Redes sociais
Publicidade

Por Mariana Tralback, para o TechTudo


O WhatsApp e o Telegram são apps mensageiros amplamente utilizados e conhecidos por seu funcionamento gratuito. Porém, no último domingo (19), o Telegram anunciou uma versão para assinantes. O WhatsApp Bussiness Premium também deve chegar em breve à versão comercial do mensageiro, mas segue ainda sem data de lançamento. As novidades pagas têm propósitos e público-alvo diferentes, mas ambas prometem aprimorar a experiência daqueles que as adquirirem. A seguir, confira mais detalhes sobre os dois serviços e saiba as principais recomendações de uso.

Telegram e WhatsApp Business ganham versões para assinantes com recursos exclusivos — Foto: TechTudo/Anna Kellen Bull)

O que é o Telegram Premium e o que é o WhatsApp Business Premium?

O Telegram Premium é um modelo pago do conhecido aplicativo de mensagens para Android e iPhone (iOS), com recursos exclusivos para os assinantes. Com essa versão, os usuários podem expandir suas opções dentro do app e melhorar ainda mais a experiência de uso, como recursos de downloads em alta velocidade e transcrição de mensagens de voz.

Já o WhatsApp Business Premium é um plano de assinatura que funcionará apenas nas contas empresariais do serviço de mensagens, idealizado especialmente para negócios. De acordo com as informações divulgadas pelo site WABetaInfo, a versão paga vai liberar ferramentas como o acesso simultâneo em mais de dez dispositivos, o que vai trazer ainda mais praticidade para as operações comerciais realizadas na plataforma.

Quais são os recursos disponíveis no Telegram Premium? E no Business Premium?

Entre os recursos extra do Telegram Premium está o upload de arquivos com mais de 4GB (na versão convencional do app, o limite é de 2GB) e limites dobrados, como o acesso a mais grupos, a possibilidade de criar uma bio longa ou usar mais caracteres nas legendas das mídias, por exemplo. Além disso, o serviço também permite a gestão de conversas, remoção dos anúncios, além de uso de emojis e stickers exclusivos, com avatares animados e até a transcrição de mensagens de voz.

Vale dizer que quem usa o serviço convencional do Telegram, sem assinatura, poderá visualizar as mensagens normalmente, seja no recebimento de arquivos grandes ou das figurinhas exclusivas; a diferença é que não poderá fazer o envio desse tipo de conteúdo.

Os recursos do WhatsApp Business Premium, por outro lado, ainda serão oficialmente divulgados. Porém, segundo rumores, além da vinculação da conta em até dez dispositivos, a versão paga vai permitir hospedagem em nuvem e a criação de links curtos e personalizados, que servirão como um “atalho” para facilitar o contato com o canal de atendimento da empresa.

Recursos para assinantes do Telegram Premium e WhatsApp Business Premium são destinados a públicos diferentes — Foto: Foto: Reprodução/Mariana Tralback e WABetaInfo

Quais as principais diferenças entre os serviços? Para quem são recomendados?

A maior diferença entre os dois serviços é que eles são destinados a públicos distintos. O Telegram Premium pode ser adquirido por qualquer pessoa - ou seja, usuários “comuns” que usem o aplicativo para fins pessoais. A ideia dele é aprimorar a experiência do dia a dia. Já o WhatsApp Business Premium é destinado às contas comerciais cadastradas na plataforma. Desse modo, ele é ideal para comerciantes e empreendedores que busquem facilitar o processo de atendimento aos clientes.

Ao considerar que foram idealizados com propostas diferentes, é possível compreender o porquê dos recursos pagos dos dois apps diferirem entre si. No Telegram Premium, eles têm o objetivo de diversificar o bate-papo do cotidiano. Já no WhatsApp Business Premium, as funcionalidades têm o intuito de melhorar a comunicação de empresas.

Telegram Premium oferece recursos para usuários comuns, como novas reações, enquanto WhatsApp Business Premium é destinado a empresas — Foto: Foto: Divulgação/Telegram e WABetaInfo

4. Quanto custa cada um?

O Telegram Premium custa R$ 24,90 por mês no Brasil, com apenas um tipo de plano até o momento. O valor pode ser pago via saldo do Google Pay, cartão de crédito, Mercado Pago ou código de vale-presente. Para os usuários que não queiram realizar a assinatura, o aplicativo continuará a funcionar gratuitamente, com os mesmos recursos básicos já conhecidos.

O WhatsApp Business Premium, porém, ainda não teve valores divulgados e não se sabe ainda quais serão os planos de assinatura disponíveis, já que a plataforma ainda está em desenvolvimento para dispositivos Android, iOS e Desktop.

Com informações de Telegram e Tech Monitor

Veja também: WhatsApp Web: 3 extensões que adicionam funções ao mensageiro no PC

WhatsApp Web: 3 extensões que adicionam funções ao mensageiro no PC

WhatsApp Web: 3 extensões que adicionam funções ao mensageiro no PC

Mais do TechTudo