Qual Comprar?
Publicidade

Por Wagner Edwards, para o TechTudo


Usuários que querem começar um podcast podem encontrar eletrônicos e acessórios que auxiliam na gravação do programa. Dispositivos como microfone, fone de ouvido, cadeira e gravador podem ajudar a deixar a transmissão mais profissional e podem ser encontrados por preços a partir de R$ 189, como é o caso do 206 HD, headphone da Sennheiser, que apresenta entrada P2 e isolamento sonoro de ruídos externos.

Já o Yeti, microfone da Blue, traz quatro padrões de captação de áudio e conexão USB por valores que partem de R$ 980. Outra alternativa é a TGC12, cadeira gamer da ThunderX3 que conta com almofadas no pescoço e lombar por cerca de R$ 1.469. Confira a seguir cinco equipamentos essenciais para gravar um podcast.

Lista reúne cinco eletrônicos para começar um podcast — Foto: Divulgação/Audio Technica

Comprar microfone de lapela? Tire suas dúvidas no Fórum TechTudo

1. Microfone – a partir de R$ 980

O microfone é o primeiro item a vir à mente quando se pensa em um podcast. Ele é a parte mais importante do programa porque é o responsável por captar a voz do apresentador e do participante. Portanto, é necessário escolher um modelo capaz de recepcionar o som de forma fiel e de preferência com tecnologia de cancelamento de ruídos.

Além disso, é preciso escolher modelos baseados para usos específicos. Caso o usuário queira captar o som de uma única direção, pode optar pelo modelo cardióide, mas se preferir de várias direções, pode adquirir um omnidirecional. Além disso, é preciso analisar o tipo de ambiente onde acontece a gravação, se tem música ao vivo e muitos barulhos, ou se há somente vozes. Cada tipo de cenário e sons exigem tecnologias específicas para evidenciar corretamente aquilo que precisa ser transmitido no programa.

Blue Yeti é uma opção interessante para quem quer gravar podcasts — Foto: Reprodução/Blue

Uma opção é o microfone Yeti, da Blue, que possui conexão USB e tecnologia plug-and-play, o que dispensa configuração prévia para uso. Ele é do tipo condensador, ou seja, extremamente sensível e indicado para ambientes fechados. O suporte é posicionável de mesa e permite girar o microfone na base para apontar para pessoas próximas. O modelo é compatível com a maioria dos computadores, e oferta um botão de volume e outro de mute. O dispositivo é visto por preços a partir de R$ 980.

O produto ainda conta com quatro padrões de captação de áudio: cardióide, bidirecional, omnidirecional e estéreo. O microfone é de nível intermediário e deve ser interessante para captar o som, mas é desaconselhável realizar um programa tendo apenas ele como microfone. Avaliado com uma nota de 4,8 de 5 na Amazon, destacam positivamente a captação fiel da voz, mas criticam que o som recepcionado sai muito baixo.

Audio Technica AT2040 pode ser acoplado em um suporte de elevação — Foto: Divulgação/Audio Technica

Já o AT2040 é um microfone dinâmico da Audio Technica que também é um produto de nível intermediário a avançado. Porém, diferente do anterior, ele pode ser acoplado em um suporte de elevação. O dispositivo fica em pé na frente do usuário, o que dificulta que movimentos e batidas na mesa sejam capturados. Além disso, o suporte consegue articular o microfone de uma pessoa para outra em média distância. Esta opção é vendida por R$ 1.049.

O diafragma do produto é longo e permite grande captação de som, conta com para-brisas de malha de espuma que filtra ruídos. Ele é um microfone condensador que resiste a intensidades muito altas e oscilantes de som, ideal para programas que tem música ao vivo, por exemplo. O modelo oferece tecnologia hipercardióide, ou seja, absorve o som na sua frente e rejeita ruídos de outras direções. O dispositivo possui entrada XLR. A desvantagem em relação ao modelo anterior é a entrada, visto que não pode ser conectada ao PC, por exemplo. Avaliado com uma nota de 4,7 de 5 na Amazon, os consumidores destacam a versatilidade e potência de captação, mas reiteram que a entrada do item poderia ser USB.

2. Headphone – a partir de R$ 189

Os headphones são essenciais para garantir a transmissão de informação entre o apresentador e o participante de um podcast. Portanto, é interessante usar um fone com isolamento acústico com drivers grandes para auxiliar na capacidade de recepção do som e com cabos grandes. Além disso, vale verificar se o dispositivo é compatível com os equipamentos de áudio utilizados para o gerenciamento de som.

Uma opção é o 206 HD, da Sennheiser, é um modelo de entrada com entrada P2 e vem com um plug adaptador para pino P10. A parte superior do arco e a interna das conchas são acolchoadas com material sintético, ideal para o conforto e isolamento sonoro de ruídos externos. Os fones podem ser dobrados em um ângulo de 45 graus para o interior. Ele promete reprodução sonora forte e verosímil. A ficha técnica conta com um driver de 30 mm. O cabo possui três metros e é indicado como o primeiro investimento para a criação de um programa. Avaliado com uma nota de 4,2 de 5 na Amazon, os consumidores elogiam o bom custo-benefício, mas relatam que o som pode sair um pouco abafado. O modelo pode ser adquirido por R$ 189.

