Notebooks

Por Vitor Garcia, para o TechTudo

Divulgação/Asus

A procura por criptomoedas cresceu bastante nos últimos anos, graças, entre outros fatores, à popularidade do Bitcoin. Embora seja mais comum minerá-las a partir de computadores de desktop — já que esse tipo de dispositivo costuma possuir GPUs mais potentes — , é possível realizar essa atividade a partir de notebooks. Na hora de comprar um laptop direcionado para minerar criptomoedas, contudo, outros componentes além das placas gráficas também precisam ser levados em consideração, tais como a ventilação do aparelho.

Embora não existam notebooks fabricados especialmente para minerar as moedas virtuais, existem algumas dicas para procurar um equipamento para essa prática. Por isso, o TechTudo separou quatro coisas para buscar em um bom notebook para mineração.

Veja quatro coisas para buscar em um bom notebook para mineração — Foto: Divulgação

Problemas da mineração

Antes de buscar o melhor notebook para começar a mineração, saiba que existem alguns problemas em realizar essa função. Ela gera uma quantidade considerável de calor, que pode causar diversos problemas em seu equipamento. Além disso, seu notebook precisará trabalhar por muitas horas continuamente, o que pode causar problemas nos componentes internos.

Outro fator importante é ficar de olho na sua conta de eletricidade, já que você precisará manter seu equipamento ligado à tomada por bastante tempo e operando em alta capacidade. Além disso, a mineração está ligada a problemas ambientais, visto que demanda muita energia.

1. Placa de vídeo

Algumas GPUs possuem limitações que podem atrapalhar a mineração — Foto: Divulgação/Nvidia

Quanto mais poderosa for sua GPU, mais criptografia seu equipamento poderá resolver em uma maior velocidade. GPUs com melhor desempenho conseguem reproduzir cálculos matemáticos mais complexos e, consequentemente, geram taxas de hash mais rápidas.

Na hora de comprar uma máquina para minerar, fique atento às características do notebook, já que a Nvidia implementou um limitador de criptografia em alguns de seus modelos (como RTX 3060 Ti, 3070 e 3080, por exemplo). Isso ocorreu com a finalidade de proteger o mercado para o seu público de jogadores, que viram alguns modelos sumirem das prateleiras.

2. Processador

Processador é um componente importante para a mineração de criptomoedas — Foto: Divulgação/Intel

Embora a maior parte do desempenho da mineração ocorra graças às placas de vídeo, os processadores também devem receber uma atenção especial. Alguns programas de mineração permitem que você use também o desempenho da CPU, o que tende a melhorar a eficiência da atividade.

Portanto, quanto mais atualizado for seu hardware e a geração do processador, a mineração deve ser mais lucrativa.

3. Ventilação

Prefira notebooks gamers com chassi mais grosso, o que deve ajudar na ventilação — Foto: Reprodução/Acer

Tão importante quanto uma boa GPU, a ventilação é um ponto que requer atenção especial na escolha do seu equipamento. Além de o seu notebook ficar ligado por muito tempo, a mineração provoca aquecimento nos componentes, o que pode estragá-los a médio ou longo prazo. Limpar o notebook com frequência pode ajudar a evitar as altas temperaturas, mas isso nem sempre é o suficiente.

Portanto, na hora de comprar um notebook para mineração, prefira notebooks com chassi (o corpo) mais grosso e uma boa ventilação interna. Dessa forma, o o fluxo de ar será maior, tornando possível evitar altas temperaturas com maior facilidade.

4. Bateria

Manter o notebook ligado direto na energia pode diminuir sua lucratividade minerando criptomoedas. — Foto: Pond5

Quanto mais tempo durar a bateria, melhor. Assim, não será preciso manter o notebook ligado direto na rede elétrica, economizando na conta de energia elétrica. É importante destacar que as altas temperaturas decorrentes da prática da mineração são prejudiciais à saúde da bateria e aceleram a sua degradação. Dessa forma, caso uma conta de luz um pouco mais alta não seja um problema, uma solução para isso seria retirar a bateria — se ela for removível — quando o aparelho estiver na tomada.

Com informações de Laptop Mag e XDA-Developers

Mais do TechTudo