Redes sociais
Publicidade

Por Raisa Monteiro Capela, Para o TechTudo


A BeReal, nova rede social disponível para celulares Android e iPhone (iOS), tem uma proposta diferente: estimular usuários a "serem eles mesmos". Embora tenha sido lançado em 2019, o aplicativo teve um aumento significativo nas buscas nos últimos meses — e já faz sucesso no exterior. Idealizado por empresários franceses, o BeReal oferece uma dinâmica casual, que vai na direção contrária das redes sociais já consolidadas no ambiente digital. A seguir, veja o que é BeReal, como usar a plataforma, e as diferenças em relação ao Instagram e o TikTok.

Com proposta anti-Instagram, app faz sucesso entre usuários com fotos casuais; veja o que é BeReal e como funciona — Foto: Divulgação/BeReal

Redes sociais: o que não pode faltar? Participe da discussão no Fórum do TechTudo

O que é BeReal e como funciona?

A BeReal busca incentivar usuários a serem autênticos e mostrar quem eles são "de verdade" durante o dia a dia. O app permite apenas um post diário e envia uma notificação em massa, em um horário aleatório, para que os internautas registrem e compartilhem com os seus amigos o que estão fazendo naquele instante.

São oferecidos até dois minutos para tirar uma foto com a câmera frontal e traseira, e as imagens são carregadas simultaneamente. Caso a pessoa faça muitas tentativas de fotografias, como ao buscar por ângulos melhores, o app "dedura" a ação para os demais contatos da plataforma. Também não podem ser aplicados filtros, além de não ser possível postar quando quiser. Outro ponto curioso é que você só pode ver publicações de amigos se eles também fizer uma postagem naquele horário.

Quando a notificação do dia é exibida, todas as imagens postadas anteriormente desaparecem, de modo a restar apenas as próprias fotografias do user no campo ‘Suas memórias” — como as lembranças do Instagram. Para adicionar amigos, basta sincronizar o app com os contatos da agenda do celular. Também é possível compartilhar fotos em um feed público, chamado "Discovery". Lá, usuários do mundo inteiro podem mostrar quem são, onde estão, e o que fazem no momento do post.

Os usuários do BeReal fazem apenas uma postagem por dia em momentos aleatórios — Foto: Reprodução/Raisa Capela

Quais as diferenças para o Instagram?

Diferentemente do Instagram, no BeReal não é possível fazer curadoria ou editar fotos para publicar. A proposta é capturar momentos corriqueiros da vida cotidiana, em contramão ao que acontece no Instagram e no TikTok, e fugir de "manipulações" virtuais. As imagens capturadas pelos usuários também não ficam registradas em um feed, já que tudo desaparece.

Ainda que seja possível adicionar amigos na rede, não existe uma contagem numérica de “seguidores” ou curtidas, embora dê para reagir a publicações através do “RealMoji”. São seis opções disponíveis: um polegar para cima, um rosto chocado, um rosto sorridente, um rindo e outro chorando. A diferença, aqui, é que o usuário precisar tirar uma selfie para reproduzir as expressões do emoji que escolher. No BeReal não há espaço para influenciadores, como o próprio app indica na loja de aplicativos.

Aplicativo BeReal registrou um aumento significativo de novos usuários; veja como funciona — Foto: Reprodução/Raisa Capela

Por que tem feito sucesso no exterior?

Nos últimos tempos, o Instagram e outras redes sociais têm recebido duras críticas — em parte pelo algoritmo, e outra pela maneira como muitos as utilizam, em tese exibindo apenas o melhor de si, com muitas camadas de edição. Essa "estética" tem afetado a saúde mental e a autoestima de quem consome esses conteúdos, já que gera ansiedade e pressão para conformidade.

Pela proposta que vai contra padrões, o BeReal tem feito muito sucesso. Os usuários são estimulados a mostrar momentos cotidianos, casuais, e que fogem da necessidade de transformar reconhecimento em métricas, como número de curtidas, visualizações e seguidores.

As redes sociais tradicionais têm recebido críticas por estimular padrões inalcançáveis — Foto: Jeremy Bezanger/Unsplash

Quem pode usar a BeReal?

A Axios, empresa responsável pelo aplicativo, diz que o público alvo é a geração Z - ou seja, pessoas nascidas entre a metade dos anos 1990 e o início de 2010. Entretanto, o BeReal pode ser usado por qualquer pessoa acima de 13 anos, que tenha acesso ao download nas lojas de aplicativo Google Play e App Store. Não é necessário convite.

Com informações de Cnet e BeReal

Veja também: Três redes sociais com propostas diferentes para experimentar

Três redes sociais com propostas diferentes para experimentar

Três redes sociais com propostas diferentes para experimentar

Mais do TechTudo