeu um remake em 2020, mas que não foi tão bem recebido pelos fãs do original. Dentre as reclamações, a falta de conteúdo e o corte de fases inteiras foram as mais notáveis. Agora, com o novo modelo da Ps Plus, a Sony tem em suas mãos uma boa oportunidade de agradar a um público nostálgico.

Vale ressaltar que o jogo original foi lançado para GameCube, além de PS1. Contudo, foi no console PlayStation que ele ganhou popularidade, uma vez que o videogame da Nintendo não foi um sucesso de vendas. Além disso, Resident Evil 3 foi o responsável por trazer um dos vilões de terror mais memoráveis e assustadores de todos os tempos: Nêmesis.

5. Guitar Hero (PS2)

Guitar Hero mesclou jogabilidade com boa progressão e música — Foto: Divulgação/Activision

Guitar Hero foi um dos grandes sucessos das gerações de videogame do início dos anos 2000. Com uma jogabilidade que privilegia o treino e a repetição, a franquia mesclou videogames e hits de sucesso do rock. Dessa forma, o primeiro game, que foi lançado para PS2 em 2005, marcou toda uma geração de jogadores e fãs de música. No entanto, a franquia entrou em um declínio nas gerações de sucederam o console. Por isso, acrescentar os títulos no serviço seria interessante. Afinal, os jogadores poderiam relembrar, do melhor jeito, o motivo de Guitar Hero ter sido um sucesso tão grande.

Castlevania: Symphony of the Night é um dos jogos mais icônicos da franquia e recebe ports até hoje — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

Não são todos os jogos que se tornam tão memoráveis a ponto de definir um gênero. Apesar de Castlevania: Symphony of the Night ser uma sequência, ele foi o título responsável por transformar a franquia em uma série de peso e também consolidou o que se conhece como metroidvania. Contudo, para a tristeza dos fãs, a franquia está completamente adormecida e sem muitas esperanças de um despertar. Mas, agora, a Sony tem a oportunidade de trazer o jogo para o catálogo da PS Plus.

7. Bully (PS2)

Bully permite, de forma questionável, que o jogador se torne um jovem delinquente — Foto: Divulgação/Rockstar

Em uma época em que GTA: San Andreas fazia um sucesso monstruoso, a Rockstar Games aproveitou o momento para lançar outro título que também se tornaria histórico: Bully. Apesar do sucesso ter sido menor do que o do irmão de empresa, o game se tornou um dos títulos mais lembrados do PS2. Aliás, até hoje uma parte da comunidade ainda torce para o anúncio de um remake do jogo de 2006.

Quanto à jogabilidade, Bully acompanha a fórmula de GTA. Todavia, no título, o jogador acompanha a história de Jimmy Hopkins, um jovem que deve se virar para lidar com os valentões da escola onde estuda, enquanto apronta as suas próprias "brincadeiras de mau gosto". Devido ao tema, vale lembrar que o jogo, apesar do sucesso, foi muito criticado em seu lançamento.

The Witcher 3 foi um dos títulos de maior sucesso de 2015 — Foto: Divulgação/CD Projekt Red

Assim como é o caso de Silent Hill 2 e Symphony of the Night, The Witcher 3 é uma continuação, mas que foi responsável pelo sucesso da franquia. Lançado em 2015, Wild Hunt é o terceiro capítulo da saga de Geralt of Rivia, baseado no livro do famoso escritor polonês Andrzej Sapkowski. O game se passa logo após os fatos do segundo jogo, quando Geralt já é um conhecido bruxo na terra de Nilfgaard.

The Witcher 3: Wild Hunt inovou muito no quesito mundo aberto na época, além de trazer uma jogabilidade extremamente fluida. O jogo recebeu até mesmo o prêmio de Jogo do Ano de 2015. Além disso, foi graças a esse sucesso que a desenvolvedora CD Projekt chegou ao patamar de uma grande empresa da indústria.

9. Tony Hawk's: Pro Skater 3 (PS2)

Tony Hawks Pro Skater 3 também trouxe personagens icônicos, assim como os antecessores — Foto: Divulgação/Activision

Tony Hawk’s: Pro Skater 3 foi lançado em 2001 para PS2 após um sucesso absoluto dos dois jogos anteriores na geração anterior. Ainda assim, o game superou as expectativas e se tornou um dos jogos mais bem avaliados do PS2 no Metacritics. Com uma nova tecnologia a sua disposição, Tony Hawk’s Pro Skater 3 trouxe novidades na jogabilidade que ampliaram a gama de manobras possíveis.

Um dos outros acertos do jogo foi o aumento da possibilidade de combos de manobras realizadas. Vale ressaltar que, em 2021, foi lançado o remake Tony Hawk's Pro Skater 1+2, que foi amplamente elogiado pela crítica e bem recebido pelos fãs.

10. Prince of Persia - Franquia (PS2)

Prince of Persia se manteve clássico e moderno em seu lançamento — Foto: Divulgação/Ubisoft

Prince of Persia The Sands of Time foi lançado pela Ubisoft em 2003 para PS2, PC e GameCube e se tornou o primeiro de uma franquia icônica dos jogos de aventura da época. O primeiro jogo da série acompanha um príncipe que tenta impedir o Vizir, traidor do reino, de utilizar as Areias do Tempo para controlar as pessoas da região. Para parte da comunidade, a franquia é a predecessora espiritual da série Assassin’s Creed. Isso porque alguns dos elementos vistos nos jogos de Prince of Persia foram implementados e melhorados na série mais recente.

Vale ressaltar que a Ubisoft anunciou um remake do primeiro jogo, Sands of Time. Previsto para sair inicialmente em janeiro de 2022, o título foi adiado e, desde de então, pouco se sabe sobre o progresso. Todavia, a nova PS Plus pode ajudar a acalmar a saudosa base de fãs.

Com informações de VGC e Sony

Mais do TechTudo