Segurança
Publicidade

Por Clara Fabro, para o TechTudo


Usar o celular sem deixar "rastros" na web pode ser possível, se o usuário estiver atento aos recursos disponíveis para isso. Apagar histórico do navegador Chrome, do YouTube e os dados de localização do Google Maps, por exemplo, já contribuem remover vários vestígios virtuais. Outra ação interessante nesse sentido é deletar informações de login e dados de pagamentos salvos na nuvem — prática que também pode tornar a navegação mais segura. Veja, na lista a seguir, como não "pegadas digitais" em celulares Android e iPhone (iOS).

Lista reúne nove dicas de como navegar pela Internet sem deixar rastros; veja — Foto: Pond5

Como esconder mensagens no WhatsApp? Saiba no Fórum do TechTudo

1. Delete a atividade do navegador

Excluir a atividade do navegador é o primeiro passo para não deixar rastros na Internet. Com o recurso, é possível deletar todos os passos digitais, como sites visitados, buscas realizadas na web e outras informações que ficam armazenadas no browser.

No Android, é possível apagar o histórico do Chrome por meio da conta Google, e o recurso ainda permite definir um período de tempo para o conteúdo ser excluído de forma automática. Para habilitá-lo, acesse as configurações do celular e toque em "Google". Na sequência, aperte sobre "Gerenciar sua conta Google" e, por lá, selecione a aba "Dados e privacidade" para continuar.

Veja como configurar histórico do Google Chrome pelos ajustes da Conta Google — Foto: Reprodução/Rodrigo Fernandes

Em seguida, pressione "Atividade na Web e de apps", selecione o ícone do Chrome e toque sobre "Exclusão automática". Marque a opção "Excluir automaticamente atividades com mais de" e escolha o prazo desejado ao tocar sobre "3 meses". Então, aperte "Próxima" e confirme o procedimento realizado.

Já no iPhone (iOS), é possível remover os dados de navegação salvos no Safari e no Chrome. No navegador padrão, o procedimento para excluir as atividades é mais simples: acesse os ajustes do celular e toque sobre "Safari". Em seguida, pressione "Limpar Histórico e Dados dos Sites" e confirme o procedimento em "Limpar tudo".

Ação para limpar dados de navegação no Safari do iPhone — Foto: Reprodução/Marvin Costa

Para limpar o histórico do Chrome, abra o app no celular e acesse as configurações do navegador. Em seguida, toque sobre "Privacidade" e selecione a opção "Limpar dados de navegação". Na sequência, basta confirmar o procedimento em "Limpar dados de navegação" novamente.

Ação para acessar a ferramenta para limpar o histórico do Google Chrome no iPhone — Foto: Reprodução/Marvin Costa

2. Delete senhas salvas

Salvar senhas na nuvem é um procedimento que pode facilitar o login em sites e apps, principalmente porque o recurso preenche dados automaticamente e evita a necessidade de decorar códigos. No entanto, essas informações podem ser comprometidas caso sejam expostas na web. Por isso, é recomendado excluir os dados da nuvem e deletar as senhas salvas no Android e iPhone (iOS).

No Android, é possível apagar os códigos secretos salvos na conta do Google. Para isso, acesse as configurações do celular, toque sobre "Privacidade", "Preenchimento automático do Google" e "Senhas". Lá, o usuário conseguirá ver todos os endereços de login. Para excluí-los, basta selecionar um deles e tocar sobre "Excluir".

Apagando senhas salvas no Android — Foto: Reprodução/Clara Fabro

No iPhone (iOS), é possível apagar as senhas diretamente pelos "Ajustes". Lá, toque em "Senhas" para ter acesso aos logins salvos no celular. Para excluir todos eles, aperte sobre "Editar", no canto superior direito da tela, selecione todas as opções e pressione "Apagar", no canto superior esquerdo da tela.

Excluindo senhas salvas no iPhone (iOS) — Foto: Reprodução/Clara Fabro

3. Exclua informações de pagamento salvas em apps e navegadores

Assim como salvar senhas no navegador e em apps, guardar as informações de pagamento também pode ser uma solução prática. Apesar de permitir poupar tempo, a atitude é perigosa, já que os dados são sensíveis e, se expostos online, podem gerar muitas dores de cabeça.

No Android, é possível remover as informações de pagamento armazenadas no Google Pay. Para isso, acesse o app e toque sobre o menu na lateral esquerda da tela para acessar a aba "Formas de pagamento". Então, selecione a forma que deseja excluir, toque sobre o ícone de três pontinhos na lateral direita da tela e, em seguida, aperte "Remover forma de pagamento".

Excluindo as informações de pagamento no Google Pay — Foto: Reprodução/Clara Fabro

Por outro lado, no iPhone (iOS), é possível remover dados de pagamento salvos no ID Apple. Para isso, acesse os "Ajustes", toque sobre o seu nome e, depois, em "Pagamento e Entrega". Em seguida, toque sobre "Editar", no canto superior direito da tela, e aperte o ícone de "-". Feito isso, pressione "Remover" para apagar os dados do cartão. Para finalizar, vá em "Concluído".

