E-commerce
Publicidade

Por Guilherme Ramos, para o TechTudo


A Shein é um dos e-commerces chineses mais populares no Brasil. Conhecida por vender roupas e acessórios por preços baixos e por oferecer cupons de desconto com frequência, a loja se tornou querida entre os brasileiros que gostam de comprar online sem gastar muito. Mas existem outras opções de lojas online que podem fazer frente à Shein. Sites como Shopee, Urbanic e Aliexpress também oferecem uma grande variedade de roupas com preços mais em conta. Além de estarem disponíveis na versão web, algumas dessas plataformas têm aplicativos disponíveis para download em celulares Android e iPhone (iOS).

Cada opção apresenta diferentes tipos de ofertas, produtos e fretes. Vale ressaltar que, ao comprar em sites internacionais, o usuário está sujeito a tributação por importação, conforme previsto pela lei nacional de nº 3.244, de 1957. Ainda assim, existem algumas "técnicas" para escapar das taxas, que também podem variar de acordo com a plataforma. Pensando nisso, o TechTudo listou seis lojas de roupas baratas que entregam no Brasil e fazem frente à Shein.

Saiba quais "rivais" da Shein podem ser boa opção para compra de roupas — Foto: Fernanda Lutfi/TechTudo

Como saber se minha encomenda vai ser tributada? Descubra no Fórum do TechTudo

A Shopee ganhou espaço no comércio digital brasileiro por oferecer descontos periodicamente e ter uma grande variedade de produtos. No marketplace, que abriga vendedores do Brasil e do exterior, é possível encontrar itens como tênis, acessórios, roupas de moda masculina, feminina e infantil. Além de oferecer itens "a preço de custo", a Shopee disponibiliza frete grátis e sorteio de cupons, o que barateia ainda mais os custos. Vale ressaltar ainda que, ao comprar de vendedores nacionais, a plataforma, disponível em celulares Android e iPhone (iOS), não cobra taxa de importação.

Shopee se popularizou pelos preços baixos e diversidade de cupons de desconto — Foto: Reprodução/Rodrigo Fernandes

O marketplace também tem um sistema de bonificação chamado "Moedas Shopee". Elas são adquiridas ao finalizar ou avaliar uma compra, e podem ser trocadas por cupons de descontos no aplicativo ou usadas para pagar até 25% de pedidos futuros. Embora a Shopee seja um marketplace confiável, segundo o Reclame Aqui, é importante checar a avaliação de cada vendedor no aplicativo antes de comprar.

Famoso em diferentes ramos de vendas, o AliExpress é outra opção viável para a compra de roupas. O site conta com abas de vestuário feminino e masculino, que abrangem outras subcategorias como moda íntima, sapatos, ternos e até uma divisão por marca. Todos os produtos da plataforma, disponível na versão web e em aplicativo para celulares com Android e iOS, são vendidos em reais.

— Foto: Marcela Franco/TechTudo

Na sessão de "Frete Grátis", o consumidor pode aproveitar produtos de destaque sem pagar pela entrega. Mesmo sendo de origem chinesa, a plataforma conta com vendedores de todo o mundo, inclusive do Brasil. Assim como ocorre na Shopee, o cliente não está sujeito às taxas de importação ao comprar de lojistas locais.

3. Wish

A Wish é mais um marketplace que comercializa produtos de diversas áreas. A empresa se popularizou por vender itens importados mais baratos e também oferece várias opções de roupas. Com versão para web e para celulares com Android e iOS, a loja disponibiliza uma grande quantidade de cupons de desconto, bônus e códigos promocionais, o que acaba baixando ainda mais os preços.

Wish é um dos e-commerces globais mais famosos atualmente — Foto: Reprodução/Guilherme Ramos

Como a empresa tem vendedores do mundo todo, a taxa e o período de entrega para o Brasil podem variar, e o custo do frete é revelado no momento de finalizar a compra. A Wish não aceita dinheiro, transferência bancária ou pagamento parcelado como forma de pagamento, mas o usuário pode comprar com cartões de crédito, Google Wallet (Android Pay), Apple Pay, PayPal, Klarna, EBANX e iDEAL. Há um prazo de oito horas para cancelar o pedido e de até 30 dias para devolução com reembolso.

A Urbanic é uma loja de roupas femininas com aplicativo disponível para Android e iPhone (iOS). Com layout intuitivo e bem parecido com o da Shein, o e-commerce oferece diferentes tipos de produtos, desde camisas, calças e moletons até pijamas, moda plus size, lingeries e itens fitness. Por serem internacionais, as compras na Urbanic podem ser taxadas caso ultrapassem US$ 50,00. Ao finalizar a compra, o cliente pode escolher entre pagar com Pix, cartões de crédito e débito ou boleto.

Urbanic tem interface semelhante à da Shein — Foto: Reprodução/Guilherme Ramos

A loja também oferece diferentes tipos de desconto, incluindo o de primeira compra. No Reclame Aqui, a empresa tem uma boa reputação, com nota 8.5 de 10, e respondeu todas as reclamações que recebeu nos últimos 12 meses. O índice de solução do site passa de 90%, e 72,5% dos usuários voltariam a fazer negócio na Urbanic.

5. Romwe

A Romwe é uma espécie de "irmã" da Shein. Ela é gerida pela mesma empresa do e-commerce chinês e, por vezes, oferece peças ainda mais baratas do que a Shein. A plataforma está disponível na versão web e em aplicativo para Android e iOS, e oferece descontos e fretes fixos para algumas localizações.

Romwe tem site em inglês e usa dólar para as vendas — Foto: Reprodução/Guilherme Ramos

As compras na loja são calculadas em dólar, assim como o preço do frete. Para importar um produto para São Paulo, por exemplo, há uma taxa de US$ 12,99 (cerca de R$ 64,10 na cotação atual da moeda americana). Entretanto, compras acima de US$ 89 (aproximadamente R$ 439) têm frete grátis. Há até sete dias de prazo para o processamento da compra, e o tempo de entrega pode variar de 23 a 26 dias.

6. LightInTheBox

Mais um e-commerce chinês que está ganhando popularidade no Brasil é a LightInTheBox. A loja tem o diferencial de vender roupas de grandes marcas conhecidas e comercializar eletrônicos. Assim como nas outras plataformas internacionais, o consumidor corre o risco de ter sua compra taxada pela Receita Federal caso o pacote passe de US$ 50. Os preços do site, entretanto, estão em reais, o que demanda a atenção do usuário na hora da compra.

LightInTheBox oferece diversas categorias de produtos, incluindo roupas — Foto: Reprodução/Guilherme Ramos

Em relação à sua confiabilidade, a LightInTheBox divide opiniões. Existem comentários de usuários no site que receberam suas compras sem problemas e no prazo certo. Por outro lado, no Reclame Aqui, a loja sequer tem nota e nenhuma das reclamações feitas para a empresa nos últimos 12 meses foi respondida. Além disso, apenas 25% dos problemas desde 2019 tiveram solução, com os casos mais recorrentes (21.7%) sendo os de "produto não recebido".

Com informações de MakeUseOf

Veja também: seis aplicativos para vender coisas usadas

6 aplicativos para vender coisas usadas

6 aplicativos para vender coisas usadas

Mais do TechTudo