Sennheiser 206 HD é um fone de entrada que pode ser ideal para iniciantes — Foto: Divulgação/Sennheiser

Já o ATH-M50x, da Audio Technica, é um produto de nível intermediário que conta com entrada P2 compatível com celulares, tablets e PCs. O design é compacto e dobrável, enquanto o arco e a parte interna das conchas são completamente acolchoados em material sintético. Ele promete ajuste confortável mesmo após horas de uso e é indicado para uso no smartphone ou profissional em aparelhos de áudio. O aparelho é comercializado por R$ 1.055.

Ele oferece três cabos destacáveis, um com entrada P2 e 1,2 metro de comprimento, um P2 de três metros com rosca para adaptador P10 e o último de entrada P2 com três metros com espiral e rosca. As almofadas das conchas são removíveis e podem ser substituídas se necessário. O modelo conta com driver de 45 mm, o que demonstra grande potencial para transmissão de sons e o coloca em patamar profissional.

Audio Technica ATH-M50x conta com driver de 45 mm — Foto: Divulgação/Audio Technica

O fone é conveniente para uso de programas mais robustos tanto pela qualidade superior ao do item anterior, quanto pela facilidade de conectar fios diferentes e de tamanhos distintos. Avaliado com nota de 4,7 de 5 na Amazon, os consumidores destacam a habilidade do produto em proporcionar sons limpos e graves naturais, contudo, reclamam do preço elevado.

3. Cadeira – a partir de R$ 710

A cadeira é um produto importante para oferecer conforto aos participantes do podcast. É importante buscar assentos confortáveis e silenciosos. A cadeira presidente, da Mymax, por exemplo, oferta design giratório e encosto fixo acolchoado com espuma. Ela apresenta quadro rodinhas que giram em 360 graus e dois apoios para os braços. A estrutura do produto é construída em aço cromado e suporta até 110 kg. Além disso, oferece regulador de altura. O produto é indicado para compor ambientes profissionais, já que o encosto ergonômico promete estabilidade da coluna mesmo após horas de uso.

Avaliado com nota de 4,4 de 5 na Amazon, os consumidores destacam positivamente o custo-benefício. Porém, criticam a fragilidade dos apoios para os braços e o design em furos do encosto, o que torna difícil a higienização. O modelo é encontrado por valores que partem de R$ 710.

Cadeira presidente da Mymax suporte até 110 kg — Foto: Divulgação/Mymax

A cadeira gamer TGC12, da ThunderX3, é apropriada para longas horas de uso. Ela traz design ergonômico e acolchoado. O modelo conta com almofadas no pescoço e lombar, produzidas de espuma e revestidas em material sintético. O produto oferece cinco rodinhas que giram em 360 graus, apoios para os braços e regulagem de altura. O assento também é acolchoado, suporta até 120 kg e pode ser ajustada para usuários de até 1,85 metro de altura.

Comparada com o modelo anterior, também é um item de entrada, no entanto, pode facilmente se adaptar a pessoas mais altas, o que é conveniente quando não se sabe a altura ou peso dos convidados do programa. Avaliado com nota 4,6 de 5 na Amazon, os usuários destacam o conforto condizente com a propaganda. Porém, criticam a fragilidade do material da espuma e das peças. Esta opção é encontrada por R$ 1.469.

ThunderX3 TGC12 é vendida na cor preta — Foto: Divulgação/ThunderX3

4. Gravador – a partir de R$ 819

Gravadores de áudio são indispensáveis em programas que precisam ser editados, ou seja, que não são ao vivo. Neste caso, o som precisa ser captado, tratado, cortado, amplificado e só então está pronto para lançamento, seja acompanhado de vídeo ou não. Portanto, é fundamental contar com aparelhos capazes de absorver o áudio de forma precisa, mesmo que o apresentador ou convidado não esteja tão perto do dispositivo, além de cancelar ruídos externos e recepcionar com eficiência a voz de forma verossímil.

A portabilidade é interessante caso seja necessário sair do estúdio ou mesmo para mover o dispositivo. A memória interna é mais vantajosa porque dispensa a a compra de cartões de memória ou a necessidade de armazenar o áudio em dispositivos externos. Além disso, é interessante que o produto contenha entradas para microfones, já que assim é possível captar o som diretamente do usuário.

Zoom H1 é um gravador que pode ajudar a gravar podcasts — Foto: Divulgação/Zoom

O gravador digital H1, da Zoom, é um gravador portátil profissional com visor. Ele possui conectividade USB, entrada P2 para um fone de ouvido, um tecla para início e pause da gravação, botões multimídia e botões para gerenciamento e edição do áudio. O dispositivo precisa de uma pilha do tipo AA para funcionar. Os microfones integrados garantem tecnologia condensadora e estérea, ou seja, são sensíveis para captação de áudio e contam com dois canais para recepção sonora em diferentes direções.