Removendo dados de pagamento no iPhone (iOS) — Foto: Reprodução/Clara Fabro

Além disso, também é possível excluir os dados salvos no Chrome e em apps. Para excluir as informações de cartões de apps, é preciso acessar as configurações do aplicativo em questão para apagar os dados.

Já para remover os dados no Chrome, é preciso, primeiro, acessar as configurações do navegador. Em seguida, toque sobre a opção "Formas de pagamento" e, próximo aos dados do cartão, aperte "Editar". Uma página da web se abrirá na sequência. Para continuar, deslize a tela e, abaixo das informações de pagamento, pressione "Excluir" para concluir a ação. Esse procedimento é similar no Android e no iPhone (iOS).

4. Limpe o histórico do YouTube

Também é possível remover o histórico do YouTube para ter mais privacidade no celular e apagar as pesquisas realizadas. Para isso, abra o app e aperte sobre "Biblioteca", no canto inferior direito da tela. Em seguida, toque sobre "Histórico", pressione sobre os três pontinhos no canto superior direito e, então, vá em "Controles do histórico".

Limpando histórico de buscas no YouTube — Foto: Reprodução/Helito Beggiora

Na sequência, toque em "Limpar histórico de pesquisa" e confirme a ação. Além disso, também é possível pausar o histórico para evitar que novas buscas sejam salvas no YouTube. Para isso, basta ativar a chave ao lado de "Pausar o histórico de pesquisa".

5. Pause o histórico de localização do Google Maps

O Android possui uma configuração de privacidade que permite pausar o rastreio da localização pelo Google Maps. Com o recurso habilitado, o histórico dos lugares que visitou é desativado, e o app não salva mais essas informações.

Desativando o histórico de localização do Google Maps — Foto: Reprodução/Clara Fabro

Para pausar o histórico do Google Maps, abra o app no celular e toque sobre sua foto, no canto superior direito da tela e, em seguida, em “Sua linha do tempo”. Na sequência, aperte sobre as reticências e, então, sobre “Configurações e privacidade”. Para continuar, selecione “Histórico de localização ativado” e desative o recurso para concluir o procedimento através da conta Google.

6. Desative publicidade direcionada no seu celular

Os anunciantes usam algumas informações de identificação para traçar um perfil de consumo do usuário e mostrar a ele anúncios melhor segmentados. No entanto, existem algumas formas de evitar a exibição de propaganda no celular. Usuários de Android podem modificar uma configuração da conta Google e desativar a personalização de anúncios. Para isso, acesse o site "adssettings.google.com/authenticated" (sem aspas) e, em "Personalização de anúncios", desative a chave azul e conclua a ação.

Desativação dos anúncios personalizados na página Adsettings Google — Foto: Reprodução/Raquel Freire

7. Peça aos apps para não rastrear você

O iPhone (iOS) introduziu uma série de recursos com foco em privacidade na atualização do iOS 15. Entre as funções está um recurso anti-rastreamento que permite "pedir para o app não rastrear" os dados ao baixar novos aplicativos na App Store. O recurso também pode ser alterado nas configurações de apps já baixados no iPhone (iOS). Para isso, acesse os ajustes do celular e selecione um app. Em seguida, na próxima tela, desative a chave ao lado de "Permitir rastreamento".

8. Use a proteção de e-mail

O iPhone (iOS) traz um recurso de privacidade no app Mail para evitar o rastreio de atividades no app. Ao ativar a função, é possível esconder o endereço de IP do celular e impedir que anunciantes vinculem essas atividades com outras interações feitas online, por exemplo. Para ativá-la, acesse os ajustes do celular e toque sobre "Mail". Em seguida, selecione a opção "Proteção de Privacidade" e ative a chave ao lado de "Proteger a Atividade do Mail".

Ativando a proteção pelo app Mail — Foto: Reprodução/Clara Fabro

9. Se possível, use um navegador privado

Navegadores como Brave e DuckDuckGo têm foco em privacidade e podem ser boas opções para quem não deseja ter seus passos virtuais rastreados. As alternativas possuem apps disponíveis para celulares Android e iPhone (iOS) e contam com funções como bloqueadores de anúncios. Além disso, eles não permitem que os dados de usuários sejam rastreados pelos sites e ainda trazem recursos de navegação anônima e VPN, o que permite que as pesquisas na web fiquem ainda mais privadas e seguras.

Brave Browseré uma opção de navegador privado para usar no celular — Foto: Reprodução/Clara Fabro

Com informações de Google (1/2/3/4) e Apple (1/2)

Veja também: Como colocar digital/senha no WhatsApp no iPhone

Como colocar digital/senha no WhatsApp no iPhone

Como colocar digital/senha no WhatsApp no iPhone

Mais do TechTudo