O uso profissional é desaconselhado caso o usuário não tenha um cartão de memória para inserir, caso contrário, precisa salvar os arquivos de forma externa em outros aparelhos, como celular. Conta, ainda, com controle de velocidade de reprodução, filtro de voz e funções de overdubbing estéreo (sobrepor um som a outro). Avaliado com nota de 4,5 de 5 na Amazon, os consumidores elogiam a ótima gravação sonora. No entanto, criticam a falta de memória interna para guardar os arquivos. Ele é vendido por R$ 819.

Zoom H4N Pro é voltado para quem busca um gravador mais robusto — Foto: Divulgação/Zoom

O gravador digital H4N Pro, da Zoom, é um gravador digital portátil, profissional e com visor. O modelo conta com uma entrada para cartão SD, botões para controle e configuração de áudio, uma entrada USB, uma entrada P2 para fone de ouvido, e duas entradas P10 para microfones. Ele ainda oferta microfones condensadores e estéreos de ângulos adaptáveis. O gravador de áudio H4n Pro é adequado para gravação de áudio em vídeos, podcast, entrevistas em campo, e também para criação e edição de áudio com múltiplas trilhas em estações de trabalho de áudio digital (DAW).

Este produto funciona com duas pilhas AA, que podem manter o H4n Pro funcionando por até 12 horas contínuas de gravação. É um modelo indicado para uso em programas mais robustos devido às capacidades superiores de conexão, quantidade de bateria e habilidade para recepcionar diversos sons diferentes. Avaliado com uma nota de 4,7 de 5 na Amazon, os consumidores destacam a eficiência do produto, mas criticam o preço bastante elevado. O dispositivo é comercializado por cifras a partir de R$ 1.655.

5. Interface de áudio – a partir de R$ 470

A interface de áudio pode não ser tão fundamental no início do programa, quando ainda há muito a se aprender sobre configurações e se houver a presença de uma única pessoa, sem instrumentos. Porém, quando há diversas vozes e até música, este dispositivo entra como um intermediador para reconhecer os sons e configurá-los. Além disso, é essencial para melhorar a qualidade do áudio e facilitar as produções de som no estúdio. O produto também é ideal para pré-amplificar o sinal de áudio, fornecer conectores para entradas de microfone, instrumentos e saídas de monitoramento de som e fones.

A interface de áudio UM2, da Behringer, dispõe de conectividade USB e duas entradas P10 dedicadas para instrumentos e microfones. É um modelo de entrada ideal para quem não tem muitos conhecimentos práticos da configuração deste tipo de aparelho. O aparelho apresenta alta latência, isto é, há um atraso considerável entre o momento de emissão e recepção do som. A parte frontal contém entradas para dispositivos e botões para configuração do áudio. O dispositivo oferta um design compacto e compatibilidade com os principais softwares de gravação do mercado.

Behringer UM2 é uma interface de áudio de entrada — Foto: Divulgação/Behringer

Além disso, dispõe de interface descomplicada e portabilidade para novos produtores de conteúdo, útil para usar em programas que requerem apenas um microfone. Avaliado com nota de 4,4 de 5 na Amazon, os consumidores elogiam a eficiência do produto para a qualidade do áudio. Contudo, criticam a impossibilidade de utilizá-la em computadores Mac. Ele é encontrado na Amazon por valores que partem de R$ 470.

A interface de áudio 192|4, da M-Audio, possui conectividade USB e duas entradas dedicadas para microfone e instrumentos. O modelo apresenta compatibilidade com vários dispositivos, amplificadores embutidos, medidores LED e vem com o software ProTools incluído. Ele dispõe de baixa latência, isto é, não possui atrasos para recepcionar os sons emitidos.

M-Audio Air 192|4 pode ser interessante para desenvolver programas com maior qualidade sonora — Foto: Divulgação/M-Audio

É um modelo de nível de entrada para intermediário, usado para a configuração sonora e com controle de mixagem de monitor. O equipamento pode ser interessante para desenvolver programas com maior qualidade sonora, além de contar com mais recursos disponíveis, como mais possibilidades de conexão.

Avaliado com uma nota de 4,5 de 5 na Amazon, os consumidores elogiaram a eficiência do produto e os amplificadores. No entanto, criticam o fato de não ser possível utilizar um microfone e um instrumento ao mesmo tempo, já que a configuração de áudio suporta apenas um dispositivo por vez. Esta opção pode ser adquirida por R$ 1.145.

5 dicas para comprar um PC gamer bom e "barato"

5 dicas para comprar um PC gamer bom e "barato"

Nota de transparência: Amazon e TechTudo mantêm uma parceria comercial. Ao clicar no link da loja, o TechTudo pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação. Os preços mencionados podem sofrer variação e a disponibilidade dos produtos está sujeita aos estoques. Os valores indicados no texto são referentes ao mês de abril de 2022.

Mais do TechTudo